Novos ataques da aliança internacional deixam 11 mortos na Síria

Por: SentiLecto

Pelo menos 11 pessoas – entre elas pelo menos cinco crianças – faleceram e várias ficaram feridas nesta terça-feira em bombardeios cometidos por supostas aeronaves da aliança internacional liderada pelos EUA no sul da província de Al Hasakah, situada no nordeste da Síria e onde o grupo terrorista Estado Islâmico está presente.

O Observatório Sírio de Direitos Humanos detalhou que também há sumidos sob os escombros e informou que o número de mortos pode ampliar porque vários feridos estão em estado grave.

Entre os mortos estão uma mulher e seus três filhos e outras cinco pessoas, membros de uma mesma família, segundo detalhou a ONG.

Faz 1 mês, pelo menos 11 combatentes leais a o presidente sírio, Bashar al-Assad, incluídos vários estrangeiros, haviam falecido em as últimas horas em enfrentamentos com o grupo terrorista Estado Islâmico em o nordeste de o país, havia informado o Observatório Sírio de Direitos Humanos, em o domingo 27 de maio.

As aeronaves de combate, que o Observatório acredita que pertençam à acoalizãoantijihadista capitaneada por Washington, tiveram como alvo a cidade da Al Yazaa, no sul da Al Hasakah, onde as Forças da Síria Democrática , uma acoalizãoarmada liderada por milícias cde Curitibae apoiadas por Washington, desenvolve uma ofensiva contra o EI.

Por sua vez, a agência oficial de notícias sírias “Sana” rebaixou o número de mortos para 10 em “uma carnificina cometida pela aliança liderada pelos EUA”, que bombardeou casas de civis em Al Yazaa.

Na sua vez, a coalizão investigou em abril, 159 relatórios de vítimas civis referentes aos últimos meses, dos quais deu credibilidade a cinco, referentes a nove mortos, e abriu outros 321 relatórios, segundo o comunicado.

A agência realçou que as aeronaves da coalizão intensificaram os seus ataques na parte sul de Al Hasakah, em torno da população de Al Shaddadi, “para arruinar deliberadamente casas de civis, sobretudo em os povos onde os moradores são negados a se juntar às FSD”.

Atualmente, os jihadistas só dominam 3% do território sírio e têm presença nas províncias de Deraa , Al Hasakah e Deir ez Zor, depois de ter perdido o controle de outras sete províncias desde 2017, segundo o Observatório.

Fonte: EfeGeneric

Sentiment score: NEGATIVE

Countries: United States, Syria

Cities: Washington

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Novos ataques da aliança internacional deixam 11 mortos na Síria
>>>>>Bombardeios da coalizão internacional deixam pelo menos 20 mortos na Síria – June 02, 2018 (EfeGeneric)
>>>>>>>>>Estado Islâmico executou mais de 5 mil pessoas na Síria desde 2014 – May 29, 2018 (EfeGeneric)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 aliança 60 40 NONE 4 uma aliança armada: 1, a aliança antijihadista: 1, a aliança: 1, a coalizão liderada: 1
2 o Observatório_Sírio_de_Direitos_Humanos 0 0 OTHER 3 O Observatório_Sírio_de_Direitos_Humanos: 1, (tacit) ele/ela (referent: O Observatório_Sírio_de_Direitos_Humanos): 1, o Observatório_Sírio_de_Direitos_Humanos: 1
3 os EUA 0 0 PLACE 3 os EUA: 3
4 o número de mortos 0 175 NONE 2 o número de mortos: 2
5 mortos 0 140 NONE 2 nove mortos: 1, os mortos: 1
6 Estado_Islâmico 80 60 PLACE 2 Estado_Islâmico: 2
7 casas de civis 0 56 NONE 2 casas de civis: 2
8 Washington 0 0 PLACE 2 Washington: 2
9 pessoas 0 0 NONE 2 outras cinco pessoas: 1, 11 pessoas: 1
10 vez 0 0 NONE 2 sua vez: 2