Bolsas europeias têm melhor semana desde maio após tom do Fed provocar alívio

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Donald and Ivana Trump

– Os principais índices acionários europeus registraram a melhor semana em mais de dois meses com os investidores voltando às ações diante de sinais de que ouando alguns temiam, s principais bancos centrais do mundo não devem apertar a política monetária tão rdepressaq. Enquanto o índice pan-europeu STOXX 600 ganhou 0,18 por cento, o índice FTSEurofirst 300 subiu 0,1 por cento, a 1.520 pontos , a 386 pontos. Uma vez que os investidores digeriam os resultados decepcionantes de grandes bancos nos Estados Unidos, as movimentações nesta sexta-feira foram fracas , incluindo JPMorgan e Citigroup, o que pressionou para baixo o setor bancário. Mike van Dulken, chefe de pesquisa do Accendo Markets declarou: “Na Europa, ainda não estamos lidando com nenhuma taxa de juros mais alta, o que tem que estar beneficiando EUA ligeiramente em termos de margens líquidas de juros”. “Declarado isso, ainda temos o estímulo auxiliando, mas os rendimentos ainda estão baixos, o que não é bastante bom para os bancos.” Uma vez que o tom do Federal Reserve, banco centra dos EUA, dados de fluxo mostraram que os investidores correram de volta para as ações nesta semana , reanimou o entusiasmo deles por ativos de maior risco. Os custos mais altos dos metais sustentavam os ganhos das ações de mineradoras, que atingiram máxima de três meses, lideradas por Outokumpu, ArcelorMittal e Tenaris. Depois que Donald Trump alegou que está avaliando cotas e tarifas devido a dumping em aço chino, essas companhias tinham alta. Donald Trump é o presidente dos EUA. Em LONDRES, o índice Financial Times recuou 0,47 por cento, a 7.378 pontos. Em FRANKFURT, o índice DAX caiu 0,08 por cento, a 12.631 pontos. Em PARIS, o índice CAC-40 fechou estável, a 5.235 pontos. Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve desvalorização de 0,14 por cento, a 21.492 pontos. Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou baixa de 0,03 por cento, a 10.655 pontos. Em LISBOA, o índice PSI20 desvalorizou-se 0,31 por cento, a 5.302 pontos.

Enquanto a atividade de fusão e aquisição desapontava com algumas notas de corretoras levando, os mercados acionários europeus fecharam em alta nesta segunda-feira, sustentados pelos setores financeiro e de recursos básicos a movimentações individuais dos papéis.O STOXX subiu em conjunto com as blue-chips. Enquanto o setor de recursos básicos reverteu o curso, fortes ganhos dos bancos liderados pelo Bank of Ireland impulsionaram os principais índices e operou em alta depois que os custos de os metais foram firmados.Londres – Uma corrida pelas ações de energia e de mineradores, bem como dados fortes do banco norueguês DNB e um tom mais “dovish” da chair do Federal Reserve dos EUA, Janet Yellen, auxiliaram no progressão das ações europeias nesta quarta-feira, embora os problemas enfrentados pela editora Pearson pesassem sobre o setor de mídia .As ações dos Estados Unidos progrediram nesta segunda-feira, lideradas por ganhos dos papéis do setor de tecnologia, com investidores otimistas antes da divulgação dos resultados trimestrais.

Leer Más

Montadoras mundiais pedem que China flexibilize metas para carros elétricos

Por: SentiLecto

Montadoras mundiais pediram para que a China, que está planejando uma série de metas para carros elétricos e híbridos, para que correspondam a pelo menos vinte por cento das vendas de automóveis na China até 2025, com um sistema escalonado de cotas a ser começado em 2018, atrase e suavize as cotas planejadas para vendas de carros elétricos e híbridos, declarando que vai ser inimaginável satisfazer com suas metas, as quais perturbariam severamente seus negócios, de acordo com uma carta vista pela Reuters. A carta, escrita em 18 de junho e endereçada ao chefe do Ministério da Indústria e Tecnologia da Informação da China, é o esforço mais coeso até o momento do setor contra as ambiciosas metas para os chamados veículos movidos a energia nova, no maior mercado automobilísticos do mundo.

Leer Más