GeneralMichelAoun.jpg

Hariri declara que vai voltar ao Líbano e propõe que pode recuar de renúncia

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – General Michel Aoun

Após anunciar que havia abdicado aa posição de primeiro-ministro líbico, no dia 4, Saad al-Hariri reapareceu neste domingo e deu a compreender que poderia rever sua resolução.

Desde que o anúncio de sua saída do governo, Hariri alegou que planeja voltar em breve, falando da Arábia Saudita, onde está a seu país para confirmar sua renúncia, de acordo com a Constituição libanesa. No entanto, declarou também que, o grupo radical xiita Hizbullah precisa respeitar a política do Líbano, caso ele opte por recomeçar a posição de não se envolver em conflitos regionais.

Jean-Yves Le Drian adianta que para o governo de Francia a prioridade é a estabilidade do Líbano e a necessidade de uma solução política o mais depressa possível.Enquanto a Alemanha apelou à Arábia Saudita e ao Irão, os Estados Unidos da América insistiram no apedidopara que seja respeitada “a soberania dlíbica para não minarem a estabilidade naquele país do Médio Oriente.Hariri atribuiu sua renúncia a ameaças contra sua vida e acusou o Irã e o grupo militante libanês Hezbollah de desestabilizarem o Líbano e a região.

Segundo o ex-premiê, a monarquia saudita, sua principal aliada, quer que os libaneses conservem-se neutros nos conflitos do Oriente Médio, sem se aliar ao Irã.

A mensagem é um recado direto ao Hizbullah, movimento que se tornou um apoiador-chave do regime do ditador sírio, Bashar al-Assad e o único grupo de Libano que não entregou as armas ao fim do combate civil no país . De acordo com Hariri, que alegou que a atmosfera em seu país se parecia com o clima anterior ao homicídio de seu pai, o também ex-premiê Rafik Hariri, em 2005, edisse temer por sua vida, sua entrega da posição aconteceu para provocar um “choque positivo” no país e adverti para a crescente influência iraniana no Líbano, que, na sua visão, estaria destruindo a relação com outras nações árabes. Hariri, recusando a versão de que estaria na Arábia Saudita contra sua vontade alegou: “Estou livre”. Para autoridades de Libano, a renúncia não poderia ser aceita pelo fato de ter sido dita fora do país.

Na sua vez, de lembrar que a mulher e família de Hariri vivem na capital saudita, Riade, que cruza um fase de incerteza na sequência das detenções de 11 príncipes sauditas acusados de corrupção.

Neste domingo , milhares de competidores de uma maratona anual no Líbano aproveitaram o acontecimento para pedir o regresso de Hariri. O ex-premiê, aliás, é um participante frequente da corrida, o que dava projeção internacional à prova. O apeMichel Aoun que tampouco reconheceu a renúncia. Michel Aoun é o presidente de Libano. Michel Aoun é o presidente de Libano. À ocasião declarou: “Sinto o que está sendo tramado secretamente contra minha vida”.

Michel Naim Aoun é o atual presidente líbico uma aliança de maioria cristã, com uma visão secular da política e atual aliado do Hezbollah. O atual presidente líbico é líder do Movimento Patriótico Livre.

Faz 1 ano, se nomeou Hariri primeiro-ministro e chefiava um governo de união nacional que incluía o Hizbullah.

Faz 1 ano, Aoun foi eleito, após mais de dois anos de vácuo em a Presidência, graças a o suporte de Hariri, conquistado em troca de a promessa de apontá-o premiê..

Fonte: FolhaGeneric

Sentiment score: NEUTRAL

Countries: Saudi Arabia, Lebanon

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Hariri declara que vai voltar ao Líbano e propõe que pode recuar de renúncia
>>>>>Governo libanês exige regresso de Hariri – (Euronews-pt)
>>>>>Presidente libanês pede explicações à Arábia Saudita por causa de Saad Hariri – (Euronews-pt)
>>>>>Por que o Líbano está no centro da disputa regional que ameaça nova crise no Oriente Médio – (BBCBrasil-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 Michel Aoun 60 0 PERSON 6 (tacit) ele/ela (referent: Aoun): 1, Aoun: 1, Michel_Aoun (apposition: o presidente libanês): 2, (tacit) ele/ela (referent: Michel_Aoun): 2
2 Hariri 0 0 PERSON 4 Hariri: 4
3 renúncia 0 60 NONE 3 a renúncia: 2, sua renúncia: 1
4 Hezbollah 0 0 ORGANIZATION 3 Hezbollah: 1, o Hezbollah: 1, (tacit) ele/ela (referent: Hezbollah): 1
5 a Arábia_Saudita 0 0 PLACE 3 a Arábia_Saudita: 3
6 versão 0 120 NONE 2 a versão: 2
7 visão 0 60 NONE 2 uma visão: 1, sua visão: 1
8 Jean-Yves Le Drian 80 40 PERSON 2 Jean-Yves_Le_Drian: 1, (tacit) ele/ela (referent: Jean-Yves_Le_Drian): 1
9 Estados Unidos da América 105 0 ORGANIZATION 2 (tacit) eles/elas (referent: Os Estados_Unidos_da_América): 1, Os Estados_Unidos_da_América: 1
10 eu 80 0 NONE 2 (tacit) eu: 2