Havaí manda por engano alarme sobre ataque de mísseis e causa pânico

Por: SentiLecto

Os habitantes do Havaí receberam na manhã deste sábado uma mensagem de alerta do serviço de emergência do arquipélago advertindo que a região estava sob um ataque de mísseis e pedindo que a população procurasse alojamento. Só que a informação era falsa.

“Ameaça de mísseis balísticos atingindo o Haiti. Procure alojamento imediatamente. Isto não é um teste”, declarava a mensagem, toda escrita em caixa alta e mandada pela Agência de Gestão de Emergências do Estado.

O aviso levou o caos à região, com muitas pessoas uutilizandoas redes sociais para questionarem se o ataque era verdadeiro.

Segundo a rede de TV CNN, se passaram 38 minutos até a agência perceber o erro e emitir um novo comunicado informando que o alarme era falso e que o Havaí não estava sob ataque.

O Comando militar estadunidense no Pacífico também declarou que não havia detectado nenhum míssil voando em direção ao arquipélago ou a outra parte do país.

Richard Repoza declarou que o órgão já começou a investigar o que ocorreu e por qual razão a mensagem engano mandou ela. Richard Repoza é o porta-voz da agência.

O pânico provocado pelo aviso é decorrência da história da região, que na Segunda Guerra foi alvo do ataque de Japon contra Pearl Harbour —a base militar fica próxima a capital de Havana, Honolulu. Na ocasião, o sistema de alarme não funcionou.

Tomou-se a medida devido a a ampliação de os nervosismos entre os Estados Unidos e a Coreia do Norte.

Por muitos anos, o local não foi mais do que um ponto de nervosismo no Paralelo 38, que serve para delimitar a fronteira entre as duas Coreias. Com o passar do tempo, Panmunjom também virou um dos muitos lugares onde centenas de norte-coreanos foram mortos tentando desertar para o sul.Se do lado de Sullana há diversos alertas de perigo e é preciso assinar vários documentos para isentar o governo de responsabilidade em caso de morte ou acidente, a experiência na parte norte-coreana costuma ser de “celebração”.

Faz 1 mês, um cidadão australiano de origem sul-coreana havia sido detido em Sydney, sob a denúncia de tentar vender componentes utilizados em mísseis balísticos produzidos em a Coreia do Norte, em o domingo 17 de dezembro.

Fonte: FolhaGeneric

Sentiment score: NEGATIVE

Countries: United States, Haiti

Cities: Honolulu

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Havaí manda por engano alarme sobre ataque de mísseis e causa pânico
>>>>>Como é Panmunjom, o ‘lugar mais tenso do mundo’, onde as duas Coreias estão conversando – (BBCBrasil-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 região 0 0 NONE 3 a região: 3
2 eu 15 25 NONE 2 (tacit) eu: 2
3 ataque 80 0 NONE 2 o ataque era verdadeiro: 1, ataque: 1
4 abrigo 0 0 NONE 2 abrigo: 2
5 aviso 0 0 NONE 2 o aviso: 1, O aviso: 1
6 mensagem 0 0 NONE 2 a mensagem: 2
7 muitas pessoas 0 0 NONE 2 (tacit) eles/elas (referent: muitas pessoas): 2
8 a informação era falsa 0 160 NONE 1 a informação era falsa: 1
9 perceber o erro 0 90 NONE 1 perceber o erro: 1
10 emitir um novo comunicado o alarme era falso 0 80 NONE 1 emitir um novo comunicado o alarme era falso: 1