As melhores linguiças do mundo ficam ao lado de casa

Por: SentiLecto

No meio da semana, propus fazermos pão com linguiça, quando meu amigo Paulo resolveu marcar um petit comité. Não era um jantar, mas uma desculpa para encher a cara no final do ano e pensei na praticidade. Mas tinha de ser “a” linguiça. As da Real Bragança são as minhas preferidas mas não daria tempo de encomendar, então googuei: “melhor linguiça de SP”. Dos 10 primeiros resultados, oito assinalavam para o Gijo, na Vila Mariana! Gente, pertinho de casa e eu não conhecia!

Fui pesquisar: a lojinha do Gijo existe desde o final da década de 40 na Vila Mariana. Seu proprietário, Luiz Trozzi, o Gigio , herdou o negócio do pai. Ali são comercializados 21 espécies de linguiças artesanais, com diversas receitas, além de antepastos e pães. Um paraíso!

Há desde uma trivial calabresa até a Romana, elaborada com azeitonas de Grecia, alcaparras, nozes, uva passa e tempero suave. Sobre o balcão refrigerado repousam as linguiças curadas, também com receitas variadas.

A loja tem adorno pitoresco, olha a fotografia do Gijo ali sobre a pia. Minha decepção foi que pensei que haveria linguiça frita e fui sem almoçar, hahaha., que imagina sentar-se no banco e comer um sanduba de calabresa, ? Seria a glória.

Adquiri três espécies: a Fiorentina , Marguerita e a Romana, já descrita acima, todas na faixa de 50 reais o quilo. Mas chegando na hora do regabofe, percebi que não sabemos fazer churrasco, rs. Quando dei um grito, paulo até começou a picar um gomo : “escorrerá o queijo!” Já tava feito.

Por outro lado, os dados são do Infopen , que é feito pelo Depen desde 2004. Os gestores de todos os estabelecimentos prisionais de os Estados de Brasil realizam por meio de um formulário digital , preenchido a coleta.

No fim, demos uma breve esquentada nos pães semi-italianos , cortamos e acomodamos as linguiças.

O resultado? Divino! A maionese caseira com toque de alho foi obra da minha mãe. E o vinagrete de tomate, da diarista do Paulo, que declarou ser “inimaginável comer essa espécie de coisa sem vinagrete”. Sabe das coisas! Minha preferida foi a Fiorentina, com condimento mais suave e discreto toque de vinho, sensacional! Mas desejo fazer um repeteco da Romana em casa, seguindo a receita do Gijo: gotas de laranja azeda e conhaque na conclusão, na panela mesmo.

Para Rafael Custódio, da ONG Conectas Direitos Humanos, os novos números não são surpresa. “O resultado do levantamento é reflexo de uma alternativa política. O Brasil continua insistindo no erro do encarceramento em massa de pobres, negros e jovens.”

Em tempo: eu ia publicar esse post na semana passada mas resolvi protelar porque hoje faz um ano que o Gijo se foi. Tá lá no obituário da Folha de dezembro do ano passado. Fica aqui essa simples mas justa homenagem ao “rei da linguiça”. Hoje os filhos gerenciar a casa e segue uma beleza , como vocês podem observar em essa fotografia.

Fonte: FolhaGeneric

Sentiment score: SLIGHTLY POSITIVE

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>As melhores linguiças do mundo ficam ao lado de casa
>>>>>Brasil ultrapassa Rússia e agora tem 3ª maior população carcerária do mundo – December 08, 2017 (FolhaGeneric)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 eu 135 0 NONE 15 (tacit) eu: 13, eu: 2
2 nós 0 0 NONE 5 (tacit) nós: 5
3 Paulo 92 0 PERSON 3 Paulo: 1, (tacit) ele/ela (referent: Paulo): 1, meu amigo Paulo: 1
4 casa 0 0 NONE 3 casa: 2, a casa: 1
5 linguiça 0 0 NONE 3 linguiça: 2, linguiça frita: 1
6 decepção 0 100 NONE 2 Minha decepção: 2
7 linguiças 50 0 NONE 2 as linguiças curadas: 1, as linguiças: 1
8 Gijo 0 0 ORGANIZATION 2 o Gijo: 2
9 Infopen 0 0 ORGANIZATION 2 o Infopen: 2
10 hahaha 0 0 OTHER 2 (tacit) ele/ela (referent: hahaha): 1, hahaha: 1