CarlesPuigdemontiMarianoRajoy28204201629.jpg

Presidente catalão ameaça convidar eleição formal de independência

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Carles Puigdemont i Mariano Rajoy (20-4-2016)

Carles Puigdemont ameaçou nesta quinta-feira convidar uma eleição no Parlamento regional para dizer formalmente a independência do território, agravando a mais grave crise política espanhola destes 40 anos. Carles Puigdemont é o presidente catalão. independência do território, agravando a mais grave crise política de Espanha destes 40 anos.

Em reação, o governo espanhol convocou uma reunião de emergência ao sábado para debater a revogação temporária da autonomia catalã e a convocação de eleições antecipadas -efeitos do Artigo 155 da Constituição.

Madrid ou Madri é a capital e a maior cidade da Espanha.

Madri tem o suporte das principais forças políticas, como o PSOE e o Cidadãos, de centro-direita.

Se o usou mas esse artigo, inspirado por uma legislação semelhante em a Alemanha, jamais em a Espanha. Apertar o interruptor pode agravar ainda mais a crise política no curto prazo.

PRESSÃO

Se já havia proclamado a independência no dia 10, na carta que mandou a Madri nesta quinta-feira, com o fim do prazo dado pelo governo de Espanha, Puigdemont mais uma vez ignorou a pré-requisito de que elucidasse de forma objetiva.

Uma posição dividida pelos independentistas da CUP, Candidatura de Unidade Popular que apoiam o governo. “Decidimos insistir e voltar a insistir na necessidade e na pré-requisito que o Sr. Puigdemont resolva afirmativamente, nítida, inteligível para o conjunto da cidadania que, efetivamente, o que tem a fazer é proclamar a República e que o faça segunda-feira” refere Nuria Gibert.

Na quarta-feira 11 de outubro depois de meses de nervosismo e um plebiscito feito à revelia do governo central despanhola o processo de independência da Catalunha f havia sidosuspenso pelo governo regional em nome do “diálogo”.

Puigdemont também criticou a detenção de líderes separatistas e manteve sua oferta de diálogo com o Estado espanhol -o que já foi descartado de antemão pelo primeiro-ministro conservador, Mariano Rajoy.

Puigdemont “não respondeu, não exibiu a transparência que se pedia”, completou.Para Gabriela Serra, do partido pró-independentista, CUP, a resposta é clara:

Mariano Rajoy Brey é um político espanhol, presidente do governo espanhol.

Puigdemont pode formalizar sua declaração de independência, caso Rajoy interrompa a autonomia catalã e convide votações antecipadas. É o que exigem os partidos separatistas que dão sustento a seu governo regional -sem o suporte dessas forças, ele não poderia aprovar novas leis em seu Parlamento.

Sua própria sigla, o PDeCat , faz essa pré-requisito, assim como a Esquerda Republicana e a CUP , de extrema-esquerda.

Antecipando a crise por vir, forças separatistas já convidaram mobilizações populares para os próximos dias, com um protesto calculado em Barcelona, capital catalã, no próximo sábado.

CONTEXTO

A Catalunha realizou um referendo separatista em 1º de outubro, no qual 90% dos votos pediam a independência. Só participaram da consulta 43% do eleitorado.

O governo de Madri considera ilegais o referendo e seus resultados, com base em uma resolução do Tribunal Constitucional. Assim, não poderiam servir como base a uma proclamação de separação. Mas, ignorando os avisos de Madri e da União Europeia, o presidente Puigdemont, que perdeu os dois prazos dados por Madri -o último era esta quinta-feira , foi ao Parlamento regional em 10 de outubro e -em um perplexo discurso, ainda hoje não totalmente entendido- disse a independência catalã. Por essa razão o premiê espanhol, Rajoy, lhe pediu que se a Catalunha tinha dito a independência, elucidasse ou não.

Amplia a pressão sobre o Presidente regional catalão. Esta segunda-feira, conclui o prazo dado por Madrid a Carles Puigdemont para que clarifique o discurso no Parlamento sobre a declaração de independência. Os dois principais aliados políticos catalães só admitem um cenário após o plebiscito de outubro. Para líder da ERC, Esquerda Republicana da Catalunha só pode ser dada uma resposta a Mariano Rajoy. “Desejamo recordar e reafirmar o nosso suporte ao Presidente do Governo catalão para satisfazer o mandato de 27 de setembro – votações regionais e, especialmente, o mandato de 01 de outubro – dia do plebiscito – que é o mandato para construir a Republica catalã” alega Oriol Junqueras.

Fonte: FolhaGeneric

Sentiment score: SLIGHTLY POSITIVE

Countries: Spain

Cities: Barcelona

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Presidente catalão ameaça convidar eleição formal de independência
>>>>>Aliados políticos de Puigdemont exigem confirmação da declaração de independência – (Euronews-pt)
>>>>>Chanceler diz que carta do presidente catalão não constitui resposta a Madri – (FolhaGeneric)
>>>>>Carta de Puigdemont não esclarece se foi declarada a independência da Catalunha – October 16, 2017 (Euronews-pt)
>>>>>>>>>Crise na Catalunha: Acompanhe em direto na Euronews a conferência de imprensa do chefe do governo espanhol – October 11, 2017 (Euronews-pt)
>>>>>>>>>>>>>Rajoy: Governo não rejeita suspender autonomia da Catalunha – (Euronews-pt)
>>>>>>>>>>>>>Catalunha a caminho de uma independência “transitória”? – (Euronews-pt)
>>>>>>>>>>>>>Catalunha: Declaração de independência “em suspenso” à espera de negociações – (Euronews-pt)
>>>>>>>>>Catalunha: Puigdemont face ao desafio de Mariano Rajoy – October 12, 2017 (Euronews-pt)
>>>>>>>>>>>>>Espanha aguarda em “suspense” discurso de Puigdemont – October 09, 2017 (Euronews-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>Presidente do governo regional da Catalunha promete aplicar resultado do referendo – (Euronews-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>Milhares desfilam em Barcelona pela união e bom senso – October 08, 2017 (Euronews-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>Barcelona prepara proclamação unilateral da independência da Catalunha – (Euronews-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>Piqué insiste no direito ao voto catalão mas recusa assumir independência – October 04, 2017 (Euronews-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>Milhares de barceloneses na rua pela unidade de Espanha – (Euronews-pt)
>>>>>>>>>>>>>Por onde vais Catalunha? – October 10, 2017 (Euronews-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>Banca em guerra contra a Catalunha – (Euronews-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>Onde está a fronteira da Catalunha? – October 05, 2017 (Euronews-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>Catalunha: População vota apesar das ações policiais – (Euronews-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>Madrid: Referendo na Catalunha é anti-democrático – (Euronews-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>Cravos evocam Portugal na “revolução” da Catalunha – (Euronews-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>Tribunal Supremo suspende sessão do Parlamento da Catalunha – October 06, 2017 (Euronews-pt)
>>>>>>>>>Madrid aguarda esclarecimentos da Catalunha – (Euronews-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 Puigdemont 1 0 PERSON 10 Puigdemont: 4, ele (referent: Puigdemont): 1, (tacit) ele/ela (referent: Puigdemont): 4, o Sr._Puigdemont: 1
2 Mariano Rajoy 0 0 PERSON 6 Mariano_Rajoy_Brey: 1, Rajoy: 3, Mariano_Rajoy: 2
3 referendo 90 0 NONE 5 o referendo: 2, um plebiscito separatista: 2, um referendo feito: 1
4 governo 60 0 NONE 5 o governo regional: 1, o governo: 1, seu governo regional: 1, o governo espanhol: 2
5 mandato 0 0 NONE 3 o mandato: 3
6 Madri 50 0 PERSON 2 (tacit) ele (referent: Madri): 1, Madri: 1
7 Candidatura de Unidade 0 0 PERSON 2 Uma posição partilhada por os independentistas de a CUP Candidatura_de_Unidade_Popular: 1, Candidatura_de_Unidade_Popular: 1
8 Parlamento 0 0 ORGANIZATION 2 o Parlamento: 1, seu Parlamento: 1
9 a Catalunha 0 0 PLACE 2 A Catalunha: 1, a Catalunha: 1
10 catalão 0 0 NONE 2 catalão: 2