Ex-treinador da Espanha alega que Barcelona vai ser melhor sem Neymar

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Neymar visiting Red Bull Arena (cropped)

Apesar das lamentos dos torcedores do Barcelona pela saída de Neymar para o PSG, o técnico Vicente Del Bosque, ex-treinador da seleção espanhola e campeão do mundo em 2010 pela Roja, alegou que o clube catalão vai ficar ainda mais forte com a saída do craque de Brasil.

Mesmo com poucos dias para o começo do Campeonato Inglês, o atacante ainda não se pronunciou sobre qual será seu futuro. Sánchez esteve com a seleção de Chile vice-campeã da Copa das Confederações, vencida pela Alemanha, e iniciou os treinamentos com o clube de Londres somente nesta semana.Segundo o veículo, a negociação pode ter frutos positivos ao PSG, já que Sánchez atuou com os brasileiros pelo Barcelona, em 2013 e 2014, e pode ser um diferencial para persuadi o atacante a se uni ao projeto milionário da equipe francesa. No entanto, o clube vai ter forte concorrência do Manchester City, já que Guardiola alegou ter muito interesse que o chileno se una ao time de Inglaterra para a temporada 2017/2018.liberou-se Neymar ainda não para estrear por o PSG. O jogador precisa ser regularizado na Federação Francesa. Mas para isso, o Barcelona deve liberar o certificado de transferência do jogador, o que ainda não ocorreu.De acordo com as informações obtidas pela Agência Efe, ainda não foi certificado que há fundos no cheque usado há seis dias para pagar a multa rescisória do atacante brasileiro.

Leer Más

Chile no se lo puede creer: va a estar en otra final de fútbol

Por: SentiLecto

Ilusionado desde la obtención de los dos últimos vasos América –la planeada en Chile en 2015 y la Centenario, realizada en Estados Unidos el año pasado–, el hincha de Chile deja todo de lado cada vez que juega su selección. La nación, prácticamente, se detiene ante un partido oficial de la Roja y este miércoles no ha sido la excepción. Calles vacías, trabajadores y jefes en sus oficinas y hasta la presidente Michelle Bachelet y su gabinete no se han despegado del televisor durante las más de dos horas del duelo que afrontó a Chile y Portugal en la semifinal de la Copa Confederaciones.

Leer Más

Chile tem fera que não conhece proprietário

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Puerto Madero bs as

Quando negou, o médio Arturo Vidal chocou o país há dias que tenha sido o treinador Marcelo Bielsa a revolucionar o futebol chileno: “A mim não mudou nada” .Declara-se da seleção de Chile, campeã sul-americana em 2015 e 2016, que foi inventada pelo treinador de Argentina Marcelo Bielsa. Bielsa é uma figura de fábula, espécie de mestre de kung fu no topo de uma montanha inacessível, que muitos técnicos veneram pelo mundo completo. Mesmo Guardiola hibernou com ele antes de se arremessar no Barcelona. Bielsa não esteve em nenhuma das Copas América ganhas pelos chilenos, mas quando o Chile venceu pela primeira vez a Argentina, era o selecionador em 2008 , espoletando uma série de mudanças radicais no futebol dos dois países. Dessa equipa ainda não fazia parte Arturo Vidal, médio do Bayern, que há poucos dias virou o universo de Chile do avesso com uma afirmação explosiva: “A mim, Bielsa não mudou nada. Quem mudou o Chile foram os treinadores que ganharam os calicezitos.”À porta das meias-finais da Taça das Confederações, o Chile é a quarta seleção do ranking FIFA. Portugal é a oitava. Depois do segundo triunfo na Copa América, La Roja entrou em descompressão e chegou a complicar bastante o apuramento para o próximo Mundial, quando perdeu com a seleção de Equatorial Guinea, em março . Correram notícias de desentendimentos e intrigas palacianas no grupo; suspeitou-se que o almazinha coletivo desaparecera e que aquela equipa de pressão intensa e alto débito já não voltaria. Ainda hoje persiste essa dúvida e Portugal auxiliará a tirá-la. Apesar de outros três argentinos ser o último constantemente colada a o estilo Bielsa , a seleção chilena já treinaram ela depois de ele , o último dos quais com ideias muito anômalo das de El Loco. Também esse pormenor Arturo Vidal tentou explicar: “Qual estilo? Pressionamos o mais que podemos e furamos até instituir situações de golo. Foi sempre assim.”Por uma daqueles sarcasmos cósmicos, as duas finais da Copa América tiveram por oponente a Argentina. Ambas acabaram sem golos e desempatadas por grandes penalidades; em ambas, os argentinos viram-se asfixiados e conduzidos, a cada bola, para pequenos labirintos humanos de onde só saíam desarmados. Estiveram em campo alguns dos melhores avançados do mundo, Messi incluído, mas a energia de Chile rebateu tudo, até a carga dramática que os argentinos colocaram no segundo desses jogos, fez ontem um ano. Sem títulos pela Argentina, Messi apostou tudo na Copa América e acabou a falhar um dos penáltis decisivos. Horas depois anunciava que se retiraria da seleção, resolução que viria a revogar poucos meses mais tarde. Amanhã vai ser finalmente a vez de Cristiano Ronaldo entrar na caverna para enfrentar a fera.Agora pode subscrever gratuitamente as nossas newsletters e receber o melhor da atualidade com a característica O Jogo.

Pizzi não se queixa e até recorda que, também vai ter esse benefício,, se o Chile for à final mas, por agora, apontagem a vbenefíciopara a equipa em que drealçaRonaldo e Fernando Santos.Ainda no rescaldo do empate deste domingo com a Austrália, na Taça das Confederações, o seleccionador do Chile fez uma breve análise de Portugal, o oponente nas meias-finais. “Teremos de nos esforçar bastante para poder competir com eles. É bastante difícil ser campeão da Europa, onde estão os melhores do mundo. Têm um jogador determinante e um treinador com muita experiência. Estão rodeados de jogadores de muito bom nível, mas creio que nos igualamo em muitas coisas”, alegou Pizzi, mencionado pelo La Tercera.Confrontado com o facto de Portugal ter mais um dia de descanso até ao jogo, marcado para as 19 horas de quarta-feira, Pizzi admitiu que, nesse capítulo, o Chile sai a perder: “É uma desvantagem, mas não é algo que nos assombre nem de que possamos reclamar, porque está assim disposto de antemão e se passarmos à final svamo sernós a ter um dia a mais de descanso. Com certeza, ter um dia mais de repouso é um benefício para o oponente”.A finalidade do empate com a Austrália, que comparou a um jogo dos “quartos de final do Mundial”, Pizzi garantiu que não houve poupança de esforços nem sobranceria, somente mérito do oponente e algum desgaste: “Nem jogámos nem preparámos a partida com excesso de confiança. Hoje, não nos permitiram desenvolver o nosso jogo, com boa circulação. Pressionaram bastante bem. O oponente superou-nos em muitos momentos de pressão, com muita agressividade, nalguns casos, desmedida. Para superar isso é preciso bastante sacrifício e implica um desgaste que, indubitavelmente, se sente. Mas, temos uma recuperação bastante boa. Os jogadores estão bastante bem preparados”.Agora pode subscrever gratuitamente as nossas newsletters e receber o melhor da atualidade com a característica O Jogo.Médio da seleção de Chile considera que a partir do momento em que se atingem as meias-finais de uma prova, torna-se indiferente o nome do oponente.Arturo Vidal não tem preocupações extra por ter Portugal pela frente nas meias-finais da Taça das Confederações. Depois do empate com a Austrália, que ditou o segundo lugar do grupo para o Chile, o médio fez uma curta antevisão ao duelo de quarta-feira com a equipa das Quinas, em Kazan, sem olhar ao nome do oponente.”Na verdade, quando se chega a uma meia-final ou final, o oponente é indiferente. O importante é jogar como treinamos e dar o máximo, como temos feito sempre, tentar ganhar e ser campeões”, alegou o jogador do Bayern de Munique, que classificou o encontro deste domingo, frente à Austrália, como “mbastantecomplicado”.Portugal joga esta quarta-feira as meias-finais da Taça das Confederações, frente ao Chile.

Leer Más

Chile leva susto, mas empata com a Austrália e se classifica

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – WA in Australia map

Nervoso e menos eficiente que de tradição, o Chile teve certo trabalho e saiu atrás no placar, mas se classificou para as semifinais da Copa das Confederações ao empatar com a Austrália em 1 a 1 na Otkrytie Arena, em Moscou, ficando com o segundo lugar do grupo B, e agora vai ter Portugal pela frente.

Local: Estádio do Spartak, em Moscou

Leer Más