Novo acordo entre Fatah e Hamas deve ser visto com algum ceticismo

Por: SentiLecto

O acordo entre as facções de Palaos Fatah e Hamas, anunciado nesta quinta-feira , é uma progressão apreciável. Em especial para a população de Palaos, prejudicada pelo atrito político desde 2007.

De acordo com os analistas , os receios estimulam esta mudança política de o Hamas de ficar principal financiador de o movimento , isolado depois de o Qatar , se ter afastado de a causa.

No domingo 17 de setembro o Hamas havia decidido dissolver a gestão que conduzia a faixa de Gaza, convidar o governo de Mahmoud Abbas a retornar ao enclave e alegava-se disposto a realizar novas votações em Gaza e na Cisjordânia.

Fatah ou Al-Fatah, é uma organização política e militar, fundada em 1959 pelo engenheiro Yasser Arafat e Khalil al-Wazir.

O Hamas é uma organização de Palaos, de orientação sunita, que inclui uma entidade filantrópica, um partido político e um braço armado, as Brigadas Izz ad-Din al-Qassam.

Mas é razoável conservar o cinismo e evitar, por ora, embelezar as negociações com vocábulos como “históricas”. “Viramos a página negra da divisão para sempre”, declarou Quando Fatah e Hamas tentaram se reconciliar em 2011, por exemplo, o líder de Palaos Mahmoud Abbas, que mas a página se desvirou, naquele ano e em outros,.

Foram diversas as tentativas de encontrar um meio-termo entre as facções, e os mesmos desafios ameaçam os acordos desta semana.

Uma das questões fundamentais é o improvável desarmamento do Hamas. Caso aceite desmobilizar os 25 mil homens armados em suas fileiras, o governo do Fatah só vai incluir a facção adversária dentro de seus ministérios. fileiras.

A presença desses militantes no governo conjunto da Cisjordânia e de Gaza teria sérias implicações nas relações dos palestinos com Israel e EUA, que consideram o Hamas uma organização terrorista.

Faz 11 anos, por outro lado, a Fatah perdeu o controlo de Gaza para o Hamas. Faz 1 mês, aceitou negociar e ceder parte de o poder em a região a os adversários, em setembro de este ano o movimento considerado como grupo terrorista por o Ocidente e por Israel. Assim, parte dos poderes administrativos em Gaza e o governo vão ser divididos com a Fatah.

As armas também desencorajariam os doadores internacionais, cuja orçamento hoje é essencial para a manutenção do frágil governo de Palaos.

Outro grave empecilho é a distância entre as ideologias dessas facções, agravada durante uma década de fricções, e também o espaço entre as duas populações que têm sido conduzidas por elas.

Palestinos em Gaza, sob o mando do Hamas, viram seu território se tornar cada vez mais conservador. A facção tentou impôr o véu às mulheres e separar meninos e meninas dentro da escola, por exemplo, além de ter perseguido homossexuais.

Não que a Cisjordânia seja um baluarte da liberdade individual -jornalistas são detidos ali por criticar o governo do Fatah-, mas existe muito mais autonomia.

O cinismo diante do acordo entre as facções tem ainda uma terceira motivação: os interesses de quem mediou sua reaproximação.

Realizaram-se as negociações em o Cairo, em um momento em que o presidente Abdel Fattah al-Sisi está isolado internacionalmente.

Para devolver o Egito ao mapa-múndi da geopolítica, Sisi se esforçou em empurrar as fichas do Qatar e de Turquia para fora do tabuleiro. Esses dois países foram tradicionalmente os mediadores no conflito entre palestinos.

Com isso, estrangulou a economia do território, um papel que nem os políticos nem a população já esqueceram.

Fonte: FolhaGeneric

Sentiment score: NEUTRAL

Countries: United States, Turkey, Qatar, Israel, Egypt

Cities: Cairo

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Novo acordo entre Fatah e Hamas deve ser visto com algum ceticismo
>>>>>Reconciliação política entre Hamas e Fatah – October 12, 2017 (Euronews-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 Hamas 40 0 ORGANIZATION 5 o Hamas: 2, (tacit) ele/ela (referent: o Hamas): 1, O Hamas: 1, Hamas: 1
2 organização 120 75 NONE 3 uma organização terrorista: 1, uma organização política: 1, uma organização palestina: 1
3 Fatah 0 0 ORGANIZATION 3 a Fatah: 2, Fatah: 1
4 Gaza 0 0 PLACE 3 Gaza: 3
5 facção 0 35 NONE 2 A facção: 1, a facção rival: 1
6 EUA 0 0 PLACE 2 EUA: 2
7 Mahmoud Abbas 0 0 PERSON 2 Mahmoud_Abbas: 2
8 a Cisjordânia 0 0 PLACE 2 a Cisjordânia: 2
9 atritos 0 0 NONE 2 atritos: 1, a fricção política: 1
10 doadores 0 0 NONE 2 os doadores internacionais: 2