Dólar cai com exterior e conclui semana abaixo R$3,20

Por: SentiLecto

– O dólar recuou e fechou abaixo de 3,20 reais nesta sexta-feira, após dados econômicos fracos nos Estados Unidos diminuírem as apostas de mais uma alta de juros na maior economia do mundo neste ano e em meio a um ambiente mais tranquilo na cena política local. O dólar recuou 0,73 por cento, a 3,1849 reais na venda, renovando o menor platô desde o encerramento de 17 de maio, a 3,1337 reais. O dólar caiu pela segunda semana consecutiva, registrando queda de 2,88 por cento. Na mínima da sessão, a moeda registrou 3,1784 reais, também a mínima intradia desde aquela data. O dólar futuro tinha queda de cerca de 1 por cento.

Leer Más

Relator de novo juro do BNDES está do lado do governo, declara secretário

Por: SentiLecto

O relator da MP que vai estabelecer a nova TLP está do lado do governo, alegou Fabio Kanczuk em conferência com clientes do Credit Suisse. Fabio Kanczuk é o secretário de Política Econômica do ministério da Fazenda.

Leer Más

Meirelles defende novo juro do BNDES e declara que falará com chefe do banco

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – By Carlos Barretta stk 001068 (7310177286)

Um dia após desavenças em torno da nova taxa de juros para os empréstimos do BNDES terem estimulado os pedidos de demissão de dois diretores do banco, Henrique Meirelles defendeu neste sábado a criação da TLP . Henrique Meirelles é o ministro da Fazenda.

Henrique de Campos Meirelles é um executivo da área financeira com sólida carreira internacional.

Leer Más

Governo tem que mudar cálculo de taxa de juros utilizada em empréstimos do BNDES

– O governo deve mandar ao Congresso Nacional nos próximos dias uma medida provisória que modifica o cálculo da remuneração usada para empréstimos concedidos pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social . Em 1 ano, a nova taxa de juros, batizada de Taxa de Longo Prazo, vai valer para os contratos a partir de 1º. A nova taxa passará a variar de acordo com o rendimento real das NTN-Bs de cinco anos. Hoje, a remuneração dos empréstimos concedidos pelo BNDES são balizadas pela TJLP, que é calculada com base em dois parâmetros: meta de inflação e a avaliação do risco do país. Essa taxa está em 7%. LEIA MAIS: Governo diminui taxa de juros utilizada em empréstimos do BNDES O motivo da mudança é que subvenciona-se a tjlp e acaba ficando bastante abaixo da taxa básica de juros da economia , que está em 12,25% ao ano. Quando o Banco Central modifica a Selic para gerenciar a inflação, assim a medida não consegue ter conseqüência sobre todo o crédito em circulação. Ao alinhar a TJLP às taxas de mercado, o governo aampliao poder de fogo do BC. Em nota conjunta, os ministérios da Fazenda, que em janeiro de 2018, passa a vigorar a nova sistemática, que vai convergir gradualmente, no prazo de cinco anos, para a remuneração integral da NTN-B, do Planejamento, o Banco Central e o BNDES, informam que o estoque existente não padecerá mudança e continuará sendo atualizado pela TJLP.

Leer Más

Presidente do Bradesco declara que é preciso corrigir assimetrias no mercado de cartões de crédito

Uma das prioridades na agenda do Banco Central – a diminuição do spread bancário – vai ser debatida com representantes das instituições financeiras em fevereiro. Em entrevista ao GLOBO durante o Fórum Econômico Mundial de Davos, na Suíça, Luiz Carlos Trabuco declarou que o BC convidou para um seminário coordenado ele sobre spread que também vai contar com a presença de os ex-presidentes de a autoridade monetária Gustavo Loyola e Armínio Fraga ,. Luiz Carlos Trabuco é o presidente do Bradesco. Segundo Trabuco, os bancos têm total disposição em tratar do tema, que não vai sair da pauta.

Leer Más