De ‘cura gay’ a demarcação de terras, Rock in Rio vira caldeirão de protestos

Por: SentiLecto

De “cura gay” a demarcação de terras, os assuntos do noticiário nacional estiveram em pauta na sétima edição de Cariacica do Rock in Rio, que se conclui neste domingo , ocupando parte do Parque Olímpico.

A música não fazia parte do set list original e a banda incluiu ela em o repertório em cima da hora. O cantor, que conserva a pinta de galã aos 55 anos, mas que hoje desfila cabelos grisalhos que combinam com os dentes reluzentes, parecia declarar “chupa” também aos que pensavam que ele não era mais capaz de alcançar os agudos da musiquinha.Bradley se exibiria no festival Rock in Rio no sábado , mas cancelou o show justamente para tratar da enfermidade.

No domingo 17 de setembro insólito seria se o encontro entre Johnny Hooker, Liniker e Almerio não fosse uma espécie de resistência em tempos em que os direitos de LGBTs padecem duras ameaças.

A maioria das manifestações se desenrolou em apresentações de artistas de Brasil, alocados no palco secundário do festival ou nos shows iniciais do principal. O tom político regeu desde a abertura do acontecimento, na sexta , com Gisele Bündchen.

Faz 6 meses, os artistas prestaram uma homenagem a o percussionista Naná Vasconcelos, morto em março, com fotos em o telão e uma poesia declamada por a talentosa cantora de o grupo, Carol Caroline, depois de cantar Côco com M.

Ao arremessar a plataforma Believe.Earth, que promove ações como o projeto socioambiental do Rock in Rio, Amazonia Live, a top model discursou sobre instituir um mundo melhor. Antes que ela pudesse concluir de falar, o público retribuiu com coro de “fora, Temer”.

O grupo tinha tudo para se enveredar em um som semelhante ao de seus conterrâneos do Olodum, mas encontrou identidade própria mais próxima do hip-hop.

O slogan do Amazonia Live, “eu acredito em um mundo melhor”, servia como um convite a protestos em meio à polêmica do decreto que permite exploração em uma reserva mineral da região.

Entre os artistas que abordaram o assunto, Frejat mencionou “a cambada do congresso desejando arruinar” a região, e Evandro Mesquita alegou que a Amazônia “está seriamente ameaçada por políticos corruptos, mineradores e pecuaristas”.

Quando a líder indígena Sônia Guajajara subiu ao palco, o pedido pela demarcação de terras ganhou sua maior visibilidade no show da americana Alicia Keys. Guajajara declarou: “Não existe plano B, essa é a mãe de todas as lutas, é a luta pela mãe Terra”.

As cantoras Ana Cañas e Karol Conka militaram pela diversidade, direitos de minorias e contra a “cura gay”, mas foram Liniker e Johnny Hooker que resumiram as causas com um “beijaço” em prol da afeição livre. O telão, aludindo ao presidente mostrava: “Amar Sem Temer”.

O conflito na Rocinha, começado entre um fim de semana e outro do festival, dificultando o acesso ao Parque Olímpico, também ressoou. Nascido e aumentado na comunidade, Luthuli Ayodele se declarou “bastante triste” com a situação. Luthuli Ayodele é o vocalista da banda Sinara.

Durante sua apresentação com Alceu Valença e Geraldo Azevedo, Elba Ramalho resumiu a ebulição política. “se conservem nossas florestas que a gente possa construir um mundo novo, onde , onde as pessoas não sejam discriminadas. Viva o Brasil e fora, Temer e todos os políticos corruptos que vilipendiam nosso país”, declarou a paraibana.

Desde sua idealização, em 1985, o Rock in Rio é palco de manifestações como essas.

Hostilizou-se presidente Dilma Rousseff mais recentemente, em a edição de 2015, a então durante shows de o Metallica e de o CPM 22.

Fonte: FolhaGeneric

Sentiment score: POSITIVE

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>De ‘cura gay’ a demarcação de terras, Rock in Rio vira caldeirão de protestos
>>>>>Quabales e Margareth Menezes abrem Rock in Rio com percussão furiosa – September 23, 2017 (FolhaGeneric)
>>>>>>>>>Rock in Rio informa como fãs de Lady Gaga podem pedir reembolso – September 19, 2017 (FolhaGeneric)
>>>>>>>>>>>>>Lady Gaga falha Rock in Rio Brasil – (Euronews-pt)
>>>>>>>>>>>>>Lady Gaga cancela participação no Rock in Rio e Maroon 5 substitui – (FolhaGeneric)
>>>>>>>>>>>>>Após cancelar apresentação no Rio, Lady Gaga adia 18 shows na Europa – (FolhaGeneric)
>>>>>>>>>Bomba Estéreo traz ritmos caribenhos a show com Karol Conka no Rio – (FolhaGeneric)
>>>>>>>>>Rusga no Guns N’ Roses ficou evidente em sua 1ª vinda ao Brasil, em 1991 – September 23, 2017 (FolhaGeneric)
>>>>>>>>>>>>>Animação do público oscila em show do Aerosmith no Rock in Rio – September 22, 2017 (FolhaGeneric)
>>>>>Fãs de São Paulo têm show de Bon Jovi que Rock in Rio queria – (FolhaGeneric)
>>>>>Morre aos 68 anos Charles Bradley, uma das maiores vozes do soul atual – September 23, 2017 (FolhaGeneric)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 Rio 0 0 PERSON 5 Rio: 5
2 Olodum 0 0 ORGANIZATION 3 (tacit) ele/ela (referent: o Olodum): 2, o Olodum: 1
3 eu 0 0 NONE 3 (tacit) eu: 2, eu: 1
4 Viva_o_Brasil e fora Temer e todos os políticos corruptos 0 140 PERSON 2 Viva_o_Brasil e fora Temer e todos os políticos corruptos: 2
5 artistas 100 50 NONE 2 os artistas: 2
6 Evandro Mesquita 0 30 PERSON 2 (tacit) ele/ela (referent: Evandro_Mesquita): 1, Evandro_Mesquita: 1
7 cabelos 140 0 NONE 2 cabelos grisalhos: 2
8 mundo 130 0 NONE 2 um mundo melhor: 1, um mundo novo: 1
9 Earth 120 0 PERSON 2 Earth Amazonia_Live a: 2
10 Sônia Guajajara 0 0 PERSON 2 Sônia_Guajajara: 1, Guajajara: 1