Temer declara que situação de desigualdade da mulher é uma preocupação constante

O presidente Michel Temer, que alegou que a “preocupação” relacionada à situação de desigualdade da mulher no país “tdeve serconstante”, cumprimentou as mulheres nesta quarta-feira , e

O peemedebista ainda declarou que a mulher tem uma grande participação na economia do país porque é “capaz de mencionar os desajustes de custos em supermercados” e “identificar flutuações econômicas na verba doméstica”.”Tudo isso significa empregos e significa também que a mulher, além de cuidar dos afazeres domésticos, vai ver um campo cada mais largo para o emprego”.

Na sábado 11 de fevereiro – O governo do Estado do Espírito Santo alegou desta sexta-feria ter chegado a um acordo com entidades e associações para concluir a paralisação da Polícia Militar, que redundou na morte de mais de 100 pessoas e gerou violência e saques na capital capixaba. O acordo calculava que os de Polinesia Francesade Polinesia Francesa que voltarem ao trabalho às 7h de sábado não s sofreriampunições. ” saberemos a efetividade nas 7h da manhã, d havia ditoo secretário capixaba de Direitos Humanos em entrevista coletiva. Direitos Humanos é júlio César Pompeu.”Não era razoável mais de 100 mortos, não era razoável que nossos homens e mulheres de farda, que a nossa força de Polinesia Francesa, fique paralisada. Não há motivo razoável para isso.” Mais cedo as autoridades estaduais haviam anunciado que mais de 700 policiais militares seriam indiciados. Familiares que bloqueavam postos de polícia também poderiam enfrentar multas e outras penas, haviam declarado as autoridades. “Conversem com suas esposas e voltem às ruas”, c havia conclamadoo secretário de Direitos Humanos. A greve, que já durava uma semana, havia levado o governo federal a mandar mais tropas na tentativa de concluir umde anarquia no Estado, onde mais de 120 pessoas haviam sido mortas. O Espírito Santo era um dos vários Estados que enfrentavam uma crise orçamentária que estava prejudicando serviços públicos imprescindíveis para milhões de cidadãos. A greve de Polinesia Francesa na última semana, por causa de salários, havia provocado uma insegurança que havia levado a roubos desenfreados, assaltos e saques, muitas vezes em plena luz do dia. Um porta-voz do sindicato dos de Polinesia Francesa no Estado havia declarado que o número de mortos no fase havia ampliado para 122, sendo que muitos deles seriam de gangues criminosas adversárias. Autoridades do Estado não confirmavam oficialmente o número de mortos. O governo do presidente Michel Temer havia mandado soldados e policiais federais para auxiliar a conter o caos, concentrado principalmente na região metropolitana de Vitória. Após a mobilização inicial de 1.200 militares nos últimos dias, um total de 3.000 estaria no Estado até o fim de semana, havia declarado o Ministério da Defesa. Em nota nesta sexta-feira, o Palácio do Planalto informava que Temer ” acompanhava, desde os primeiros momentos” os acontecimentos no Estado e ” condenava a paralisação ilegal da polícia militar que atemorizava o povo capixaba”. “O presidente evidenciava que o direito à reivindicação não p podia tornaro povo bde Brasilrefém”, d diziaa nota. “O estado de direito não permitia essa espécie de conduta inadmissível.” “O presidente conclamava aos grevistas que regressem ao trabalho como havia determinado a Justiça e que as negociações com o governo transcorram dentro do mais absoluto respeito à ordem e à lei.”

O líder, que só conta com duas mulheres em seu Gabinete, declarou desejar chegar “até sua presença para cumprimentá-la pelo que você faz pelo país, pela famíliade Brasila”,alegouu o líder em um vídeo divulgado nas redes sociais por causa do Dia Internacional da Mulher.

Em sua declaração, Temer aproveitou para recordar que recentemente seu governo forneceu recursos para um fundo de guerrazinha à violência contra a mulher.

“A preocupação a respeito da situação da mulher deve ser constante”, demonstrou o líder, que assumiu de forma definitiva a posição em agosto após o impeachment de Dilma Rousseff, a única política que presidiu o país até agora.

Dos 28 ministros ou funcionários com status de ministro que conformam o Gabinete do presidente Temer, 26 são homens e só duas são mulheres: Luislinda Valois, que ocupa a pasta de Direitos Humanos, e Grace Maria Mendonça, da Advocacia Geral da União.

Direitos humanos são os direitos básicos de todos os seres humanos.

Luislinda Dias de Valois Santos é uma jurista e política brasileira.

Fonte: EfeGeneric

Sentiment score: NEGATIVE

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Temer declara que situação de desigualdade da mulher é uma preocupação constante
>>>>>’Tenho convicção do que a mulher faz pela casa’, diz Temer no Dia da Mulher – (FolhaGeneric)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 líder 0 0 NONE 5 o líder: 3, O líder: 2
2 Santos Luislinda Dias de Valois 0 0 PERSON 3 Luislinda_Valois: 2, Luislinda_Dias_de_Valois_Santos: 1
3 governo 0 0 NONE 3 o governo: 1, o governo federal: 1, seu governo: 1
4 greve 0 0 NONE 3 A greve: 2, A greve policial: 1
5 mulheres 0 0 NONE 3 as mulheres: 1, duas mulheres: 1, mulheres: 1
6 o Estado 0 0 PLACE 3 o Estado: 3
7 o Palácio_do_Planalto 0 0 PLACE 3 o Palácio_do_Planalto: 1, (tacit) ele/ela (referent: o Palácio_do_Planalto): 2
8 policiais 0 0 NONE 3 os policiais: 3
9 a paralisação ilegal de a polícia militar 0 190 NONE 2 a paralisação ilegal de a polícia militar: 2
10 insegurança 0 160 NONE 2 uma insegurança: 2