RobertoIrineuMarinhoGilmarMendes.jpg

Alvos da Lava Jato debatem reforma política no TSE

Foto: Wikipedia – Roberto Irineu Marinho Gilmar Mendes

Alvos da Operação Lava Jato debateram nesta segunda-feira mudanças no atual modelo eleitoral em acontecimento no TSE . O presidente da corte, Gilmar Mendes, alegou que o sistema está “todo viciado” e pregou mudanças para o próximo pleito, em 2018.

Gilmar Ferreira Mendes é um jurista, juiz, professor e ex-advogado brasileiro.

A delegação especial da Câmara que discute o tema tem que votar o relatório no próximo mês, com duas grandes mudanças.

A equipe econômica e o Planalto acreditam que os dados do emprego e o êxito do pacote de concessões comprovam as previsões de que o PIB tem que chegar ao fim do ano rodando com expansão de 2,5% a 3%.Até agora, foram cerca de 170 suspeitos presos e 24 permanecem detidos. A operação segue como em uma reação em cadeia, detalhada pela reportagem neste especial com os principais desdobramentos —clique na imagem abaixo para acessar.

Em vez de os eleitores votarem em candidatos isolados para a Câmara, eles passariam a votar em um grupo de nomes pré-definido pelas legendas, a chamada “lista fechada”. Além disso, será proposta a criação de mais um fundo com dinheiro público para financiar os candidatos, já que as doações empresariais estão proibidas desde 2015.

Líder do governo no Senado e presidente do PMDB, o senador Romero Jucá alegou que a Lava Jato “mudou o paradigma do financiamento de campanha.” Segundo ele, o novo modelo eleitoral vai definir a maneira de financiamento a ser implantada.

Na sua vez, temer chegou perto das 23h, após participar de um jantar com senadores do PMDB.

“A votação 2018 elegerá um presidente em país continental como o Brasil, 54 senadores 27 governadores, mais de 800 deputados estaduais. 54 senadores são 513 deputados federais. Estamos falando de votação que elegerá mais de 1400 pessoas para posições diferentes. Ou seja, o financiamento por pessoa física não vai dar condição nem ao candidato à presidente alugar jatinho para percorrer o Brasil”, ddeclarouJucá, que responde a iinvestigaçãona Lava Jato.

Enquanto tivermos essa Lava Jato, presidente da delegação da Câmara que discute o tema, Lúcio Vieira Lima alegou que ” que criminalizou as doações de campanha, o melhor sistema é o de lista”.

A Procuradoria-Geral da República pediu ao STF abertura de inquérito contra o peemedebista sob suspeita de que ele tenha participado do esquema de propina pago pela Odebrecht, apurou a Folha.

“Hoje estamos sendo pautados pela Lava Jato. A operação tem seu protagonismo, mas não pode paralisar o Congresso. Não se pode imaginar que tudo que votará tem relação com a questão da Lava Jato”, alegou Vieira Lima, para quem o Parlamento também desistiu de qualquer tentativa de anistiar os alvos da operação.

Utiliza-se o termo muitas vezes, para se referir em a reunião de representantes de o poder legislativo de uma nação.

Em sua fala, Gilmar Mendes falou sobre virtudes e defeitos dos diferentes modelos, declarando que o objetivo é responder à pquestãosobre “como se financia a democracia”.

Coordenou-se o jantar, em uma residência de Gilmar em o setor de mansões isoladas em Brasília, em homenagem a os 75 anos de o senador José Serra, que serão completados em o domingo.

“No nosso sistema hoje, vota-se em Tiririca e elege-se Valdemar da Costa Neto e Protógenes [Queiroz], e se declara, ‘participei da votação’. Por isso, as pessoas não sabem em quem votaram no final. São pouquíssimos os candidatos, na votação passada eram 16 ou pouco mais de deputados federais que tinham conseguido se eleger com o seu próprio voto, é um índice baixíssimo, por isso o sistema está todo ele viciado.”

Tiririca é um dos exemplos de candidatos que receberam super eleições e que, pelo atual modelo, acabam elegendo colegas de partido com poucos votos. Tiririca é o caso mencionado pelo ministro.

Mendes alegou que a resolução do STF de impedir as doações empresariais leva o financiamento eleitoral para “fontes irregulares ou até crime coordenado.”

Os defensores da lista fechada argumentam que o modelo barateia as campanhas -em vez de várias campanhas isoladas, o partido faz uma só- e fortalece a identidade das siglas.

Os críticos recordam que nesse caso há uma tendência de superfortalecimento dos caciques partidários, que é quem definem os nomes que entram na lista, dificulta a renovação política e facilita a reeleição de políticos enrolados com a Justiça.

O relator da delegação da Câmara, Vicente Cândido , declarou que pretende exibi seu relatório no dia 4 de abril e sugeri voto em lista fechada para as próximas duas votações presidenciais, em 2018 e em 2022.

Já o fundo eleitoral se unirá ao atual Fundo Partidário. Os deputados calculam que se permanecer o atual modelo, esse fundo teria que ter mais de R$ 6 bilhões. Se passar a lista fechada, bastariam R$ 2,5 bilhões.

Fonte: FolhaGeneric

Sentiment score: SLIGHTLY POSITIVE

Countries: Brazil

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Alvos da Lava Jato debatem reforma política no TSE
>>>>>Gilmar recebe Temer e aliados para costurar acordo em reforma política – March 16, 2017 (FolhaGeneric)
>>>>>>>>>Reforma da Previdência tem 146 emendas ao texto original – (FolhaGeneric)
>>>>>>>>>Base e oposição tentam blindar doações e dificultar condenações – March 14, 2017 (FolhaGeneric)
>>>>>>>>>Para fugir de pauta negativa, governo prepara agenda de viagens para Michel Temer – March 14, 2017 (FolhaGeneric)
>>>>>>>>>>>>>BBC Brasil responderá a pergunta de leitor sobre personagem da Lava Jato; participe – March 10, 2017 (BBCBrasil-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>Temer turbina agenda econômica para rivalizar com Lava Jato – March 07, 2017 (FolhaGeneric)
>>>>>>>>>>>>>>>>>Pedro Barusco é advertido por falhas em tornozeleira eletrônica – March 07, 2017 (FolhaGeneric)
>>>>>>>>>>>>>>>>>4 perguntas sobre a ‘nova lista de Janot’ que promete sacudir Brasília – (BBCBrasil-pt)
>>>>>>>>>>>>>Temer diz que ninguém pode ter a paternidade do São Francisco – (FolhaGeneric)
>>>>>>>>>>>>>Janot prepara lista para investigar políticos; veja os próximos passos – March 13, 2017 (FolhaGeneric)
>>>>>>>>>>>>>>>>>Por pauta positiva, Temer saúda a cerveja e diz tomará 3 canecas – (FolhaGeneric)
>>>>>>>>>>>>>>>>>Odebrecht tenta evitar a divulgação de vídeos de delações da Lava Jato – March 10, 2017 (FolhaGeneric)
>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>Até quando políticos citados em delações vão comandar o país, pergunta leitor – March 06, 2017 (FolhaGeneric)
>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>Ministro do TSE quer documentos que comprovam teor das delações – March 08, 2017 (FolhaGeneric)
>>>>>Governo quer usar notícias positivas da economia para blindar crise política – March 17, 2017 (FolhaGeneric)
>>>>>>>>>Divulgação parcial da lista de Janot pega Temer de surpresa – March 15, 2017 (FolhaGeneric)
>>>>>>>>>>>>>Lava Jato é ‘oportunidade ímpar’ para limpar o processo político, diz Janot – March 15, 2017 (FolhaGeneric)
>>>>>>>>>>>>>>>>>”Lista de Janot” amplia o impacto e o alcance da versão de 2015 – March 14, 2017 (FolhaGeneric)
>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>Janot envia 83 pedidos de inquéritos ao STF ligados à Odebrecht – (FolhaGeneric)
>>>>>Nos três anos da Lava Jato, veja quais são as principais frentes da operação – March 17, 2017 (FolhaGeneric)
>>>>>>>>>Questão de ordem – March 14, 2017 (FolhaGeneric)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 eleição 0 0 NONE 6 eleição: 2, super votações: 1, a eleição: 1, A eleição: 1, a eleição passada: 1
2 modelo 410 0 NONE 5 o atual modelo eleitoral: 1, o modelo: 1, o atual modelo: 2, o novo modelo eleitoral: 1
3 Lúcio Vieira Lima 0 0 PERSON 5 ele (referent: Lúcio_Vieira_Lima): 1, (tacit) ele/ela (referent: Lúcio_Vieira_Lima): 1, Lúcio_Vieira_Lima: 1, Vieira_Lima: 2
4 sistema 100 75 NONE 4 o melhor sistema: 1, o sistema: 2, nosso sistema: 1
5 Gilmar Mendes 50 0 PERSON 4 Gilmar_Ferreira_Mendes: 1, O presidente de a corte Gilmar_Mendes e em 2018: 1, (tacit) ele/ela (referent: Gilmar_Ferreira_Mendes): 1, Gilmar_Mendes: 1
6 nós 0 0 NONE 4 (tacit) nós: 4
7 candidatos 30 125 NONE 3 pouquíssimos os candidatos: 1, candidatos: 1, candidatos isolados: 1
8 eu 70 0 NONE 3 (tacit) eu: 3
9 mudanças 50 0 NONE 3 duas grandes mudanças: 1, mudanças: 2
10 Congresso 15 0 ORGANIZATION 3 (tacit) ele/ela (referent: o Congresso): 2, o Congresso: 1