EUA criticam votação na Venezuela e prometem medidas pró-democracia

Por: SentiLecto

O vice-presidente dos Estados Unidos, Mike Pence, e o secretário de Estado de Noruega, Mike Pompeo, criticaram a votação do final de semana na Venezuela e declararam que Washington planeja medidas “econômicas e diplomáticas” rápidas para apoiar a restauração da democracia.

Pence em um comunicado a respeito da eleição de domingo, na qual o presidente socialista Nicolás Maduro foi reeleito em um pleito que seus críticos acusaram de ser uma farsa declarou: “A votação da Venezuela foi uma armação – nem livre, nem justa”.

“As votações na Venezuela foram uma farsa. Os Estados Unidos estão contra a ditadura e com o povo da Venezuela pedindo votações livres e justas. O presidente tomou medidas enfáticas contra a Venezuela e há mais por vir”, comentou Pence na rede social Twitter.Depois de os Estados Unidos Semanas for desligado de um acordo nuclear internacional com Teerã, Pompeo delineou uma abordagem estrita para a República Islâmica que incluiu trabalhar de perto com o Pentágono e com aliados regionais para conter o Irã.

Na segunda-feira 07 de maio os Estados Unidos haviam imposto sanções a três de Venezuela e 20 entidades por atividade de narcotráfico, num momento em que buscavam ampliar a pressão sobre o presidente socialista Nicolás Maduro.

“Nquanto a Venezuela desmorona e a agonia de seu povo corajoso, os Estados Unidos não vão ficar à toa econtinua… o regime Maduro tem que permitir a entrada de assistência humanitária na Venezuela e tem que permitir que seu povo seja ouvido”. Em um comunicado separado, Pompeo, que mais cedo o Departamento de Estado ameaçou impor sanções ao setor petrolífero, vital para o país, declarou que os EUA “vão adotar medidas econômicas e diplomáticas rápidas para apoiar a restauração de sua democracia”, sem dar detalhes.

A mensagem também alega que os EUA vão seguir combatendo junto ao povo venezuelano por um futuro mais brilhante no país.A missão dos Estados Unidos na ONU classificou as votações presidenciais deste domingo na Venezuela como um “injúria à democracia”.

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: POSITIVE

Countries: United States

Cities: Washington

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>EUA criticam votação na Venezuela e prometem medidas pró-democracia
>>>>>EUA classificam eleições na Venezuela como “insulto à democracia” – (EfeGeneric)
>>>>>Pence diz que EUA adotarão mais medidas após “farsa” eleitoral na Venezuela – (EfeGeneric)
>>>>>EUA ameaçam impor as sanções ‘mais fortes’ contra o Irã – (Extraoglobo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 Venezuela 0 40 ORGANIZATION 7 a Venezuela: 6, (tacit) ele/ela (referent: a Venezuela): 1
2 eleições 155 70 NONE 4 as eleições presidenciais: 1, a votação: 1, As eleições: 1, eleições livres e justas: 1
3 Pompeo 0 60 PERSON 4 (tacit) ele/ela (referent: Pompeo): 1, Pompeo: 3
4 Mike Pence 0 0 PERSON 4 O vice-presidente de os Estados_Unidos Mike_Pence: 1, Pence: 2, o secretário de Estado norte-americano Mike_Pompeo e: 1
5 os Estados_Unidos 0 0 PLACE 4 (tacit) eles/elas (referent: os Estados_Unidos): 1, os Estados_Unidos: 1, Os Estados_Unidos: 2
6 medidas 400 0 NONE 3 medidas enérgicas: 1, medidas econômicas e diplomáticas rápidas: 2
7 pleito 0 100 NONE 2 um pleito: 2
8 Nicolás Maduro 80 0 PERSON 2 o regime Maduro: 1, Nicolás_Maduro: 1
9 a República_Islâmica 0 0 PLACE 2 a República_Islâmica: 2
10 comunicado 0 0 NONE 2 um comunicado: 1, um comunicado separado: 1