Maduro chama membros do Governo Trump de “bando de extremistas”

Por: SentiLecto

Londres, 12 fev . – O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, que insistiu que não vai permitir a entrada de assistência humanitária em seu país porque suporia justificar uma intervenção dos Estados Unidos, qualificou os membros do Governo dos Estados Unidos de “bando” de extremistas e considerou que o grupo de supremacia branca Ku Kux Klan parece estar na Casa Branca, em entrevista à emissora “BBC” divulgada nesta terça-feira.

Maduro disse sua esperança que “este grupo extremista na Casa Branca seja derrotado por uma poderosa opinião pública global”.

Enquanto Maduro enfrenta pressão internacional para convidar votações presidenciais, mais de 40 países reconheceram o líder inimigo de Venezuela Juan Guaidó como presidente interino.

Colômbia e Estados Unidos foram os primeiros países a reconhecer Guaidó como presidente interino e buscam recuperar a ordem constitucional na Venezuela. Para a entrega, o governo da Colômbia encarregou à União Nacional de Gestão do Risco de Desastres o seu planejamento, na qual participa também a Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional .

Na sexta-feira 25 de janeiro Bernie Sanders havia pedido ao presidente Donald Trump não “apoiar golpe” ou “mudança de regime” na América Latina, após seu agradecimento ao autoproclamado Juan Guaidó como líder lícito da Venezuela. Bernie Sanders é o senador dos Estados Unidos.

“É um combate político, do império dos Estados Unidos, dos interesses da extrema-direita que hoje conduz, da Ku Klux Klan, que conduz a Casa Branca, que deseja se apoderar da Venezuela”, evidenciou o governante esquerdista à emissora britânica.

Ao ser perguntado se acreditava que Trump é de uma “supremacia branca”, Maduro declarou: “é nos odeiam, nos subestimam porque só acreditam nos seus próprios interesses e nos interesses dos EUA”.

Sobre a assistência humanitária, alegou que a Venezuela tem “a habilidade para cumpri todas as necessidades de seu povo”.

A representação diplomática publicou também imagens de duas pessoas auxiliando a descarregar as várias caixas com alimentos e medicamentos na capital do setor de Norte de Santander. Cúcuta é um dos três pontos de coleta, junto com Brasil e Porto Rico, de assistência humanitária anunciados por Guaidó no sábado passado.Após assinar a carta em um ato com simpatizantes no centro de Caracas.”Q sse,: “Acabo de assinar pela paz, acabo de assinar pela soberania sagrada da Venezuela em apsuporteo direito à independência, à autodeterminação”,.ue Donald Trump não nos ameace. Fora Donald Trump da Venezuela, fora com suas ameaças, aqui há forças armadas e aqui há um povo para defender a honra, a dignidade e a decência de uma pátria que tem mais de 200 anos de luta”, declarou Maduro em um ato com militares no estado de Miranda, próximo a Caracas.

O governante, que culpou as sanções impostas pelos Estados Unidos pela crise econômica em seu país, adicionou que a intenção de Trump é “instituir uma crise humanitária para justificar uma intervenção militar”.

“Isto é parte da farsa. É por isso que, com toda dignidade, nós declaramo que não desejamo suas migalhas, sua comida tóxica, suas sobras”, asseverou.

Maduro, que assumiu o poder em 2013, foi reeleito para um segundo mandato no ano passado, mas depois que proibiu, o pleito foi polêmico -se muitos candidatos de a oposição de participar ou foram presos.

Maduro, que conta com o suporte do Exército Venezuelano e da Rússia e da China, insistiu que não vê a necessidade de uma antecipação eleitoral.

Fonte: EfeGeneric

Sentiment score: POSITIVE

Countries: United States, United Kingdom, Russian Federation, China

Cities: London

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Maduro chama membros do Governo Trump de “bando de extremistas”
>>>>>Primeira carga da ajuda humanitária para entrega na Venezuela chega a cidade de Cúcuta – (EfeGeneric)
>>>>>Nicolás Maduro apela pela paz em carta dirigida ao povo dos EUA – February 08, 2019 (EfeGeneric)
>>>>>>>>>Guaidó anuncia ajuda humanitária na fronteira do país com Brasil e Colômbia – (EfeGeneric)
>>>>>>>>>Trump diz que Maduro pediu uma reunião há alguns meses e ele recusou a oferta – February 03, 2019 (EfeGeneric)
>>>>>>>>>>>>>Maduro diz que está pronto para dialogar com oposição venezuelana – January 30, 2019 (EfeGeneric)
>>>>>>>>>>>>>>>>>Venezuela precisa de eleições livres e justas, diz Alemanha – January 25, 2019 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>BID aprova Guaidó na Venezuela e mostra interesse em “trabalhar” com ele – January 24, 2019 (EfeGeneric)
>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>Petroleira italiana Eni diz estar monitorando situação na Venezuela com muito cuidado – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>Ministro da Defesa da Venezuela diz que Maduro é ‘presidente legítimo’ – January 24, 2019 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>Proposta de Maduro para dialogar com os EUA se mantém, diz ministro venezuelano – January 26, 2019 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>“Hola, sou Mike Pence”: vice-presidente dos EUA manda mensagem de apoio a venezuelanos – January 22, 2019 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>EUA consideram impor sanções sobre petróleo da Venezuela em breve, dizem fontes – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>Maduro afirma que Justiça deve agir após autoproclamação de Guaidó – (EfeGeneric)
>>>>>>>>>>>>>>>>>Rússia denuncia que EUA e seus aliados querem derrubar Maduro – (EfeGeneric)
>>>>>>>>>>>>>Trump atribui disposição de Maduro a “negociar” às sanções dos EUA – (EfeGeneric)
>>>>>>>>>>>>>Após protestos na Venezuela, Trump diz que “começou a luta pela liberdade” – January 31, 2019 (EfeGeneric)
>>>>>>>>>>>>>>>>>Maduro afirma que tomará ações legais para defender filial da PDVSA nos EUA – (EfeGeneric)
>>>>>>>>>Em entrevista à TV, Maduro se recusa a deixar o poder e convocar eleições – February 04, 2019 (EfeGeneric)
>>>>>>>>>>>>>Enviado de Guaidó nos EUA rejeita oferta de diálogo de Maduro – (EfeGeneric)
>>>>>Maduro inicia exercícios militares com gritos de “Fora Trump” – February 11, 2019 (EfeGeneric)
>>>>>>>>>Trump ratifica apoio a Guaidó como “presidente interino” da Venezuela – (EfeGeneric)
>>>>>>>>>Trump admite negociar novo pacto nuclear com Rússia, China e “outros países” – (EfeGeneric)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 Nicolás Maduro 200 15 PERSON 10 Maduro: 8, Nicolás_Maduro: 2
2 Venezuela 0 0 ORGANIZATION 6 a Venezuela: 1, (tacit) ele/ela (referent: a Venezuela): 5
3 nós 50 0 NONE 5 (tacit) nós: 1, nós: 1, nos: 3
4 Donald Trump 105 0 PERSON 3 o presidente Donald_Trump: 1, Trump: 1, Donald_Trump: 1
5 a Casa_Branca 60 0 PLACE 3 a Casa_Branca: 3
6 ajuda 120 0 NONE 2 a ajuda humanitária: 1, ajuda humanitária: 1
7 Colômbia e Estados_Unidos 0 0 PLACE 2 Colômbia e Estados_Unidos: 1, (tacit) eles/elas (referent: Colômbia e Estados_Unidos): 1
8 Juan Guaidó 0 0 PERSON 2 o autoproclamado Juan_Guaidó: 1, venezuelano Juan_Guaidó: 1
9 Ku Klux Klan 0 0 ORGANIZATION 2 a Ku_Klux_Klan: 2
10 eu 0 0 NONE 2 (tacit) eu: 2