Brasil abre 76.599 vagas formais em outubro, melhor dado para mês em 4 anos, assinala Caged

Por: SentiLecto

– Faz 1 mês, o Brasil registrou criação líquida de 76.599 vagas formais de emprego, melhor dado para o mês desde 2013, em o sétimo resultado positivo consecutivo em o ano, cravado em meio em a gradual recuperação econômica.No acumulado dos dez primeiros meses de 2017, foram abertas 302.189 vagas com carteira assinada, assinalou o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados divulgado nesta segunda-feira pelo Ministério do Trabalho. A performance contrapõe fortemente com o encerramento de 751.816 empregos no mesmo fase do ano passado, na série com ajustes. De todos os oito setores analisados no mês, três ficaram no azul. A indústria da mudanças ficou com saldo positivo de 33.200 postos e o setor de serviços de outros 15.915, enquanto no comércio foram abertas 37.321 vagas em outubro. Do lado negativo, os principais destaques ficaram com construção civil e agropecuária . Faz 2 meses, em um retrato de a melhora de o mercado de trabalho, o número de desempregados em o Brasil foi abaixo de 13 milhões em setembro pela primeira vez desde o começo de o ano, conforme dados mais recentes de o IBGE. Apesar da aprimoramento continuar baseada na informalidade, agentes econômicos estimam que o movimento terá que dar alento à recuperação da atividade. Mencionando essa progressão, senador Ataídes Oliveira aumentou nesta segunda-feira a perspectiva de crescimento do Produto Interno Bruto a 2,5 por cento no ano que vem, ante 2,0 por cento no projeto mandado pelo governo. Senador Ataídes Oliveira é o relator de receitas do Orçamento de 2018.

Leer Más

Yellen vai deixar board de governadores quando Powell tomar posse como chair do Fed

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Janet Yellen official Federal Reserve portrait

Quando Powell assumisse, a chair do Federal Reserve, Janet Yellen, que , numa carta ao presidente Donald Trump, declarou que abdicaria e que, enquanto isso, “vou fazer o meu melhor para garantir uma transição suave”, vai deixar seu assento no board de governadores do banco central de Noruega quando Jerome Powell for confirmado e empossado para trocai-la como chair da instituição, anunciaram o Fed e Yellen nesta segunda-feira. O mandato de Yellen como chair conclui em fevereiro, mas ela tecnicamente poderia continuar servindo como um governadora do Fed até 2024.

“Se virmos as coisas…menos gradual e mais intensas, seja vindo do lado fiscal ou qualquer outro fator que leve a inflação a subir mais do que o esperado, aí vai ser uma trajetória mais turbulenta à frente”, ddeclarouIlan. “Mas o cenário central é de que vai ser gradual.”Ainda que para a próxima e última reunião do Copom no ano, em dezembro, vê como adaptada diminuição moderada no ritmo de afrouxamento dos juros básicos, o presidente do BC repetiu.

Leer Más

‘Lista suja’ assinala 2 mil pessoas em situação análoga à escravidão

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Rosa Weber

O Ministério do Trabalho divulgou nesta sexta-feira a chamada “lista suja”, com a indicação de que 131 empregadores submeteram mais de 2 mil trabalhadores a condições análogas à de escravo.

A publicação aconteceu após polêmica sobre o assunto. Faz 12 dias, o governo editou, em o último, portaria que modifica a definição de trabalho escravo, os critérios de autuação e a maneira de divulgação de a ” lista suja “, com o nome de os envolvidos em essa espécie de crime.

Leer Más

Grupos em defesa da norma de trabalho escravo evitam opinar sobre suspensão

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Supremo Brasil

Entidades da indústria, construção e agronegócio, setores que vinham defendendo a portaria do Ministério do Trabalho sobre trabalho escravo, evitaram se demonstrar nesta terça após liminar do Supremo Tribunal Federal que interrompeu a medida.

– Faz 23 dias, o Supremo Tribunal Federal recebeu, em esta ações que questionam a portaria de o governo federal que modifica as normas de fiscalização de a trabalho escrava. A Rede de descumprimento de preceito fundamental pediu as arguições e por a Confederação Nacional das Profissões Liberais , e requerem que a medida seja dita inconstitucional. As duas representações declaram que a questão é urgente e pedem que o STF interrompa imediatamente os conseqüência da portaria, por meio de uma liminar, até que o caso seja analisado em um julgamento colegiado na Corte. As duas ações serão relatadas pela ministra Rosa Weber. A Rede alega que a portaria “desfigurou o marco legal da guerrazinha ao trabalho escravo no país”, e declara que se a exibiu para que o governo consiga votos na análise pela Câmara dos Deputados da segunda acusação exibida contra o presidente Michel Temer, o que deve acontecer na próxima semana. Já a CNPL argumenta que a medida “restaura a escravidão sob roupagens contemporâneas, para extensíssima desonra de nosso país no contexto global das nações.”- A ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal , concedeu uma liminar interrompendo os conseqüência da portaria que modificou as normas de fiscalização da trabalho escrava. A resolução , e ainda precisa ser confirmada por o plenário de o tribunal , tomou em uma ação pedida a resolução e que é provisória em a semana passada. No pedido, a Rede alegou que a portaria “desfigurou o marco legal da guerrazinha ao trabalho escravo no país”, e declara que se a exibiu para que o governo consiga votos na análise pela Câmara dos Deputados da segunda acusação exibida contra o presidente Michel Temer, marcada para ocorrer na quarta-feira. Na segunda-feira da semana passada, o governo publicou uma portaria com novas normas para a guerrazinha ao trabalho escravo, que na verdade dificultam o trabalho de fiscalização. Ronaldo Nogueira determinou que vai divulgar-se a lista suja que traz os nomes de os empregadores autuados por a prática de o crime a ” lista suja “,, só “por resolução expressa” dele ou de quem estiver como titular da pasta. Ronaldo Nogueira é o ministro do Trabalho. Antes, essa atribuição era da área técnica. A mudança foi a mais recente benesse concedida pelo governo do presidente Michel Temer à bancada ruralista, agraciada nos últimos meses com diferentes medidas. Uma delas foi o critério do marco temporal para a demarcação de terras indígenas, calculado em parecer da Advocacia-Geral da União e assinado pelo presidente da República em julho. A iniciativa provocou uma enxurrada de críticas, seja de auditores que inspecionar o trabalho escravo, de artistas e de políticos e personalidades, como o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso.— A ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal , concedeu uma liminar interrompendo os conseqüência da portaria que modificou as normas de fiscalização da trabalho escrava. A resolução , e ainda precisa ser confirmada por o plenário de o tribunal , tomou em uma ação pedida a resolução e que é provisória em a semana passada. No pedido, a Rede alegou que a portaria “desfigurou o marco legal da guerrazinha ao trabalho escravo no país”, e declara que se a exibiu para que o governo consiga votos na análise pela Câmara dos Deputados da segunda acusação exibida contra o presidente Michel Temer, marcada para ocorrer na quarta-feira.

Leer Más

Weber declara: “Portaria aumenta a chaga do trabalho escravo”

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Rosa Weber

“A Portaria do Ministério do Trabalho nº 1.129/2017 tem como provável conseqüência prático o aumento do lapso temporal durante o qual ainda vai persistir aberta no Brasil a chaga do trabalho escravo.”

As evidências de que a portaria violou diversos preceitos fundamentais de a Constituição justificam a medida cautelar e pela ameaça de prejuízos irreparáveis que a aplicação de a portaria pode gerar , comprometendo uma pertinente política pública ” voltada a o enfrentamento de um de os mais graves problemas sociais de o país : o trabalho escravo “.

Leer Más