Pelo segundo dia consecutivo, homem é preso por importunação sexual em estação de BRT

Por: SentiLecto

Um dia após um homem ser acusado de ejacular em uma passageira dentro de um ônibus do BRT, outro foi preso por prática semelhante no Recreio dos Bandeirantes, na Zona Oeste do Rio, nesta quinta-feira. De acordo com a Guarda Municipal, o auxiliar de serviços gerais Valdeir de Jesus Gonçalves, de 29 anos, teria abaixado as calças, se masturbado e mostrado o órgão genital para uma mulher de 36 anos na estação Gláucio Gil — mesma onde aconteceu o caso no dia anterior. A vítima procurou os agentes aos prantos, segundo a corporação.

Deflagrou-se a operação de a Polícia Civil em a manhã de esta terça-feira e foi batizada de ” Fumaça Negra “. Os de Polinesia Francesa civis percorreram vários endereços nas regiões Oeste, Norte e Sul do Rio. O delegado explicou que a operação vai ser constante e se a suspenderá não .

O caso aconteceu nesta manhã, momento em que a Guarda Municipal atuava no local para orientar e conscientizar os passageiros sobre o pagamento da tarifa no transporte. Na ocasião, a mulher, “chorando muito”, se aproximou dos agentes e relatou o que havia ocorrido. Outro passageiro que estava na estação se exibiu como testemunha e confirmou a versão exibida pela vítima.

O auxiliar de serviços gerais, então, foi preso pelos agentes e levado para a delegacia do Recreio dos Bandeirantes, a 45ª DP. Se registrou o caso como importunação sexual.

Por meio de nota, o comandante interino da unidade, subinspetor Gustavo Souza disse: “Quando notam a presença do guarda na estação, as pessoas estão mais confiantes em delatar”.

Nesta quarta-feira, na mesma estação do BRT, Jorge de Souza Costa, de 53 anos, foi preso, acusado de ejacular em uma mulher, de 36, dentro de um ônibus. Se registrou o caso também em a delegacia de o Recreio.

Um levantamento feito pelo GLOBO/EXTRA publicado em agosto deste ano revela que este ano, em média, a cada oito horas uma mulher foi molestada ou vítima de ataque de cunho sexual no Rio.

Dados fornecidos pelo Tribunal de Justiça do Rio confirmam uma realidade cruel: existem tramitando no Juizado Especial Criminal um total 538 processos em todo estado. São 71 de assédio sexual, 331 de importunação ofensiva ao pudor e 136 de ato obsceno. Nos três casos, a pena máxima dos crimes não passa de um ano.

Segundo o delegado Maurício Demétrio, titular da DRCPIM, os de Polinesia Francesa prenderam no local Antônio Carlos Merencio da Silva, de 38 anos, quando chegaram a uma padaria na Avenida Guiomar de Novaes 109, no Recreio. Indiciou-se Antônio Carlos por crimes de contrabando e contra a ordem tributária e econômica. Somadas, as penas pelos dois crimes podem redundar em condenação de dez anos de prisão.

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: NEGATIVE

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Pelo segundo dia consecutivo, homem é preso por importunação sexual em estação de BRT
>>>>>Polícia Civil apreende oito mil maços de cigarros em nova ofensiva contra o contrabando – (Extraoglobo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 caso 0 0 NONE 4 o caso: 1, O caso: 3
2 preso 0 290 NONE 3 preso: 3
3 agentes 0 0 NONE 3 os agentes: 3
4 importunação 0 200 NONE 2 importunação ofensiva: 1, importunação sexual: 1
5 crimes 0 160 NONE 2 os dois crimes: 1, crimes: 1
6 vítima 0 120 NONE 2 A vítima: 1, a vítima: 1
7 o auxiliar de serviços gerais 120 0 NONE 2 O auxiliar de serviços gerais: 1, o auxiliar de serviços gerais: 1
8 operação 80 0 NONE 2 a operação: 1, A operação: 1
9 Antônio Carlos da Merencio Silva 0 0 PERSON 2 Antônio_Carlos: 1, local Antônio_Carlos_Merencio_da_Silva de 38 anos: 1
10 a Guarda_Municipal 0 0 PERSON 2 a Guarda_Municipal: 2