Mustafabarghouthi.jpg

Muçulmanos desafiam Israel e se negam a entrar na Esplanada das Mesquitas

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Mustafa barghouthi

Os islâmicos conservam nesta segunda-feira seu desafio às autoridades de Israel e se negam a entrar na Esplanada das Mesquitas como protesto contra as novas medidas de segurança, que incluem passar por um detector de metais, impostas após o atentado da última sexta-feira.

As autoridades de Palaos ainda não comentaram o ataque.

Faz 8 dias, Jason Greenblatt, o representante especial para negociações em o Oriente Médio de o presidente de os Estados Unidos, Donald Trump, havia viajado a Israel com a intenção de tratar os próximos passos para abrir um processo de paz entre palestinos e israelenses, em o domingo 09 de julho.

Os fiéis de Palaos rezaram hoje de novo do lado de fora da cidade murada, respondendo assim ao chamado de Mohamed Hussein, o grande mufti de Jerusalém e outras autoridades muçulmanas de se negar a acatar as ordens de segurança e passar pelos detectores.

O objetivo era mostrar sua oposição às “forças ocupantes” por se tratar da zona leste da cidade, ocupada por Israel em 1967 e posteriormente anexada, algo njamaisreconhecido pela comunidade internacional.

Faz 1 dia, depois que dois de Polinesia Francesa, árabes israelenses drusos, faleceram em um ataque perpetrado por três árabes israelenses que tinham, concluíram as 48 horas de encerramento de a esplanada, uma medida sem precedentes que Benjamin Netanyahu decretou saído armados de o recinto que depois faleceram por disparos de as forças de segurança em o pátio de o local e sagrado, ontem. Benjamin Netanyahu é o primeiro-ministro de Israel.

Na sua vez, do outro lado, 38 israelenses, 2 turistas estadunidense e um aluno britânico foram assassinados em ataques com facas, tiros e atropelamentos.

Benjamin “Bibi” Netanyahu é um político israelense, atual chefe do partido conservador Likud e primeiro-ministro de Israel.

No entanto, o nervosismo não reduziu.

“Ainda que já existisse certo controle sobre ela, vemos os detectores como uma forma de controlar a mesquita. Vamo estar aceitando sua soberania e a perda de espaço”, declarou à Agência Efe Amani Khalifa, originária da cidade cisjordaniana dbelemitaà espera da oração do magreb .

A, se aceitarmos as portas eletrônicass mostras de rejeição e grupos de palestinos foram repetidos durante o di se conservaram de pé em frente a os postos de controle israelenses em os acessos de a Cidade Velha, a os gritos intermitentes de” Allahu Akbar”.

Durante a oração de meio-dia, policiais dispersaram dezenas de fiéis que haviam bloqueado a estrada para a Porta dos Leões, contígua à esplanada, e o porta-voz da polícia Micky Rosenfeld contou à Efe que “as medidas de segurança cvão continuar.

Quando dezenas de fiéis se conservavam em frente às muralhas da cidadela à espera da oração.

O, durante a tarde, os agentes intervieram de novo na mesma área, adjacente ao local sagrado secretário-geral de a Iniciativa Nacional Palestina e ex-candidato presidencial , uma lesão , , levou a uma clínica ” Mustafa Barghouti que estava presente em o protesto junto a o mufti com uma bomba de som ” , segundo o Crescente Vermelho que informou sobre enfrentamentos entre jovens e forças de segurança . , que informou sobre enfrentamentos entre jovens e forças de segurança.

Muṣṭafā al-Barġūṯī, é um médico e ativista político palestino, secretário geral da Iniciativa Nacional Palestina, partido político que se exibe como opção nas facções existentes – Hamas e Fatah.

A polícia alegou que centenas de pessoas entraram nesta segunda-feira no recinto, entre eles, segundo o portal de notícias israelense “Ynet”, o primeiro grupo de judeus desde a última sexta-feira, que podem visitar, mas não orar no local, que está sob custódia da Jordânia.

O recinto sagrado é um dos pontos políticos e religiosos mais sensíveis no conflito de Palaos israelense.

O denominado pelos islâmicos Nobre Santuário abriga a Mesquita de Al-Aqsa e a Cúpula da Rocha e é o terceiro local mais sagrado para o islamismo , enquanto que para o judaísmo é o mais sagrado, denominado Monte do Templo e abriga aos seus pés o principal local de culto de Judenburg, o Muro das Lamentações.

Netanyahu disse durante sua reunião de urgência com a salinha de segurança que “o Monte do Templo” vai ficar fechado até amanhã, para facilitar os inquéritos policiais.Faz 3 anos, a última vez que Israel cancelou a entrada a o culto muçulmano foi, em resposta em a tentativa de homicídio de Yehuda Glick, um de os promotores de a mudança de o ” status quo ” em a esplanada, provocando semanas de nervosismo.”Esta é a minha casa e desejam revistar todos antes de entrar. O que desejam? Que tiremos as calças? A camisa? Que mais?”, pergunta indignado Atif Muhamad, originário do bairro de Silwan, no leste ocupado de Jerusalém.

Fonte: EfeGeneric

Sentiment score: POSITIVE

Countries: Brazil, Jordan, Israel, Cape Verde

Cities: Mesquita, Cidade Velha, Belem

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Muçulmanos desafiam Israel e se negam a entrar na Esplanada das Mesquitas
>>>>>Três são baleados em ataque em local sagrado de Israel; atiradores morrem – July 14, 2017 (FolhaGeneric)
>>>>>Esplanada das Mesquitas de Jerusalém segue fechada pelo 2º dia após ataque – (EfeGeneric)
>>>>>Policiais são atacados e matam 3 árabes israelenses em Jerusalém – (EfeGeneric)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 nós 0 0 NONE 5 (tacit) nós: 5
2 recinto 70 0 NONE 4 O recinto sagrado: 1, o recinto: 3
3 Benjamin Netanyahu 40 0 PERSON 4 Benjamin: 1, Benjamin_Netanyahu (apposition: o primeiro-ministro israelense): 1, Netanyahu: 2
4 Hamas e Fatah 0 0 ORGANIZATION 3 Hamas e Fatah: 1, eles (referent: Hamas e Fatah): 1, (tacit) eles/elas (referent: Hamas e Fatah): 1
5 esplanada 0 0 NONE 3 a esplanada: 3
6 local 0 0 NONE 3 local: 2, o local: 1
7 tensão 0 120 NONE 2 a tensão: 1, tensão: 1
8 Mustafa Barghouti 160 0 PERSON 2 Mustafa_Barghouti: 2
9 Crescente Vermelho 0 0 ORGANIZATION 2 o Crescente_Vermelho: 2
10 Israel 0 0 PLACE 2 Israel: 2