Quais são seus monstros de estimação?

Por: SentiLecto

– Essa injeção é pior que as outras. Essa você não pode se aplicar. Ela tem uma agulha bastante grande e dói.

Era inevitável? Agora seriam quatro por semana. Muita agulha para uma pessoa só? Não bastavam as outras três? Três por semana era pouco? Até onde, desejado Deus, ela ia ser testada? Porque, vou te contar, pelo que parecia, estava perto da reprovação.

Injeção adquirida. A agulha era enorme. Corria, se pudesse. Não podia. Vamos ao inevitável. Esperava uma dor intolerável. Algo lhe rasgando a carne, perfurando tuneis em sua magra bunda.

Doeu uma picada pouca. De verdade quase nada. Doeu tão pouco que ela não acreditou. E o tanto que padeceu cada vez que imaginava a aplicação? Tudo o que imaginou de agonia durante as semanas em que tomava coragem?

Existe a vida. Real. Dolorida. Desafiadora. Difícil por si só. A gente nem precisaria piorar, mas piora com a imaginação. Como declara o Legião Urbana, nos perdemos entre monstros da nossa própria criação. Passamos noites inteiras imersos no medo da escuridão.

Quantas vezes perdemos momentos preciosos por medo? Medo de ir em frente. De ousar. De mudar. De arriscar mais. Quantas vezes perdemos a vida por medo da vida?

A gente imagina riscos, dores, perdas. Sempre o pior. E padece. Bastante. À toa. Cada pensamento, uma pedra. Uma dificuldade para a possível alegria. Um ranço que azeda tudo em volta.

O que é real? Com o que eu preciso realmente me inquietar? O que serve somente para me aporrinhar o juízo? O que eu mesma trago de agonia para a meu espírito? É preciso reavaliar.

Uma terapia serve para essa espécie de questionamentos. Uma espécie de limpeza de área. De releitura de vida. De faxina mental e real.

Sabe seus monstros de estimação? Os que sussurram conselhos. Os que sacodem a cabeça negativamente, predizendo desgraças. Os que te declaram que você é pior. Que não presta. Que não conseguirá?

Os que te impedem de ir em frente. De falar o que pensa. De tentar. Os que te declaram que ninguém vai gostar de você. Que você jamais vai ser amada. Que você não tem proficiência para nada? E que não dará certo mesmo? Mande pastar. Todos eles.

Não saber beijar ou namorar não é o fim do mundo. Tem outras coisas boas também. Viajar, cantar, dançar, gargalhar, ler, ver filme, comer bem. Passear, fazer trilha, ir à praia, ccascata rio. Experimente.

Faz 1 mês, ele chegava desejando celebração, em o domingo 25 de novembro. mandava a moça tirar tudo. Parte para cima. mandava ver na velocidade de um coelho turbinado. vira para o lado e dormia. A moça? ficava na mão. Na dela porque ele nem para isso serve.

Porque enquanto eles ficam dentro de você, quem pasta é você. Nem toda picada dói tanto. Nem tudo é tão ruim quanto parece. Nem sempre dará errado. Não se permita murchar. Vida pede audácia. Fica a dica.

Nela se isolam na contente sensação de segurança. A visão do mundo, amplo mundo, apavora. Paralisa. Limita. Sair de casa fica difícil. Em geral se viram bem num esquema sintetizado a trabalho, escola, casa.

Mônica é carioca, professora e psicóloga clínica. Expert em atendimento a crianças, adolescentes, adultos, casais e famílias. Perita judicial.

Escreva contando sua história. Mande sua sugestão para elbayehmonic@yahoo.com.br

Poesia Toda Prosa

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: NEUTRAL

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Quais são seus monstros de estimação?
>>>>>Sua felicidade não pode depender de outra pessoa – December 06, 2018 (Extraoglobo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 eu 60 0 NONE 12 (tacit) eu: 8, me: 2, eu: 1, eu preciso: 1
2 você 0 0 NONE 10 você: 6, te: 4
3 nós 105 0 NONE 6 nos: 1, (tacit) nós: 5
4 vida 0 0 NONE 4 vida: 1, Vida: 1, a vida: 2
5 tudo 0 60 NONE 3 tudo: 3
6 injeção 0 90 NONE 2 Injeção comprada: 1, Essa injeção: 1
7 vasto mundo 0 90 NONE 2 (tacit) ele/ela (referent: vasto mundo): 2
8 picada 0 60 NONE 2 toda picada: 1, uma picada: 1
9 vocês 0 50 NONE 2 (tacit) vocês: 2
10 Experimente 0 0 PLACE 2 Experimente: 1, ele (referent: Experimente): 1