Lula2CMartaSuplicyeGeraldoAlckminem15deabrilde2004.jpg

Marta Suplicy recebia mesada de R$ 200 mil, declara proprietário da JBS

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Lula, Marta Suplicy e Geraldo Alckmin em 15 de abril de 2004

Joesley Batista alegou que pagou uma mesada de R$ 200 mil na senadora Marta Suplicy por 15 meses entre 2015 e 2016 e deu R$ 1 milhão para a campanha dela ao Senado, em 2014. Joesley Batista é o dono da JBS.

Marta Teresa Smith de Vasconcellos Suplicy é uma política, psicanalista e sexóloga brasileira.

Segundo o empresário, o dinheiro, em espécie, era entregue ao marido de Marta, o ex-presidente do Jockey Club de São Paulo Márcio Toledo, pelo executivo Florisvaldo Caetano de Oliveira.

E se… A certeza de que a delação de Antonio Palocci tem que levar o ex-presidente Lula mais uma vez ao centro da Lava Jato intensificou conversas dentro do partido sobre um plano B para a disputa presidencial de 2018.menciona-se Mantega é também mencionado em as delações de Marcelo Odebrecht e de os executivos de a empreiteira Alexandrino Alencar, Emílio Odebrecht, Hilberto Mascarenhas, Luiz Eduardo Soares, Paul Elie Altit, Paulo Ricardo Baqueiro de Melo e Pedro Novis.> Suspeita de que a Eldorado Celulose, do grupo J&F, teria pago propina para obter recursos do fundo de investimentos do FGTS. A PF realizou buscas na sede do grupo e na casa de seu proprietário, Joesley Batista, em SP

Na sexta-feira 12 de maio o ex-ministro Antonio Palocci havia decidido negociar um acordo de delação premiada com os procuradores da Operação Lava Jato. Na tarde desta so criminalista José Roberto Batochio que ele terá de se afastar do caso, o que devia acontecer ainda hoje. O criminalista José Roberto Batochio é seu advogado de defesa. O criminalista José Roberto Batochio é seu advogado de defesa.

Quando a senadora ainda pertencia ao PT, batista alegou que conheceu Marta por meio do ex-ministro Antonio Palocci. A doação para a campanha teria sido dividida em duas: metade oficial e metade por caixa dois.

O empresário alega que ele e seu irmão, o empresário Wesley , assediou eles e por assessores de Marta para que recomeçassem a mesada e Faz 1 ano, doassem para a campanha

Na sua vez, coisa de rotina Procurada, a JBS declara que não confirma as negociações e que o empresário conserva a rotina de viagens aos EUA há pelo menos dois anos.

Proibiam-se as doações de companhias em a época, já . Batista declara que a partir daí começou a se afastar da senadora, apesar da insistência para que se recomeçassem os pagamentos.

Assista ao vídeo da delação

A senadora Marta Suplicy divulgou nota confirmando ter recebido dinheiro da JBS para campanha de 2014. A peemedebista declara presumir que o dinheiro doado “tenha saído da contabilidade regular da companhia dele porque ele sabia que esse dinheiro seria dito ao TSE, como efetivamente foi”, declara a nota.

“Na chocante confissão de improbidade de Joesley Baptista há verdades e mentiras. Confirmo a declaração dele de que jamais me pediu e jamais lhe fiz nenhum favor ou vantagem, nem particular, nem institucional”, alega.

Requereu-se uma contribuição de pessoa física segundo ela,, mas se a negou . “Nada foi doado e nada foi pago ou recebido. Aliás, a campanha eleitoral não durou quinze meses e, repito, nada foi doado por esse grupo à minha campanha para a Prefeitura. Vou tomar as providências cabíveis para elucidar legal e devidamente essas afirmações falsas.”

Fonte: FolhaGeneric

Sentiment score: NEUTRAL

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Marta Suplicy recebia mesada de R$ 200 mil, declara proprietário da JBS
>>>>>Joesley Batista, da JBS, avança em negociação de delação e diz a amigos que tem medo de ser preso – May 16, 2017 (FolhaGeneric)
>>>>>>>>>Palocci decide fazer delação e afasta advogado contrário ao acordo – May 12, 2017 (FolhaGeneric)
>>>>>>>>>>>>>Janot se manifesta contra impeachment de Gilmar Mendes – May 10, 2017 (FolhaGeneric)
>>>>>>>>>>>>>>>>>Janot pede anulação de decisão de Gilmar Mendes sobre Eike Batista – May 09, 2017 (FolhaGeneric)
>>>>>>>>>>>>>>>>>Pedido de impedimento de Gilmar Mendes eleva tensão no STF e joga pressão sobre Cármen Lúcia – May 09, 2017 (FolhaGeneric)
>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>Juiz suspende prazo para Eike pagar R$ 52 mi de fiança – (FolhaGeneric)
>>>>>>>>>>>>>>>>>Associação de juízes repudia declaração de Gilmar Mendes – (FolhaGeneric)
>>>>>Ex-ministro Guido Mantega era contato com o PT, diz dono da JBS – (FolhaGeneric)
>>>>>Operação Bullish não impede oferta de ações da JBS nos EUA, diz presidente – (FolhaGeneric)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 eu 80 0 NONE 7 (tacit) eu: 6, me: 1
2 Marta Teresa Smith de Vasconcellos Suplicy 50 0 PERSON 7 Marta: 1, A senadora Marta_Suplicy: 1, (tacit) ele/ela (referent: A senadora Marta_Suplicy): 3, a senadora Marta_Suplicy: 1, Marta_Teresa_Smith_de_Vasconcellos_Suplicy: 1
3 Batista Joesley 0 0 PERSON 5 Joesley_Batista (apposition: O proprietário de a JBS): 1, Joesley_Batista: 1, (tacit) ele/ela (referent: Batista): 1, Batista: 2
4 empresário 0 60 NONE 4 O empresário: 1, o empresário: 3
5 Antonio Palocci 0 0 PERSON 4 ex-ministro Antonio_Palocci: 1, o ex-ministro Antonio_Palocci: 1, ele (referent: o ex-ministro Antonio_Palocci): 2
6 campanha 0 0 NONE 4 minha campanha: 1, a campanha: 2, a campanha eleitoral: 1
7 ele e seu irmão 0 48 NONE 3 (tacit) eles/elas (referent: ele e seu irmão): 2, (tacit) eles (referent: ele e seu irmão): 1
8 José Roberto Batochio 0 0 PERSON 3 (tacit) ele/ela (referent: o criminalista José_Roberto_Batochio): 1, o criminalista José_Roberto_Batochio (apposition: seu advogado de defesa): 2
9 nada 0 0 NONE 3 nada: 2, Nada: 1
10 JBS 0 0 ORGANIZATION 2 (tacit) ele/ela (referent: a JBS): 1, a JBS: 1