Bombardeamentos mataram 200 civis em Mossul, EUA investigam

Bombardeamentos norte-americanos vão ter morto cerca de 200 civis em Mossul, no Iraque. Faz 9 dias, as autoridades de Iran reconheceram que a carnificina ocorreu durante uma operação de a aliança internacional liderada por os norte-americanos.

A segunda maior cidade de Iran é palco de um combate entre as forças de Bagdá, apoiadas pela aliança internacional, e a milícia terrorista. Cada vez mais enfraquecida em Mossul, a facção é concentrada em a zona oeste de a cidade.Cerca de 2.000 militantes, segundo uma estimativa da aliança, estão escondidos na zona oeste de Mossul em meio a 700 mil civis. Combatentes estão utilizando a maioria desses reféns civis como escudos humanos, ao mesmo tempo em que forçam alguns a escapar para encobri a movimentação de suas tropas.

Na sexta-feira 17 de março o organismo de informação Observatório Sírio dos Direitos Humanos, associado à oposição a Bashar al-Assad, d diziaque pelo menos 42 pessoas m haviam morridoe uma centena f havia ficadoferida num ataque aéreo no norte da Síria esta quinta-feira.

Mossul é a terceira maior cidade iraquiana, depois somente de Bagdá e de Baçorá.

Segundo o porta-voz do Comando Central, coronel John Thomas, o caso está a ser investigado, para apurar se as explosões que originaram a morte dos civis bombardeamentos de America provocaram elas ou de a aliança.

No campo iraquiano há menos dúvidas. De acordo com um comandante das forças especiais de Iran, o major general Maan al-Saadi, os civis foram mortos na sequência de um bombardeamento da aliança liderada pelos estadunidense, um ataque que ele próprio requesitou. O objetivo era suprimi atiradores furtivos que disparavam dos tetos de três casas no bairro de Jidideh, mas as forças especiais de Iran não sabiam que as caves das construções estavam cheias de civis.

Em reação ao incidente, o exército de Iran anunciou que vai diminuir a intensidade dos ataques.

As mortes destes civis de Iran ocorrem poucos dias depois de dois incidentes na Síria, onde a aliança luta igualmente os jihadistas do Daesh com ataques aéreos. Na terça-feira os bombardeamentos mataram 30 civis sírios na província de Raqqa, enquanto 49 outros foram mortos por aeronaves de America na localidade de Al Jinah, na província de Alepo.

Habitantes do bairro de Jidideh, em Mossul ocidental, iniciaram no sábado a sepultar familiares mortos pelos ataques aéreos. Bashar Abdullah já sepultou 13 membros da sua familia e declara que não conseguiu ainda retirar dos escombros os corpos de outros familiares:

Bashar Abdullah Abdulaziz é um ex-futebolista profissional de Kuwaitde Kuwait que atuava como atacante.

Entretanto este sábado chegaram à base aérea de Ballad, a norte de Bagdade, os primeiros quatro dos 36 caças F16 cadquiridospelo Iraque aos Estados Unidos.

A ONU disse preocupação com a situação. Em comunicado Lise Grande, coordenadora humanitária da ONU para o Iraque declarou: “Estamos chocados com essa abominável perda de vida”.Esta sexta-feira, aglomerações próximas da cidade enchiam-se de fumo à medida que o exército de Bagdade continuava com novos ataques contra os jihadistas do autoproclamado Estado Islâmico ou *_Daesh_ *.

Fonte: Euronews-pt

Sentiment score: NEGATIVE

Countries: United States, Syria

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Bombardeamentos mataram 200 civis em Mossul, EUA investigam
>>>>>EUA investigam se ataques aéreos mataram 200 civis em Mossul – March 25, 2017 (FolhaGeneric)
>>>>>Devido a morte de civis, Iraque pausa ofensiva contra o EI em Mossul – March 25, 2017 (FolhaGeneric)
>>>>>>>>>Mossul: Campos de refugiados insuficientes para os milhares que fogem da cidade – March 21, 2017 (Euronews-pt)
>>>>>>>>>Secretário de Estado dos EUA pede mais esforço de aliados contra o EI – March 23, 2017 (FolhaGeneric)
>>>>>>>>>Crianças vítimas da batalha em Mossul enchem hospital de campanha – March 24, 2017 (FolhaGeneric)
>>>>>Tropas iraquianas esforçam-se por recuperar Mossul – March 24, 2017 (Euronews-pt)
>>>>>>>>>Zona oriental de Mossul regressa à normalidade – (Euronews-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 civis 90 70 NONE 4 200 civis: 1, 700_mil civis: 1, os civis: 1, 30 civis sírios: 1
2 Bashar Abdullah Abdulaziz 60 0 PERSON 4 Bashar al-Assad: 1, Bashar_Abdullah_Abdulaziz: 1, Bashar_Abdullah: 1, (tacit) ele/ela (referent: Bashar_Abdullah): 1
3 Mossul 0 0 PLACE 4 Mossul: 3, Mossul ocidental: 1
4 bombardeamentos 0 100 NONE 3 bombardeamentos americanos: 1, Bombardeamentos norte-americanos: 1, os bombardeamentos: 1
5 ataque 0 80 NONE 3 um ataque: 2, um ataque aéreo: 1
6 o Iraque 0 0 PLACE 3 o Iraque: 3
7 ex-futebolista 120 160 NONE 2 um ex-futebolista profissional kuwaitiano: 2
8 mortos 0 140 NONE 2 mortos: 2
9 atiradores 0 90 NONE 2 atiradores furtivos: 2
10 ataques 0 80 NONE 2 novos ataques: 1, ataques aéreos: 1