Diretor de ‘Plano Real’ vai fazer comédia inspirada na Lava Jato, com roteiro de Marcelo Madureira

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Ícone de esboço

Depois de ter virado thriller com “Polícia Federal”, a Operação Lava Jato virará mote de comédia. Comédia romântica.

A Polícia Federal satisfaz nesta terça-feira mandados judiciais em novo período da Operação Lava Jato.

Leer Más

A vez da Polícia Federal

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Dilma Rousseff e Michel Temer em 24 de novembro de 2015

– Depois de se livrar do procurador que o delatou duas vezes, o presidente Michel Temer mudará o comando da Polícia Federal. A troca atende à pressão de outros políticos sob suspeita e larremessanovas dúvidas sobre o futuro da Lava Jato. O delegado Leandro Daiello, que conseguiu resistir na posição, conduziu a PF por quase sete anos. Se o bombardeou em o governo Dilma Rousseff, mas Não teve a mesma sorte com Temer, que assumiu com a promessa de não interferir nos inquéritos. Agora a polícia vai passar a receber ordens de Fernando Segóvia, um delegado com fortes conexões na política. Entre seus padrinhos, despontam figuras notórias do PMDB e o ministro Gilmar Mendes, conhecido pelos embates com a Lava Jato. Assinala-se O ex-presidente José Sarney como o principal patrocinador de a escolha. Ele já foi alvo de duas acusações no esquema da Petrobras. Se o acusa de receber dinheiro desviado de os cofres de a Transpetro. O ministro Eliseu Padilha também fez lobby por Segóvia. Se o delatou chefe da Casa Civil, sob denúncia de participar de uma organização criminosa. Os cognomes identificam ele de ” Primo ” , ” Bicuira ” e ” Fodão ” em as planilhas de a Odebrecht. Outro entusiasta do delegado é Augusto Nardes, ministro do Tribunal de Contas da União. Se o acusou autor de o relatório de as pedaladas que embasou o processo de impeachment, de receber propina para esconder desvios em a Petrobras. A troca de comando acontecerá no momento de maior fricção entre a PF e o Planalto. Há dois meses, um relatório da polícia acusou o presidente de chefiar o “quadrilhão” do PMDB. Poucos dias antes, os homens de preto explodiram o bunker do ex-ministro Geddel Vieira Lima em Salvador. A exemplo de Temer, o delegado Segóvia assume com a promessa de não atuar para “estancar a sangria” da Lava Jato. Mesmo assim, é curioso ver tantos investigados celebrando a escolha de seu novo investigador.

Além de Segóvia e Galloro, Luiz Pontel de Souza também foi cotado para trocar Daiello, que reclama de fadiga.vê-se Segóvia como um nome palatável a o universo político e teria buscado suporte em o governo e em o Congresso. Ele tem o suporte de cinco entidades que encarnam integrantes da PF: a Fenadepol , e de organizações que encarnam agentes, papiloscopistas e peritos criminais.

Leer Más

PF deflagra 2ª período de operação que investiga crimes contra a Caixa

Por: SentiLecto

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta quarta-feira o segundo período da operação Duas Caras, que investiga uma quadrilha que teria se especializado em crimes contra a Caixa Econômica Federal.

Leer Más

PF satisfaz 60 mandados de prisão contra tráfico internacional de drogas

Por: SentiLecto

A Polícia Federal, em conjunto com a Receita Federal, realiza, nesta terça-feira , duas operações para desmantelar grupos criminosos voltados ao tráfico internacional de cocaína por portos marítimos de Santa Catarina.

Leer Más

PF do Rio apreende 60 kg de cocaína no aeroporto do Galeão

Por: SentiLecto

A Polícia Federal apreendeu, na última quarta-feira , cerca de 60 quilos de cocaína no aeroporto internacional do Galeão, no Rio. A apreensão levou os agentes a encontrarem em um depósito da zona norte da cidade outros 213 tabletes de cocaína. Se os apreendeu ao todo, mais de 250 quilos de a droga. Quatros, que segundo a PF, trata-se da maior apreensão da droga já realizada pela delegacia do aeroporto, pessoas foram presas.

Leer Más