Casa Parrón / Croxatto y Opazo Arquitectos

Por: SentiLecto

Caracterização mandada pela equipe de projeto. O projeto consiste em uma residência unifamiliar térrea de 200 m2, localizada na cidade de Santiago, Chile, na Comuna de Colina, ao norte da capital. Esta região se caracteriza por ter uma condição rural, de baixa densidade e terrenos de loteamentos com grandes dimensões. O solar de 5.000 m2 é parte de um condomínio privado, com grandes avenidas arborizadas e residências de alta norma.

A construção se sugere como um volume retangular de concreto, orientado de leste a oeste, implantando-se próximo à borda sul do terreno para entregar a maior superfície possível de jardim para o norte. Ao sul se localiza o acesso de veículos, os estacionamentos e as áreas de serviço, como cozinha, terraço e toalete.

Materiais e elementos de construçãoA aparência externa escura da casa se assemelha a algumas construções da região que costumam ser revestidos por rochas vulcânicas pretas da área. Desviando da aparência e peso físico desta rocha, a Casa Hualle foi revestida com de Finlandia ripas verticais de madeira, tingida em cor escura, sobre uma camada impermeável preta, proporcionando uma característica de envoltório mais efêmero. Orientadas pelas vistas internas para a paisagem do exterior, as janelas variam de tamanho e posição, instituindo uma composição aparentemente aleatória no exterior. A casa repousa sobre um terraço de concreto em todo seu perímetro. Esta superfície se inclina e se ajusta em resposta aos níveis naturais do terreno. Uma piscina se projeta perpendicularmente a este embasamento no eixo das vistas entre vulcão e lago.

O interior da residência recebe uma disposição e organização de tal forma que permite que o programa de dormitórios, estar e sala de jantar se abram ao jardim, com grandes janelas que possibilitam a conexão de todos estes ambientes com o exterior.

Revestiram-se as paredes internas de a casa em contraste com o exterior escuro, com placas pálidas, quase brancas e translúcidas. Uma cor mais quente, dada pela madeira de tom natural, rodeia as janelas, as quais cobrem toda a profundidade da parede. Acentuadas pela clareza interna, as janelas atuam como quadros apresentando as vistas externas. Se usou uma laje de concreto aparente, polido, em toda a casa. O concreto incorpora areia vulcânica, o que lhe fornece uma cor de basalto, instituindo um plano contrastante com as paredes e o forro. Emulando a geometria externa, a estrutura da cobertura recebeu um forro em gesso. Suportado exclusivamente pelas paredes perimetrais externas e contínuo por partições internas, este forro dobrável, dinâmico, flui sinuosamente por todo o comprimento do interior da casa.

Parte da estratégia sugere assumir a condição climática da região como um dos assuntos principais do projeto. A extensa oscilação térmica entre inverno e verão, com altas temperaturas no calor e temperaturas abaixo de zero no frio, nos leva a sugeri uma solução que possa regular estas variações, entregando conforto à residência durante todo o ano. Desta forma, surge o “Parrón” como elemento ligado ao volume de concreto, estendendo-se ao longo de toda a frontispício norte, permitindo instituir um filtro solar e um controle térmico/climático. O “Parrón” refere-se a uma estrutura de madeira, um sistema básico em seu conceito, construído a partir de elementos simples, em peças de carvalho recicladas, as quais se modificam no apoio para o crescimento de espécies trepadeiras de personalidade caduca, as quais, dependendo da época, variam sua densidade e folhagem, atuando como filtro e permitindo ou limitando a entrada dos raios de sol.

Sob o “Parrón” um terraço principal em frente às salas de estar e jantar foi disposto, além de dois terraços menores em frente aos dormitórios. Estes se consolidam como espaços intermediários ou espaços de transição entre interior e exterior.

Esta edificação exibe linhas simples com detalhes construtivos de baixa complexidade em sua realização que, através do concreto e da madeira como principal materialidade, resolve a totalidade da encomenda.

Fonte: archdailybrasil-pt

Sentiment score: POSITIVE

Countries: Chile

Cities: Santiago, Colina

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Casa Parrón / Croxatto y Opazo Arquitectos
>>>>>Casa Hualle / Ampuero Yutronic – June 05, 2018 (archdailybrasil-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 Parrón 65 60 ORGANIZATION 4 o Parrón: 2, (tacit) ele (referent: O Parrón): 1, O Parrón: 1
2 exterior 0 50 NONE 4 o exterior: 2, exterior: 1, o exterior escuro: 1
3 forro 80 130 NONE 3 o forro: 1, este forro dobrável dinâmico: 1, um forro: 1
4 janelas 0 0 NONE 3 as janelas: 3
5 cor 25 50 NONE 2 Uma cor mais quente dada: 1, cor escura: 1
6 paredes 0 15 NONE 2 as paredes: 1, as paredes perimetrais externas: 1
7 vistas 0 15 NONE 2 as vistas externas: 1, as vistas internas: 1
8 casa 50 0 NONE 2 toda_a casa: 1, A casa: 1
9 terraço 50 0 NONE 2 um terraço: 1, um terraço principal: 1
10 estes 40 0 NONE 2 estes: 1, Estes: 1