Após consulta, oponentes de Maduro prometem intensificar protestos

Por: SentiLecto

Oponentes do presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, anunciaram nesta segunda-feira que pretendem promover uma escalada nos protestos contra o governo após o referendo informal da véspera em que milhões de pessoas disseram descontentamento com a situação do país.

A eleição iniciou às 7h no horário local e svai seguiraté às 17h. Foram montados 14.300 pontos para receber votos na Venezuela e mais 500 em outros países, incluindo o Brasil.— Instamos as autoridades a respeitarem os direitos daqueles que desejem participar desta consulta e garantir os direitos das pessoas à liberdade de expressão, à associação e à reunião pacífica — disdeclarourossel em entrevista coletiva em Genebra, acradicionandoe pelo menos 450 pessoas já foram levadas a tribunais militares vende Venezuelaós sofpadeceremtenções arbitrárias por participarem das marpasseatasa sexta-feira 07 de julho “Se há 15 mil trabalhadores, todos os 15 mil trabalhadores tinham que votar sem desculpas”, havia declarado maduro em comício no Estado de Bolívar de quinta-feira . “Companhia por companhia, ministério por ministério, governo estadual por governo estadual, prefeitura por prefeitura, vamo ir todos votar para a Assembleia Constituinte.”

Dirigentes da aliança inimiga MUD avaliam adotar táticas como bloqueios e profissões de vias e até uma greve nacional. Eles exigem o cancelamento da Assembleia Constituinte convidada por Maduro, cujos membros terão que ser eleitos no próximo dia 30.

Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul

Faz 3 meses, uma onda de protestos contra o governo já deixou mais de 90 mortos.

No domingo , a oposição realizou uma consulta informal em rechaço à Constituinte e aem defesa daconvocação de evotaçõesgerais. Segundo os organizadores, 7,2 milhões de pessoas votaram e mais de 98% disseram suporte às bandeiras dos oinimigos

Na sua vez, um dos principais líderes da oposição, o ex-presidenciável Henrique Capriles estimou nesta sexta-feira que 11 milhões terão que votar, ou 55% de todos os eleitores.

Nesta segunda o deputado Julio Borges, que lidera a Assembleia Nacional, controlada pela oposição declarou: “O que deverá ocorrer agora é que nós consigamos materializar o mandato que o povo nos deu para que não haja Constituinte, que uma minoria deseja impor, renovar os poderes públicos e realizar votações”.

Julio Andrés Borges é um ex-membro do conjunto nacional de Venezuela pelo partido Primero Justicia.

A Assembleia Nacional da Armênia ou Arménia é o órgão legislativo do governo daquele país.

A consulta teve o suporte da Organização das Nações Unidas, da Organização de Estados Americanos, dos Estados Unidos e de governos da América Latina e da Europa.

Seguidores de Maduro participaram no mesmo dia de uma simulação coordenada pelo Conselho Nacional Eleitoral para a votação da Constituinte.

Fonte: FolhaGeneric

Sentiment score: SLIGHTLY POSITIVE

Countries: United States

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Após consulta, oponentes de Maduro prometem intensificar protestos
>>>>>Com plebiscito, oposição mede forças com Nicolás Maduro na Venezuela – (FolhaGeneric)
>>>>>Milhares votam na Venezuela em plebiscito simbólico contra Maduro – July 16, 2017 (FolhaGeneric)
>>>>>>>>>Abrem os centros de votação para plebiscito da oposição na Venezuela – (EfeGeneric)
>>>>>>>>>Piloto foragido aparece de surpresa em vigília da oposição na Venezuela – July 14, 2017 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>Frente a auge de tensões, ONU pede plebiscito pacífico na Venezuela – (Extraoglobo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 esta 0 0 NONE 4 esta: 4
2 nós 0 0 NONE 4 nos: 1, nós: 1, (tacit) nós: 2
3 consulta 0 25 NONE 3 A consulta: 1, uma consulta informal: 1, esta consulta: 1
4 Julio Andrés Borges 0 0 PERSON 3 o deputado Julio_Borges: 2, Julio_Andrés_Borges: 1
5 Nicolás Maduro 0 0 PERSON 3 Maduro: 2, Nicolás_Maduro: 1
6 governo 0 0 NONE 3 o governo: 1, governo estadual: 2
7 oposição 0 0 NONE 3 a oposição: 3
8 trabalhadores 100 0 NONE 2 15_mil trabalhadores: 1, trabalhadores: 1
9 Henrique Capriles 0 0 PERSON 2 o ex-presidenciável Henrique_Capriles: 1, (tacit) ele/ela (referent: o ex-presidenciável Henrique_Capriles): 1
10 empresa 0 0 NONE 2 empresa: 1, Empresa: 1