Ricardo Pereira em exclusivo: “Esperarei para ver o que quer o FC Porto”

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Nice france mamac

Jogador do FC Porto, o internacional de Portugal passou dois anos no Nice por empréstimo e aproveitou a chance para jogar com regularidade e brilhar numa das principais ligas europeias.Uma aposta ganha. É desta forma que Ricardo Pereira, 23 anos, vê a sua passagem por França onde conseguiu o feito de brilhar numa época a lateral-esquerdo e na outra no flanco oposto. No Nice não vai ser tão rapidamente esquecido.Que balanço faz desta sua segunda época no Nice?-Bastante bom. O primeiro ano já tinha corrido bem e consegui fazer ainda melhor neste segundo ano… Foram dois anos excelentes. Conseguimos fazer um lugar no pódio o que já não ocorria para o Nice há mais de 40 anos, foi fantástico.O que mudou de uma época para a outra?-Mudou o treinador – Lucien Favre troca Claude Puel – e também alguns jogadores. A contratação de alguns jogadores mais experientes, nomeadamente o Dante, que está habituado a jogar em grandes clubes e competições, permitiu-nos subir o nível. Na época passada éramos uma equipa jovem com característica, mas este ano unimo-lhe maturidade. O Dante foi fundamental, sobretudo na defesa, para nos dar estabilidade e conservar os pés assentes na terra. Aprendemos a saber dirigi os momentos, ganhámos vários jogos pela diferença mínima.A época passada jogou a lateral-esquerdo, esta passou para o lado direito, mas no fim do ano concluiu como extremo…-Depois do retorno da lesão esta época joguei sempre no ataque. Posso declarar que a defesa-direito já estava confortável. Quando voltei a jogar à frente, não é que me sentisse fora de sítio mas notei que tinha perdido algumas rotinas do lugar. Mas ao fim de três jogos voltei a sentir-me bem.Por que razão jogou à esquerdo em 2015/16?-Foi uma coisa esporádica. O defesa-esquerdo titular estava lesionado. Quando vim para o Nice, o treinador sabia que eu no passado já tinha feito alguns jogos naquela posição e se não tinha problemas em jogar ali, perguntou-me. Tive de ganhar as rotinas do lugar e corrigir certas coisas simples, como o facto de estar habituado a fazer a receção de bola com o pé direito e ir para dentro. Logo após o primeiro jogo, o treinador falou comigo e declarou-me para aproveitar a minha velocidade e ir com a bola também pela linha. Foi uma questão de ganhar confiança.Essa polivalência não o prejudicou?-Ser polivalente pode ser bom e mau. No meu caso foi bom. Joguei bastante e penso que agora até tenho mais uma arma que é esta habilidade de jogar em várias posições.O Nice liderou várias jornadas e acabou em terceiro na liga. Podia ter ido mais longe?-Acredito que sim. Estávamos na liderança e jamais saímos do nosso percurso, jogando jogo a jogo. Mas tivemos algum azar. O Mónaco fez uma grande época, o PSG é bastante forte… Entre dezembro e janeiro, estivemos cinco jogos sem ganhar fora, foi numa altura em que tivemos algumas lesões e o Seri esteve na CAN pela Costa do Marfim. Quebrámos nesse momento. Mas foi uma excelente época, temo que estar orgulhosos e contentes.Tem mais dois anos de contrato com o FC Porto, já teve alguma conversa sobre o seu futuro, vai retornar ao plantel?-Para já ainda não sei de nada. Os culpados do FC Porto também vão ter mais em que pensar ainda, mas acredito que em breve venha a ser contactado. Concluiu o meu empréstimo e agora aguardarei. Depende do FC Porto.Pessoalmente, tem preferência sobre o destino a dar à sua carreira? Retorno ao FC Porto, continuar em França ou noutro clube estrangeiro?-Sabendo que isso não depende só de mim, não adianta estar a falar. Esperarei para ver o que quer o FC Porto e, então, debater com eles, isto se houver algo que possa ser debatido.

Ricardo Pereira fez um balanço bastante positivo da passagem pelo campeonato de Francia”Foram duas épocas bastante positivas, joguei praticamente sempre que estive em condições, em que não tive lesões. Ricardo Pereira é jogador que nas últimas épocas encarnou o Nice por empréstimo do FC Porto. Foi bastante importante para mim, para o meu crescimento. Precisava de jogar regularmente, se conseguiu isso que quando desejou sair, eu desejava era e”, alegou, em declarações à “TSF”.Quanto ao futuro no FC Porto, Ricardo Pereira optou por jogar à defesa. “Para já estou de férias e desejo aproveitar”, rematou.Treinador tem três propostas da Premier League, uma delas bastante boa, do Crystal Palace, e tem que definir o seu futuro até domingo. A suposição FC Porto ficou praticamente descartadaO futuro de Marco Silva dificilmente vai passar pelo FC Porto. O antigo treinador do Hull City prefere continuar a treinar em Inglaterra, na Premier League, e tem que acertar um novo contrato até domingo.Os culpados contactaram Marco Silva de o FC Porto, tal como O JOGO escreveu em a edição de quinta-feira , mas considera mais aliciantes as propostas que tem em mãos para continuar a treinar na Premier League. Mais do que o valor do contrato que lhe possam exibi, Marco Silva prefere analisar primeiro as condições do plantel e o investimento que o clube oferece. O Crystal Palace, por exemplo, tem cem milhões de euros destinados para contratações e está seriamente interessado na contratação do treinador de Portugal, que deixou uma excelente imagem no país depois do trabalho que fez no Hull City. Isto a uni a um passado meritório no Estoril, Sporting e Olympiacos.Marco Silva já esteve ontem, quinta-feira, em Inglaterra a tratar do seu futuro, passando grande parte do dia a tratar da desvinculação dos contratos de toda a equipa técnica que estava ligada ao Hull City. O vínculo era de um ano e meio, mas existia uma cláusula que caso este descesse de divisão, lhe permitia abandonar o clube.Depois de acertar a rescisão, Marco Silva continuou em Londres, encetando depois os primeiros contactos com os clubes que o seguem. O treinador de Portugal tem três clubes interessados em contratá-lo e o Crystal Palace surge como uma fortechancee, conforme O JOGO noticiou, em boa hora, na edição online, esta quinta-feira.Aa pausa, o FC Porto vence o Vitória de Guimarães por 47-32, no terceiro jogo das meias-finais da Liga PortuguesaO FC Porto está a um passo de se apurar para a final da Liga Portuguesa, vencendo, ao pausa, o Vitória de Guimarães por 47-32, no terceiro jogo das meias-finais da Liga Portuguesa, realizado na Cidade-Berço.No Dragão Caixa, os dragões tinham vencido por 80-69 e por 83-78. Esta sexta-feira, o conjunto azul e branco ganhou o primeiro fase por 24-18 e o segundo por 23-14.Até ao momento, o grande destaque individual dos portistas é José Silva, com 19 pontos marcados.

Leer Más

Diogo Jota é caso único no FC Porto e na I Liga

Por: SentiLecto

Portista ultrapassou Tiago Caeiro, do Belenenses, como o jogador que mais marca a saltar do banco. Desta vez só precisou de pouco mais de um minuto para faturar. Contra o Arouca, fora ainda mais rápido.Diogo Jota só precisou de um minuto e seis segundos para marcar ao Paços de Ferreira. O avançado entrou ao pausa para o lugar de Corona e aos 46 minutos e seis segundos bateu Mário Felgueiras, após uma grande assistência de Héctor Herrera. Foi a quarta vez que o jogador cedido pelo Atlético de Madrid marcou no campeonato na condição de suplente usado. E, com este golo, tornou-se na arma secreta mais mortífera de toda a prova, uma vez que superou os três golos que dividia com Tiago Caeiro, do Belenenses.Diogo Jota saltou do banco para marcar ao V. Guimarães, ao Tondela, ao Arouca e, agora, ao Paços de Ferreira. Uma vez que nem de um minuto precisou, em Arouca, o avançado foi ainda mais rápido a balançar as redes. Entre jogadores do FC Porto, Jacques, Domingos Paciência, Hélder Postiga, Jankauskas, Guarín, Quintero , Ricardo Pereira, Brahimi e Sérgio Oliveira também conseguiram marcar logo a seguir a entrarem numa partida do campeonato.Com o Paços de Ferreira, Jota saiu do banco para marcar pela quarta vez, tornando-se no suplente com maior rendimento da LigaAlém dos golos, que são oito no campeonato, o avançado soma quatro assistências e ainda três grandes penalidades sofridas, a última das quais no domingo, frente aos pacenses, ou seja, o português é responsável direto por 15 golos do FC Porto no campeonato, somando uma ação decisiva a cada 108 minutos. Somente o sportinguista Bas Dost, o rei dos marcadores, e Marega superam este dado estatístico do avançado que o Atlético de Madrid cedeu ao FC Porto.Contra o Paços de Ferreira, Diogo Jota esteve em campo 45 minutos – entrou para o lugar de Corona – para fazer um golo no único remate que efetuou, padecer um penálti e ter uma efetividade de passe de 90%. Ganhou ainda cinco dos nove duelos que disputou, tendo perdido somente duas vezes a bola.Com a época prestes a concluir, o FC Porto deverá tomar uma resolução quanto ao futuro de Diogo Jota. O avançado está cedido pelo Atlético de Madrid, mas os dragões têm uma alternativa de compra do sua passe por valores que não foram revelados, especulando-se que rondem os 22 milhões de euros.

Leer Más

PSG perde para o Nice e vê título de Francia ficar nas mãos do Monaco

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Nice france mamac

A luta pelo título de Francia ficou mais distante para o PSG, que não chegou ao empate, na temporada. Jogando fora de casa , o Nice derrotou a equipe por 3 a 1 e parou em os 80 pontos , três a menos que o líder Monaco , que ainda tem um jogo a menos em o Campeonato Francês. Enquanto o time do Principado tem quatro rodadas para pontuar, restam agora três jogos para a equipe parisiense.

Isso porque o PSG tem uma parada dificílima contra o Nice, terceiro colocado e que combate por uma vaga na Liga dos Campeões. O PSG é oponente direto pelo título.

Leer Más

Nice vence Nancy e garante o terceiro lugar na Ligue 1

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Nice france mamac

Equipa do português Ricardo Pereira, titular este sábado, garantiu matematicamente o terceiro posto da tabela.O Nice venceu este sábado em casa o Nancy por 3-1, em encontro da 33ª jornada da Liga de Francia, e garantiu matematicamente que não concluirá abaixo do terceiro posto que ocupa na tabela.Com Ricardo Pereira, em bom plano, até aos 88 minutos, a equipa do Nice selou a cinco jornadas do fim o último lugar do pódio francês ao chegar aos 73 pontos, 19 à frente do Lyon, quarto classificado com menos um jogo, e um a menos em relação a Paris Saint-Germain, segundo com menos um jogo, e ao Mónaco, que lidera com 74 pontos e somente 31 jogos.Dois golos do ex-Paços de Ferreira Jean Seri, de penálti aos 54 minutos e aos 85, e outro de Le Bihan, aos 36, invalidaram o tento inaugural de Maurice Junior para os visitantes, aos 26.Ainda este sábado, o Mónaco procura vencer em casa o Dijon e voltar a ampliar a benefício na frente, depois da vitória do Paris Saint-Germain na sexta-feira, em casa do Angers .

“Acredito que o momento de nos inquietarmo com o Monaco é na última rodada, se for necessário. O que devemo ir fazendo é a nossa parte, ganhando os nossos jogos e tentando a liderança. De nada adiantará o Monaco tropeçar se a nossa equipe não conseguir vencer o Angers, que sem dúvida vai desejar tirar pontos do atual campeão. Portanto, a nossa prioridade é o Angers e não o Monaco. Cada passo de uma vez”, analisou o atacante uruguaio Edinson Cavani, artilheiro do Campeonato Francês até aqui com 29 gols anotados.O Monaco só entrará em campo no domingo, na condição de anfitrião, no Estádio Louis II, diante do Dijon, que tem 29 pontos e tenta se distanciar da zona de rebaixamento. Os monegascos deverão conservar alguns titulares, pois na terça-feira têm duelo em casa contra o Borussia Dortmund pela rodada de volta das quartas de final da Champions League. O time do Principado venceu os alemães na ida, nesta quarta, por 3 a 2.

Leer Más

Goleada do PSG na corrida ao título de Francia

Foto: Wikipedia – Saint Étienne-Portail de la Manufacture d’Armes-20110111

Paris Saint-Germain goleou em casa o Guingamp por 4-0, em jogo da 32.ª jornada da liga de Francia de futebol.O Paris Saint-Germain goleou em casa o Guingamp por 4-0, em jogo da 32.ª jornada da liga de Francia de futebol, e continua na perseguição ao líder Mónaco. A exposição confortável dos homens de Unai Emery recoloca os parisienses no segundo lugar, temporariamente perdido para o Nice, que na sexta-feira bateu o Lille por 2-1.O PSG tem agora 71 pontos, menos três do que o Mónaco de Leonardo Jardim, que no sábado venceu no reduto do Angers, e mais um do que a equipa de Ricardo Pereira, que segue no terceiro posto.Depois de uma primeira parte de domínio absoluto, mas na qual não conseguiu instituir chances de perigo, os campeões franceses em título, que tiveram Gonçalo Guedes como suplente não usado, marcaram o primeiro golo através do ex-Benfica Ángel Di María, aos 56 minutos, assistido pelo uruguaio Cavani.O avançado converteu o segundo quatro minutos mais tarde, antes de ‘bisar’ aos 71 minutos, com o capitão Matuidi a fechar a contagem aos 90+1, num jogo de sentido único.Antes, o Nantes de Sérgio Conceição empatou a uma bola no reduto do Saint-Etienne no oitavo posto, três pontos abaixo do oponente, sétimo classificado. Quando estava nos lugares de despromoção, o reduto do Saint-Etienne é resultado que deixa o clube, que o português assumiu.Um golo de Prejoulce Nakoulma, aos 15 minutos, adiantou a equipa do português, mas o Saint-Etienne melhorou na segunda parte e chegou ao empate por Corgnet.Ao começo da tarde, não houve golos na visita do Marselha ao terreno do Toulouse, naquele que foi o terceiro empate consecutivo dos marselheses.Com o triunfo do Bordéus em casa frente ao Metz , no sábado, a equipa de Rudi Garcia caiu para o sexto lugar e para fora das posições de competições europeias da ‘Ligue 1′.

Nice venceu em Lille por 2-1, em jogo da 32.ª jornada da Liga de Francia de futebol, depois de ter dado a volta ao resultado com dois golos do italiano Mario Balotelli.O Lille, com três portugueses no onze inicial, Xeka, Ronny Lopes e Éder, adiantou-se no marcador aos 14 minutos, pelo central Ibrahim Amadou, com um remate de fora da área, que desviou num defesa oponente e traiu o guarda-redes Yoan Cardinale.No entanto, três minutos volvidos, Mario Balotelli ‘abriu o livro’ com um golo monumental, num lance de contra-ataque, em que a bola, arremessada a longa distância por Valentin Eysseric a requerer a desmarcação do italiano, foi correspondida com um pontapé de primeira, sem deixar cair a bola no relvado, batendo o guarda-redes de Nigeria Vicent Enyeama.O golo que decidiu a partida, quase em cima do pausa, teve participação direta de Lusaka, visto que a recarga vitoriosa de Balotelli, que se restringiu a empurrar a bola para o fundo das redes, nasceu de uma incursão de Ricardo Pereira pelo lado direito da área do Lille, culminada com um remate atravessado, que obrigou Enyeama a uma defesa incompleta.Com esta vitória, o Nice conserva-se na corrida pelo título, adicionando 70 pontos, a um do líder Mónaco, e dois a mais do que o Paris Saint-Germain , mas deseja monegascos quer parisienses têm menos dois jogos do que a equipa do sul francesa. O Lille é 13º classificado, com 37 pontos.Com os dois marcados na partida desta sexta-feira, Mario Balotelli chegou a 15 gols nas 24 partidas que disputou com a camisa nicaraguana.Nos acréscimos, o triunfo virou goleada. Lucas, que havia entrado há pouco, recebeu na direita e deixou Matuidi sem qualquer obstáculo para empurrar a bolas para a rede e sair para o abraço.

Leer Más