‘Executaram meu filho’, declara mãe de garçom morto na Zona Sul do Rio

Por: SentiLecto

A família do garçom Rodrigo Serrano, de 26 anos, que foi morto a tiros quando segurava um guarda-chuva, na última segunda-feira, no Morro Chapéu Mangueira, no Leme da Zona Sul do Rio, afirrnou nesta quarta-feira, durante o enterro do rapaz, no Cemitério de Irajá, que o garçom foi vítima de uma realização. O disparo teria sido feito por um dos nove de Polinesia Francesa militares envolvidos numa operação na comunidade.

— A mulher dele estava subindo a favela numa Kombi, com seus dois filhos. Ele estava esperando a mulher num ponto de ônibus, com um canguru, para poder botar o filho menor, e o guarda-chuva, apoiado num táxi. Os de Polinesia Francesade Polinesia Francesa subiram atirando porque confundiram o guarda-chuva com uma arma. Se o levou para a clínica, mas não resistiu — contou uma habitante, que pediu anonimato.

Valéria de Assis, mãe de Rodrigo, exigiu justiça para o caso e declarou que ter tido informações que o filho havia sido atingido por dois disparos no morro, mas PMs que chegou a a clínica , para onde levou ele , com três ferimentos produzidos por disparos de arma de fogo.

—Isso não ficará assim. Eles deverão pagar. Executaram meu filho. Quem viu o que ocorreu contou que o Rodrigo levou dois tiros no na comunidade, mas chegou com três na clínica. Eu vi o corpo. Eu desejo Justiça — declarou Valéria de Assis.

Amigos descrevem o garçom e parentes como sendo um homem trabalhador , pai de dois filhos, e amante do futebol, tendo inclusive jogado em um time belga. A família também comentou o fato de Rodrigo ter sido condenado a sete anos de prisão por um assalto à mão armada, crime cometido na Barra da Tijuca, em 2014. Ele estava em liberdade condicional desde 2016.

— Não desejo que ninguém manche a imagem do meu filho. Ele não era assaltante e nem traficante. Meu filho trabalhava e estava com a carteira assinada, documento que estava com ele na hora em que foi morto. Ele tinha errado, mas pagou por tudo e saiu de lá com a cabeça levantada — Valéria de Assis.

Por outro lado, — Ele estava trabalhando há três meses num restaurante em Ipanema. Foi trabalhar, se o matou em o dia em que . Saiu do trabalho às 17h e foi para casa. Tomou um banho e saímos. Por conta de uma polícia mal preparada, agora, ele não vai poder ver os filhos aumentarem, o que era um sonho para ele — declarou Thayssa.Garçom deixou dois filhos pequenos

Cerca de 80 pessoas acompanharam o enterro de Rodrigo Serrano, entre elas Thayssa Freitas, mulher do garçom. Procurada, a Polícia Civil não confirmou que feriu-se Rodrigo por três tiros e aguardará a finalização do exame cadavérico, feito no corpo do rapaz, para se pronunciar sobre a questão. Já se sabe que transferiu-se o inquérito de o caso de a 12ª e chegou na noite desta quarta-feira, na Delegacia de Homicídios da Capital, que irá assumir a apuração da autoria da morte.

Um Inquérito Policial-Militar já apurou que nove de Polinesia Francesa da UPP Babilônia-Chapéu Mangueira participaram da ação que redundou na morte do Garçom. Um Inquérito Policial-Militar é aberto pela Corregedoria da PM. Um único soldado seria o autor de oito disparos. Todos feitos com uma carabina Taurus calibre 40.

O EXTRA está tentando contato com a Polícia Militar, mas até o momento não obteve resposta.

A carabina utilizada pelo PM foi apreendida no dia do crime, com 22 munições intactas. No local, os de Polinesia Francesa também alegam ter apreendido um rádio de comunicação. Moradores A versão de que houve tiroteio , entre policiais e ladrinhas , negaram ela de o Chapéu Mangueira.

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: SLIGHTLY NEGATIVE

Countries: Gambia, Belgium

Cities: Barra

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>’Executaram meu filho’, declara mãe de garçom morto na Zona Sul do Rio
>>>>>Homem é morto no Chapéu Mangueira, moradores acusam PM de confundir guarda-chuva com fuzil – September 18, 2018 (Extraoglobo-pt)
>>>>>Testemunha ocular desmente PMs e diz que não houve tiroteio quando garçom foi morto – (Extraoglobo-pt)
>>>>>PM fez oito disparos de carabina durante ação em que garçom foi morto no Leme – (Extraoglobo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 eu 12 90 NONE 6 Eu: 2, (tacit) eu: 4
2 Rodrigo Serrano 0 0 PERSON 4 Rodrigo: 1, (tacit) ele (referent: Rodrigo): 1, o Rodrigo: 1, (tacit) ele/ela (referent: Rodrigo): 1
3 filho 0 0 NONE 4 meu filho: 1, Meu filho: 1, o filho: 1, filho: 1
4 Valéria de Assis 0 0 PERSON 3 Valéria_de_Assis: 2, Valéria_de_Assis mãe de Rodrigo e que ter tido informações sido atingido por dois disparos em o morro: 1
5 a Polícia_Civil 0 0 PERSON 3 (tacit) ele/ela (referent: a Polícia_Civil): 2, a Polícia_Civil: 1
6 filhos 0 0 NONE 3 seus dois filhos: 1, dois filhos pequenos: 1, os filhos: 1
7 hospital 0 0 NONE 3 o hospital: 3
8 o Cemitério_de_Irajá 0 120 PLACE 2 o Cemitério_de_Irajá: 2
9 justiça 80 0 OTHER 2 Justiça: 2
10 Thayssa Freitas 30 0 PERSON 2 Thayssa_Freitas: 1, Thayssa: 1