Reino Unido pós-Brexit tem que estar pronto a utilizar força para proteger interesses, declara ministro da Defesa

Por: SentiLecto

O Reino Unido tem que estar pronto para utilizar a força militar para apoiar seus interesses mundiais depoisGavin Williamson nesta segunda-feira, adicionando que os limites entre paz e combate estão ficando nebulosos. Gavin Williamson é o ministro da Defesa britânico. Gavin Williamson é o ministro da Defesa britânico.

Williamson continuará a delinear planos para mandar um novo porta-aviões ao Pacífico, investir em novas habilidades cibernéticas e adotar uma abordagem militar mais dura do que a dos últimos anos após o Brexit.

“O Brexit nos levou a um grande momento da nossa história. Ainda que os limites entre combate e paz estão ficando “nebulosos”, um momento em que devemo fortalecer nossa presença mundial, melhorar nossa letalidade”, declarará Williamson, que alegará e que o Reino Unido e seus aliados devem estar prontos para utilizar “o poderio duro para apoiar nossos interesses”, em discurso em Londres.

Enquanto Theresa May busca chegar a um acordo de última hora para deixar a União Europeia a semanas da data em que deve concluir quatro décadas de integração política e econômica com a Europa, o Reino Unido vive sua mais grave crise política desde a Segunda Guerra Mundial. com a Europa. Theresa May é a primeira-ministra. com a Europa.

Na sua vez, o presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, declarou nesta quarta-feira que irá declarar à primeira-ministra britânica, Theresa May, quando ela chegar à Bruxelas na quinta-feira, que o estagnado acordo de separação entre a União Europeia e o Reino Unido não pode ser renegociado.

Na quinta-feira 31 de janeiro o governo do Reino Unido havia alegado que continuava “determinado” para deixar a União Europeia no próximo dia 29 de março, a data calculada para o “Brexit”.

O Brexit foi um golpe no Ocidente, que já enfrenta obstáculos para assimilar o poderio da Rússia e da China, assim como o imprevisível governo de Donald Trump nos Estados Unidos. Os defensores do Brexit o elogiam como uma possibilidade do Reino Unido ter um novo papel mundial.

Por outro lado, “O Brexit não é uma questão bilateral entre a República da Irlanda e o Reino Unido”, declarou Juncker durante coletiva de jornalismo conjunto com o primeiro-ministro de Irlanda, Leo Varadkar.Na sexta-feira o governo de Noruegade Noruegade Noruega declarou ter sugerido uma legislação para assegurar os direitos dos noruegueses vivendo no Reino Unido e dos britânicos vivendo na Noruega no caso de uma ruptura sem acordo.May tem alegado que pedirá à UE para renegociar a cláusula. No entanto, Jean Claude-Juncker declarou em reiteradas ocasiões que se vai revisar o acordo não . Jean Claude-Juncker é o presidente da Comissão Europeia.

“Podemos construir novas coalizão, reavivar antigas e –o mais importante– deixar claro que somos um país que vai comportar-se quando necessário. E uma nação para a qual as pessoas podem se voltar quando estiverem em busca de liderança”, declarará Williamson.

Ele vai sublinhar ainda os laços militares estreitos entre os EUA e o Reino Unido e vai ecoar os pedidos de Trump para que os países da Organização do Tratado do Atlântico Norte aumentem seus gastos com defesa, mencionando a necessidade de lidar melhor com o que vai chamar de provocação russa.

Williamson no discurso, cujos trechos a Reuters teve acesso declarará: “Tais ações da Rússia devem vir com um custo”.

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: SLIGHTLY POSITIVE

Countries: United Kingdom, United States, Russian Federation, China

Cities: London

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Reino Unido pós-Brexit tem que estar pronto a utilizar força para proteger interesses, declara ministro da Defesa
>>>>>Juncker diz que União Europeia não irá reabrir acordo do Brexit e que May sabe disso – (Extraoglobo-pt)
>>>>>Reino Unido, Noruega e Islândia acertam direitos de cidadãos em caso de Brexit sem acordo – February 08, 2019 (Extraoglobo-pt)
>>>>>Irlanda apoia negociação entre UE e R.Unido, mas não abre mão de salvaguarda – February 08, 2019 (EfeGeneric)
>>>>>>>>>Irlanda está cada vez mais preparada para Brexit sem acordo, diz premiê – February 06, 2019 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>Em busca de acordo para o Brexit, May visitará Bruxelas – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>UE acerta compensação do Brexit a agricultores irlandeses, diz jornal – February 03, 2019 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>May buscará solução ‘pragmática’ para Brexit em Bruxelas – February 03, 2019 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>May diz que voltará a Bruxelas para pedir “acordo revisado” do Brexit à UE – (EfeGeneric)
>>>>>>>>>>>>>>>>>Parlamento britânico rejeita emendas que pediam extensão do prazo do”Brexit” – (EfeGeneric)
>>>>>>>>>>>>>>>>>May está disposta a renegociar acordo do “Brexit” – (EfeGeneric)
>>>>>>>>>UE concorda em debater exigências de May para o Brexit – February 07, 2019 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>May está decidida a materializar “brexit” sem atrasos – (EfeGeneric)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 Williamson 0 0 PERSON 7 Ele (referent: Williamson): 1, (tacit) ele/ela (referent: Williamson): 2, Williamson: 4
2 Brexit 50 0 PERSON 5 o (referent: O Brexit): 1, O Brexit: 3, o Brexit: 1
3 o Reino_Unido 0 0 PLACE 5 o Reino_Unido: 3, O Reino_Unido: 2
4 nós 0 0 NONE 4 (tacit) nós: 3, nos: 1
5 limites 0 160 NONE 2 os limites: 2
6 guerra 0 40 NONE 2 guerra: 2
7 paz 140 0 NONE 2 paz: 2
8 acordo 60 0 NONE 2 acordo: 1, o acordo: 1
9 e uma nação se voltar 0 0 NONE 2 E uma nação se voltar: 2
10 May 0 0 PERSON 2 May: 1, (tacit) ele/ela (referent: May): 1