Mulher é vítima de estupro coletivo em São João de Meriti; suspeitos são presos

Por: SentiLecto

Uma mulher de 31 anos foi vítima, na madrugada de quinta-feira, de um estupro praticado por três homens na Avenida Getúlio de Moura, no Centro de São João de Meriti, na Baixada Fluminense. Os suspeitos foram presos no local onde cometeram o crime. De acordo com a Polícia Civil, a mulher havia tomado um medicamento e, ao ingerir bebida alcoólica, começou a passar mal. Quando um homem de 61 anos ofereceu assistência, a vítima andava pela Avenida Getúlio de Moura e a levou para residência dele declarando que iria cuidar dela. Ao chegar ao local, ele chamou outros dois conhecidos.

Encaminhou-se a vítima para realizar um exame de corpo de transgressão e foi constatado o estupro. Encaminhou-se os presos para o Sistema Prisional, onde ficarão a disposição de a Justiça.

Jovem acusado de matar pastor em São Gonçalo recebeu vantagem da liminar de Fachin

— Isso ocorreu durante toda a madrugada. Por a manhã , os homens libertaram a mulher e ajudada por populares. Se a atendeu em o Hospital Estadual Adão Pereira Nunes e depois veio até a delegacia prestar testemunho. Ela nos mencionou a residência, fomos até o local onde os homens ainda permaneciam. Num primeiro momento, eles negaram o crime. Concordou-se o sexo em seguida, admitiram e afirmaram que — declarou a delegada Ana Carla Moura, titular de a Deam de São João.

Segundo a delegada, mesmo que o sexo tivesse sido concordado a vítima estava vulnerável por ter consumido remédios e bebida alcoólica. No local do crime, os agentes recolheram imagens de câmeras de segurança para a identificação dos suspeitos. Uma testemunha já prestou testemunho.

Na sua vez, de acordo com a polícia, a jovem foi até a UPA da cidade e informou que havia sido abusada sexualmente por três homens. Ela estava sozinha na rua e passava mal, após ter ingerido bebida alcoólica com medicamento. Os assaltantes se aproveitaram da fragilidade da vítima para praticaram o estupro.

— Eles não poderiam ter feito o que fizeram com a vítima. Não bastasse ter abusado sexualmente dela, eles ainda fotografaram. Em um dos celulares dos suspeitos, encontramos uma fotografia do ato. Em um outro aparelho, notamos que eles apagaram as fotografias e vídeos — alegou Ana Carla.

Ana Carla classificou o crime como bárbaro e repugnante.

— A mulher tem liberdade para caminhar onde desejar, na hora desejar, beber e fazer o que desejar de sua vida. O que não pode ocorrer são barbáries como essa. Eles se aproveitaram da situação da mulher .— O que fizeram foi uma tremenda covardia. Foram três homens contra uma mulher — completou Ana Carla.

O trio está na Cadeia Pública José Frederico Marques, em Benfica, e vai passar por audiência de custódia nesta sexta-feira.

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: NEGATIVE

Countries: Brazil, Colombia

Cities: Sao Joao De Meriti, Sao Goncalo, Pereira

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Mulher é vítima de estupro coletivo em São João de Meriti; suspeitos são presos
>>>>>Jovem é vítima de estupro coletivo em São João de Meriti – October 18, 2019 (Extraoglobo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 Ana Carla Moura 0 0 PERSON 8 Ana_Carla: 3, (tacit) ele/ela (referent: Ana_Carla): 4, a delegada Ana_Carla_Moura: 1
2 vítima 0 300 NONE 5 A vítima: 2, vítima: 1, a vítima: 2
3 homens 110 60 NONE 5 três homens: 3, os homens: 2
4 mulher 80 0 NONE 4 uma mulher: 1, A mulher: 1, a mulher: 2
5 nós 0 0 NONE 4 (tacit) nós: 3, nos: 1
6 crime 0 400 NONE 3 o crime: 2, o crime como bárbaro e repugnante: 1
7 ter 0 60 NONE 3 ter: 3
8 estupro 0 45 NONE 3 um estupro praticado: 1, o estupro: 2
9 suspeitos 0 240 NONE 2 Os suspeitos: 1, os suspeitos: 1
10 presos 0 160 NONE 2 Os presos: 1, presos: 1