U2: a la vanguardia de las presentaciones de estadio

Por: SentiLecto

Según se encarga de informar Craig Evans, esta noche y mañana, U2 se va a presentar por cuarta vez en la Argentina, con el inesperado tour The Joshua Tree 30 Aniversario y una puesta escenográfica con una sola protagonista estelar: “La pantalla más larga de alta resolución usada en una gira” tour manager de los irlandeses desde hace veinte años, dispuesto ahora a contar la trastienda de esta gira que se ha armado en tiempo récord y que ha revitalizado a los irlandeses luego del paso en falso que ha significado su controversia sociedad con Apple, para el lanzamiento de su último álbum, Songs of Innocence.

Leer Más

El City de Guardiola sonroja al Real Madrid con una goleada

Por: SentiLecto

Un aviso, un toque de atención dentro de una pretemporada exigente que termina de comenzar. El Manchester City de Pep Guardiola ha sonrojado este jueves al Real Madrid con una goleada contundente [4-1. Aunque maquillada en el último minuto con un cañonazo del capitán juvenil Óscar, deja amargura en el campeón de Europa, así lo contamos en vivo] que todavía sin pulso y a tres días de un clásico ante el FC Barcelona, eso sí, amistoso.

Leer Más

Fazendo jus ao cognome de pé frio, Mick Jagger chega a SP para aniversário do filho em meio a calamidade política no país

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Luciana Gimenez 4

Ele tem celebridade de pé frio e não é pra menos. Vira e mexe, quando Mick  Jagger chega em algum lugar, acaba testemunhando –ou influindo, como declaram as cômicas teorias do complô– alguma falha. Em seu currículo, em geral entram experiências relacionadas ao mundo do esporte, mas desta vez foi diferente: tem a ver com política.

A Gimenez, se referindo a Mick Jagger. escreveu: “Tem um pai excelente, presente, que o ama como um pai maravilhoso que é”. Veja a homenagem na íntegra:

Leer Más

Guardiola: “Não mudarei de estilo só por causa dos títulos”

Apesar do afastamento do Manchester City da Champions, Guardiola, que recordou que o City instituiu pelo menos “seis ocasiões” de golo “num quarto de hora”, algo que “poucas equipas” poderão replicar, embora lamentando a fraca produção da equipa no primeiro tempo, sente que está “mais forte” do que jamais como treinador e declara ter sido uma “lição” a eliminatória com o MónacoAs chances perdidas pelo Manchester City contra o Mónaco, na segunda mão dos oitavos-de-final da Liga dos Campeões, deixaram Pep Guardiola persuadido de que “há que melhorar” na conclusão e vai levar esse assunto bastante a sério na preparação da nova época. Com reforços de peso ou não, o treinador dos “citizens” não especificou, mas deixou a garantia de que a equipa vai continuar a praticar futebol ofensivo, com posse de bola. , mencionado pela Marca, reconhecendo que vários jogadores retiraram importantes ensinamentos da recente partida com o Mónaco, que ditaria o afastamento do City da Champions disse: “Sinto-me bastante forte como treinador e não mudarei de estilo só por causa dos títulos”. “Aprende-se sempre. Muitos participaram nesta competição pela primeira vez”, indicou. “Não instituímo qualquer chance durante esse fase. Isso é que me deixou inquietado”, confessou, garantindo que vários jogadores continuarão no clube. “É inimaginável trocar 12 jogadores no fim de uma temporada. Sim, vamos tentar melhorar a equipa, mas dentro do que é possível no mercado. Por exemplo, o Stones vai ser bastante melhor jogador na próxima temporada, melhorou bastante no último mês. Estou certo de que vai ser um grande jogador para a Seleção de Inglaterra”, estimou. O Liverpool é a próxima dificuldade do City e Guardiola não embandeira em arco. “É uma das melhores equipas da Premier League. E Klopp é um treinador de topo”, classificou.

Leer Más

Os cinco culpados da eliminação do Manchester City

Foto: Wikipedia – View on Monacoville

Na hora da derrota, não falta quem assinale culpados. E no caso da eliminação do Manchester City, esta quarta-feira aos pés do Mónaco, já há cinco culpadas bem identificados.Entre jornalismo de Brits, espanhol e os relatos do que foi a palestra do Manchester City após o jogo com o Mónaco, saltam cinco culpados do desaire: Aguero, Stones, Bravo, Beguiristain e o planeamento tático, ou seja, Guardiola.Aguero esteve sumido diante do Mónaco e não foi o líder que teria que ser. Stones não está a ter um rendimento correspondente aos 55 milhões de euros que custou no verão.Bravo, aponta a imprensa inglesa, não saiu do banco de suplentes frente aos monegascos – foi Willy Caballero o titular -, mas também tem culpas no cartório, ainda que indiretas: deixou o Barcelona para ser o titular da baliza do City, mas não está a satisfazer.Finalmente, Txiki Beguiristain foi uma das razões porque Guardiola se mudou para o clube de Inglaterra. Txiki Beguiristain é diretor esportivo do City. Ambos construíram um projeto novo e avultado gasto financeiro em reforços parece não estar a ter o regresso esperado.Mais de 100 milhões por Nolito, Sané, Gundogan, Stones, Bravo e Gabriel Jesús e o City está de fora da Champions e a 10 pontos do Chelsea na Premier League.

O Monaco, porém, conseguiu sair na frente logo na sequência. Aos sete minutos, Mendy invadiu a área e tentou a encruzilhada, mas se o frear por o defesa. Na sobra, Bernardo Silva aproveitou para bater atravessado e encontrar Mbappé, que só empurrou para as redes para abrir o placar no Stade Louis II.Nos minutos finais, o Monaco seguiu melhor na partida, mas não conseguiu mais assustar o goleiro Caballero. Com isso, o duelo foi para a pausa com benefício de 2 a 0 para os mandantes.Leões perderam por 3-2 no Etihad, mas Faz 5 anos, seguiram em frente em a Liga EuropaA, o Sporting viveu uma de as partidas mais emocionantes de os últimos anos. Depois de uma triunfo por 1-0 em Alvalade, os leões procuravam segurar o benefício no Etihad Stadium, que lhes garantisse a passagem aos quartos de final da Liga Europa, isto tendo pela frente o poderoso Manchester City, de Aguero e Balotelli.E o jogo não podia ter iniciado melhor. Os leões fizeram dois golos na primeira parte, por Matias Fernandez e Ricky van Wolfswinkel e o jogo parecia estar ganho, assim como a eliminatória resolvida.Mas o City não desistiu a na segunda parte marcou três golos em 22 minutos, virando o resultado para 3-2, ficando a um golo de suprimi o Sporting. Os leões conseguiram segurar o resultado e bastante graças a Rui Patrício que, já em fase de descontos, evitou o golo de Joe Hart, guarda-redes dos citizens que tinha subido à área do Sporting.Esta quarta-feira, 15 de março de 2017, City e Sporting lembraram o jogo nas redes sociais. A equipa de Inglaterra realçou a reviravolta. Já os leões declaram que é uma “boa memória.”Veja o vídeo dos golos do jogoO Manchester City acabou suprimido da Liga dos Campeões, após derrota por 3 a 1 para o Monaco, nesta quarta-feira. Após a partida, o técnico Pep Guardiola falou sobre a partida, e culpou a má performance no primeiro tempo pela despedida do principal torneio europeu de clubes.

Leer Más