Cuba convida para março votações que marcam substituição de Castro

Por: SentiLecto

Faz 9 meses, o Conselho de Estado de Cuba anunciou a convocação de votações gerais para 11 de março, quando serão votados os deputados de a nova Assembleia Nacional encarregados de selecionar em abril os principais componentes de o próximo governo e o sucessor de Raúl Castro em a presidência de o país.

Em nota oficial publicada no jornal “Granma”, o órgão informou que no mesmo dia ocorrerão votações nas províncias, nas quais serão selecionados os delegados das Assembleias Provinciais do Poder Popular . Em 15 dias, se vai realizar a reunião extraordinária conforme o texto de este mês em as Assembleias Municipais do Poder Popular que sejam designados entre vereadores para os candidatos a delegados provinciais e a deputado federal.

Até 14 de janeiro, os 12.515 vereadores eleitos em 26 de novembro serão consultados sobre as propostas de “pré-candidatos” a delegados provinciais e deputados para os seus territórios, com algumas listas que foram elaboradas pelas delegações de candidaturas. Nas listas são sugeridos 12.640 possíveis candidatos que foram, por sua vez, escolhidos em reuniões das organizações de massas do país, todas pró-governo.

O Partido Comunista não designa candidatos, mas supervisiona o processo.

Na sexta-feira 22 de dezembro Raúl Castro havia confirmado que deixaria a posição no dia 21 de abril, após o Parlamento de Cuba ter prorrogado até essa data o atual mandato do governante, que deveria concluir no dia 24 de fevereiro. Raúl Castro é o presidente cubano.

A Lei Eleitoral de Cuba estabelece que 50% dos deputados nacionais podem ser eleitos entre os delegados municipais e provinciais, enquanto que os demais são sugeridos por organizações sociais.

Na sua vez, os cubanos vão votar em delegados das 15 províncias da ilha e em pouco mais de 600 deputados para o Parlamento.

A previsão era de que a nova legislatura iniciasse em 24 de fevereiro, mas, em dezembro, o Parlamento aprovou – após a proposta do Conselho de Estado – a extensão por dois meses do atual mandato por causa dos atrasos no calendário eleitoral provocados pela passagem do furacão Irma em setembro, que provocou perdas por mais de US$ 13 bilhões.

“Vou ter, quando a Assembleia Nacional for constituída deduzido o meu segundo e último mandato à frente do Estado e do governo, e Cuba vai ter um novo presidente”, alegou o próprio Raúl Castro na Assembleia Nacional em 21 de dezembro.

Fonte: EfeGeneric

Sentiment score: SLIGHTLY POSITIVE

Countries: Cuba

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Cuba convida para março votações que marcam substituição de Castro
>>>>>Cuba marca para 11 de março suas eleições gerais – January 06, 2018 (FolhaGeneric)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 candidatos 40 0 NONE 3 os candidatos: 1, candidatos: 1, 12.640 possíveis candidatos: 1
2 Assembleias Municipais do Poder 0 0 PERSON 3 (tacit) elas (referent: as Assembleias_Municipais_do_Poder_Popular): 1, as Assembleias_Municipais_do_Poder_Popular: 2
3 Parlamento 0 0 ORGANIZATION 3 o Parlamento: 2, o Parlamento cubano: 1
4 serão 0 0 NONE 3 serão: 3
5 Assembleia Nacional 0 0 ORGANIZATION 2 a Assembleia_Nacional: 2
6 Irma 0 0 PERSON 2 o furacão Irma: 2
7 Partido 0 0 PERSON 2 O Partido_Comunista: 1, (tacit) ele/ela (referent: O Partido_Comunista): 1
8 Raúl Castro 0 0 PERSON 2 Raúl_Castro (apposition: o presidente de Cuba): 1, o próprio Raúl_Castro: 1
9 delegados 0 0 NONE 2 delegados provinciais: 1, os delegados municipais e provinciais: 1
10 eu 0 0 NONE 2 (tacit) eu: 2