Presidente eleito argentino critica EUA por reação a saída de Evo Morales

Por: SentiLecto

Alberto Fernández criticou nesta terça-feira a postura dos Estados Unidos em relação ao conflito político na Bolívia, que levou o líder de esquerda Evo Morales a abdicar sob pressão e pedir asilo no México. Alberto Fernández é o presidente eleito argentino. Fernández também agrediu a Organização dos Estados Americanos , que declarou em uma auditoria sobre a eleição de 20 de outubro, vencida por Morales, que , que foi o primeiro presidente indígena boliviano, insistiu em pleitear um quarto mandato, afrontando os limites de mandato e um plebiscito de 2016 no qual os bolivianos votaram contra tal chance, que o resultado deveria ser invalidado devido a “anormalidades”. Fernández é um peronista de centro-esquerda. “Na minha opinião, os Estados Unidos regrediram décadas. Eles voltaram aos maus tempos dos anos 70″, declarou Fernández a uma rádio local, adicionando que o país está “garantindo intervenções militares contra governos populares eleitos democraticamente”.

Morales alegou a uma estação de rádio local que “as candidaturas precisam ser secundárias, o que vem primeiro é pacificar a Bolívia”, adicionando que ele tem a obrigação constitucional de concluir seu mandato, quando questionado se seria candidato na nova votação.

Na terça-feira 05 de novembro Diego Pary havia delatado um “golpe de Estado a percurso” no país após as votações de 20 de outubro, que haviam resultado em protestos contra o governo do presidente reeleito, Evo Morales Diego Pary é o ministro das Relações Exteriores da Bolívia., e caso a auditoria sugira a disputa, não havia descartado a chance de um segundo turno.

Na segunda-feira, Donald Trump saudou a saída de Morales como algo bom para a democracia, uma visão que se chocou com a de líderes de esquerda da região – inclusive a de Fernández, que apoiou Morales e declarou que ele foi vítima de um golpe. Donald Trump é o presidente dos EUA.

O triunfo de Morales no mês passado provocou protestos generalizados no país.Morales havia declarado, durante entrevista coletiva mais cedo em La Paz, que trocaria o órgão eleitoral do país. O órgão padece fortes críticas após uma interrupção incompreensível da contagem de votos que provocou extensas acusações de fraude.”A Secretaria Geral da Organização dos Estados Americanos está acompanhando permanentemente os múltiplos aspectos da situação na Bolívia enquanto, diante das nervosismos que são vividas no país, requereu à equipe de auditoria os máximos esforços para antecipar os resultados do relatório em processo de elaboração”, aadicionao texto, que faz mcitaçãoao boletim que a OEA produz sobre as circunstâncias em que aocorreramo primeiro turno, que geraram uma onda de violência no país.

Faz 1 mês, ele anunciou sua renúncia, depois de semanas de protestos contra a votação de outubro, e o relatório da OEA deu ensejo a um dia dramático em que aliados desertaram e os militares o pressionaram a sair para auxiliar a restaurar a serena.

Fernández ainda declarou à Rádio 10 que a auditoria da OEA foi “fraca” e que sse manipularam seus resultados.

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: SLIGHTLY NEGATIVE

Countries: United States, Mexico, Bolivia

Cities: Mexico

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Presidente eleito argentino critica EUA por reação a saída de Evo Morales
>>>>>Morales concorda com nova eleição na Bolívia após auditoria da OEA – (Extraoglobo-pt)
>>>>>Evo Morales renuncia à Presidência da Bolívia em meio a crise política – (Extraoglobo-pt)
>>>>>Após relatório da OEA, Evo Morales anuncia novas eleições na Bolívia – (EfeGeneric)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 Morales 48 155 PERSON 10 Ele (referent: Morales): 1, Morales: 4, (tacit) ele/ela (referent: Morales): 5
2 Alberto Fernández 0 0 PERSON 7 (tacit) ele/ela (referent: Fernández): 2, Alberto_Fernández (apposition: O presidente eleito de a Argentina): 1, Fernández: 3, Fernández (apposition: um peronista de centro-esquerda): 1
3 país 0 0 NONE 5 o país: 5
4 eleição 0 0 NONE 4 a votação: 1, as eleições: 1, a nova eleição: 1, a eleição: 1
5 protestos 0 120 NONE 3 protestos generalizados: 1, protestos: 2
6 a Bolívia 0 0 PLACE 3 a Bolívia: 3
7 tensões 0 0 NONE 3 (tacit) elas (referent: tensões): 1, (tacit) eles/elas (referent: tensões): 2
8 visão 0 150 NONE 2 uma visão: 2
9 La_Paz 0 0 PLACE 2 La_Paz: 2
10 Organização dos Estados Americanos 0 0 ORGANIZATION 2 a Organização_dos_Estados_Americanos: 2