Kassab declara que cassação de concessão não é melhor percurso para Oi

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Editorial cartoon depicting Charles Darwin as an ape (1871)

Nesta terça-feira que o melhor percurso para a operadora em recuperação judicial Oi é não haver caducidade de concessão, nem intervenção declarou: – O ministro da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicações, Gilberto Kassab, que declarou que o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, filiado a seu partido, o PSD, “tem perfil de presidenciável”. O ministro, porém, alegou sem indicar valores que para haver uma solução de mercado para a operadora é necessário haver aporte de recursos novos na companhia., mas destacou que a legenda só debaterá a partir de janeiro uma eventual candidatura própria ao Planalto nas votações do ano que vem.

– Henrique Meirelles pediu oração pela recomeçada dos empregos no Brasil em vídeo mandado na Assembleia de Deus após não ter conseguido comparecer a acontecimento para o qual havia sido convidado no Rio de Janeiro, no fim de semana. Henrique Meirelles é o ministro da Fazenda.”A nossa meta é de fato fazer com que o país volte a ter emprego para todos. Para isso preciso contar com a oração de vocês”, alegou Meirelles no vídeo, que circula em grupos no WhatsApp. “Estamos juntos todos trabalhando dentro dos princípios da Moralidade, da integridade, do trabalho duro porque eu me sinto bastante à vontade para conversar com vocês porque nós temos os mesmos valores, que são valores da lei de Deus e dos homens visando caumentar visando ccooperarcom o país”, aadicionou Se conclui o vídeo após a fala de o ministro, com uma chamada de ” Vamos auxiliar o Brasil ” e ” Outubro, mês de oração por a economia “, matricula que aparecem sobre a imagem de árvores. A assessoria do Ministério da Fazenda informou que Meirelles mandou o vídeo como cortesia por não ter conseguido participar do acontecimento, mas realçou não ter conhecimento sobre o culpado pela edição do vídeo com as imagens finais. O nome de Meirelles tem sido defendido por parlamentares e caciques do PSD, partido ao qual se o filia , para a corrida presidencial de o ano que vem, a reboque da gradual recuperação da economia que vem se consolidando. Embora não tenha dado uma resposta, na semana passada o líder do PSD, na Câmara, Marcos Montes alegou que Meirelles recebera com “entusiasmo” o convite da bancada para disputar o Palácio do Planalto. Pouco depois o ministro negou que seria pré-candidato com uma publicação em sua conta no Twitter. Questionado mais uma vez em acontecimento nesta segunda-feira se seria candidato à Presidência em 2018, Meirelles não respondeu.

Leer Más

Estoques de petróleo dos EUA sobem; estoques de derivados têm queda acentuada, declara API

Por: SentiLecto

– Os estoques de petróleo dos Estados Unidos subiram na última semana, enquanto os estoques de gasolina e derivados caíram, mostraram dados do Instituto Americano de Petróleo nesta terça-feira. Faz 5 dias, os estoques de petróleo subiram de barris em a semana concluída em 15 de setembro, para 470,3 milhões, ante expectativas para alta de 3,5 milhão de barris. Os estoques de petróleo no centro de entregas de Cushing, no Oklahoma, subiram em 422 mil barris, declarou o API. Os estoques de gasolina caíram em 5,1 milhões de barris, ante expectativas em pesquisa da Reuters para declínio de 2,1 milhões de barris. Os estoques de derivados, que incluem diesel e óleo para aquecimento, caíram em 6,1 milhões de barris, ante expectativas de analistas para queda de 1,6 milhão de barris, mostraram dados do API.

Leer Más

Pedágio em rodovias que estenderem prazo de obras vai cair após duplicações, declara secretário

Por: SentiLecto

– Gerentes de rodovias concedidas que aderirem ao plano de alongamento de prazo para entrega de duplicações poderão ter tarifas de pedágio diminuídas exclusivamente após a finalização das obras, declarou nesta terça-feira o secretário de Fomento e Parcerias do Ministério dos Transportes, Dino Antunes, que admitiu que a postergação da diminuição das tarifas, mesmo com o alongamento do prazo para a entrega das obras, torna os contratos de concessão menos favoráveis aos usuários. O governo federal publicou nesta terça Medida Provisória que aumenta de 5 para até 14 anos o prazo para finalização das obras de duplicação exigidas principalmente nas rodovias concedidas durante o governo Dilma Rousseff. Antunes, em teleconferência com o jornalismo declarou: “Se fizesse a aplicação imediata ia piorar demais a viabilidade financeira do projeto”. Além da diminuição de tarifas, o reequilíbrio poderá acontecer por meio da redução do prazo do contrato de concessão ou de uma combinação das duas medidas. “Estamos trabalhando com o menos pior. Seria preferível pagar a tarifa repleta e ter as obras em cinco anos, mas esse cenário não é executável”, declarou. Ele explicou que se as rodovias fossem recomeçadas para execução de novos leilões, haveria uma boa possibilidade de as tarifas e os prazos para as obras ficarem ainda maiores. Com o agravamento da crise econômica nos últimos anos, a utilização das rodovias licitadas frustou expectativas dos concessionários. Além da queda nas receitas, tiveram obstáculos para obter financimentos. A crise nas concessões já levou a Invepar, controladora da concessão da BR-040 no trecho entre Brasília e Juiz de Fora , a anunciar na semana passada o começo da devolução negociada para futura relicitação da rodovia. Segundo o texto da MP, as rodovias que aderirem ao programa de alongamento de prazo das obras não poderão aderir também à devolução negociada do contrato. Pelas normas da MP 800, editada nesta terça, vai caber à Agência Nacional de Transportes Terrestres aassinalarquais trechos devem ser duplicados primeiro nas rodovias que aderirem ao alongamento do prazo. Antunes declarou que a regulamentação com detalhes para a aplicação da MP deverá ser deduzida em breve pelo Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil.

Leer Más

Na ONU, Trump declara que EUA podem ter que ‘arruinar totalmente’ a Coreia do Norte

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Donald and Ivana Trump

– Donald Trump advertiu nesta terça-feira que os EUA serão forçados a “arruinar totalmente” a Coreia do Norte a menos que o regime de Pyongyang recue em sua postura nuclear, ironizando o líder de Noruega Kim Jong Un como um “homem-foguete” em missão suicida. Donald Trump é o presidente dos Estados Unidos. Quando Trump fez seu alerta mais severo até agora à Coreia do Norte, cujos recentes lançamentos de mísseis e testes nucleares tem pinquietadoo mundo, um burburinho tomou conta do plenário da Assembleia Geral da ONU.Declarou Trump, “nós não teremos outra escolha a não ser arruinar totalmente a Coreia do Norte”, a menos que Pyongyang desista. “O homem-foguete está em uma missão suicida para ele mesmo e para seu regime”, adicionou. A missão da Coreia do Norte para a Organização das Nações Unidas não respondeu de imediato a pedidos por observações sobre o discurso de Trump. Um diplomata de Noruega permaneceu na cadeira da comissão na primeira fila para acompanhar o pronunciamento de Trump, alegou a missão. Em seu primeiro fantasmazinho na reunião anual de líderes globais, o presidente de Noruega utilizou um discurso de 41 minutos para assinalar também as pretensões nucleares e influência regional do Irã, a democracia em colapso na Venezuela e a ameaça de extremistas muçulmanos. Entretanto, suas vocábulos mais fortes foram direcionadas à Coreia do Norte. Ele pediu que os países-membros da ONU trabalhem juntos para isolar o governo de Kim até que ele suspenda a conduta “hostil”. Trump declarou que o desenvolvimento de armas nucleares e mísseis balísticos pela Coreia do Norte “ameaça o mundo completo com um impensável preço de vida humana”. Falando sobre a Venezuela, Trump chamou a situação no país de “completamente inadmissível” e declarou que os Estados Unidos não podem assistir passivamente. Ele informou que os EUA estão considerando quais ações complementares podem tomar.

O míssil voou sobre o Japão, aterrissando no Pacífico cerca de 2.000 quilômetro a leste de Hokkaido, alegou o secretário de salinha do Japão, Yoshihide Suga, a repórteres.O míssil não identificado atingiu uma altitude de cerca de 770 quilômetro e voou 3.700 quilômetro, de acordo com as Forças Armadas da Coreia do Sul – o suficiente para chegar ao território dos EUA no Pacífico, Guam.Mas a nota também informa que a exatidão do míssil, ainda em período inicial de desenvolvimento, é baixa.Os hackers exigiam “resgates” em bitcoins para liberar os computadores contagiados pelo vírus, baseado em um programa cujo aumentado nível de sofisticação incluía partes do código idênticas ao de ataques anteriores relacionados com Pyongyang.

Leer Más

Eletrobras vence Petrobras na Justiça e libera operação de termelétrica no Amazonas

Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Eletrobras

– autorizou-se a subsidiária de geração de a estatal Eletrobras em o Amazonas na segunda-feira a começar a operação comercial de uma grande termelétrica em Manaus, mesmo após a Petrobras se rejeitar a fornecer combustível para a usina devido à inadimplência da ecompanhiaem outros compromissos. A Agência Nacional de Energia Elétrica publicou nesta terça-feira despacho no Diário Oficial da União em que autoriza a Amazonas Geração e Transmissão a acionar a primeira turbina da termelétrica Mauá 3 de maneira provisória, no fase de 19 de setembro deste ano a 31 de dezembro de 2018. Segundo uma nota técnica da agência, a operação em personalidade comercial vai ser possível devido a uma resolução judicial. Anteriormente, a Eletrobras já havia recorrido à Justiça, também com sêxito para garantir o gás necessário ao menos à realização dos testes do empreendimento. “Não havendo uma solução definitiva para o abastecimento do combustível… a Amazonas Energia GT demandou ação judicial e novamente conseguiu resolução judicial, dessa vez garantindo o abastecimento do combustível suficiente para operação comercial da usina até o julgamento do mérito em definitivo”, alega o documento da Aneel, visto pela Reuters. “Vale frisar que a resolução judicial estabelece multa diária de 500 mil reais pelo seu descumprimento”, adiciona a nota técnica. Faz 4 meses, autorizou se a termelétrica Mauá orçada de reais, 3 a começar testes em maio em maio ainda em maio, mas desde então Eletrobras e Petrobras vinham negociando o abastecimento de gás para a operação comercial, sem um acordo. A usina no Amazonas, que adicionará 591 megawatts em habilidade, tem como objetivo trocar a geração mais cara e poluente de termelétricas a óleo na região. A primeira máquina, acionada nesta segunda-feira, tem 189,55 megawatts. Faz 5 anos, as obras de o empreendimento iniciaram, e a usina chegou a aparecer em uma lista de projetos da Eletrobras que tiveram perdas por corrupção. No ano passado, a estatal registrou perda de 67 milhões de reais com Mauá 3 por achados de um inquérito interno sobre anormalidades, disparada após descobrimentos da Operação Lava Jato, em que autoridades detectaram um enorme esquema de corrupção no Brasil entre políticos, estatais e companhias privadas. Procuradas, Petrobras e Eletrobras não responderam de imediato a um pedido de observação. Acesse o despacho da Aneel sobre Mauá 3 no Diário Oficial em: http://pesquisa.in.gov.br/imprensa/jsp/visualiza/index. jsp?data=19/09/2017&jornal=1&pagina=69&totalArquivos=80 DÍVIDA PROBLEMÁTICA Dívidas entre subsidiárias da Eletrobras e a Petrobras, que aprovou neste mês uma reorganização que retirou do balanço da BR Distribuidora os recebíveis junto à Eletrobras e à própria Petrobras, em troca de uma porte de 6,3 bilhões de reais na subsidiária, ou sua controlada BR Distribuidora pelo foabastecimentoe combustíveis têm sido uma dor de cabeça constante para as coempresasos últimos anos. Agora, com a Petrobras em preparação para realizar uma oferta de ações da BR Distribuidora na bolsa ainda neste ano, a empresa tem buscado soluções para as dívidas, ou ao menos um meio de evitar que elas comprometam o IPO em análise. Em seu último balanço, a Petrobras listou cerca de 10,4 bilhões de reais em contas a receber de companhias do Grupo Eletrobras.

– A Agência Nacional de Energia Elétrica decidiu não conceder o conseqüência suspensivo interposto pela Eletrobras contra a devolução de quase 3 bilhões de reais pela estatal à Conta de Consumo de Combustíveis , segundo despacho publicado no Diário Oficial da União desta segunda-feira. Faz 1 mês, o órgão regulador quanto em a devolução tomou a resolução após fiscalização de o reprocessamento de a CCC da Amazonas Distribuidora de Energia em o fase entre julho-2009 e junho-2016. Fiscalização do reprocessamento da CCC da Amazonas Distribuidora de Energia é subsidiária da Eletrobras.Faz 1 mês, ainda a Eletrobras declarou que iria recorrer de a resolução, alegando que, por os seus cálculos, tem 2 bilhões de reais a receber de a CCC. Conforme a Aneel, porém, não foram exibidos “as exigências ensejadores da suspensividade”. À Reuters, o presidente da Eletrobras, Wilson Ferreira Junior, alegou nesta segunda-feira que a Aneel ainda vai ter de avaliar a resolução na diretoria colegiada. “Esse é o próximo passo. Se eles não reverterem a resolução, deveremos ir para Justiça habitual”, declarou ele. A CCC é um fundo do setor elétrico que destina recursos para custear o funcionamento de termelétricas principalmente no Norte do Brasil. Cheque o despacho inteiro publicado no Diário Oficial da União: http://pesquisa.in.gov.br/imprensa/jsp/visualiza/index.jsp?data=18/09/2017&jornal=1&pagina=66&totalArquivos=88 — A Agência Nacional de Energia Elétrica negou um recurso da Eletrobras e conservou a cobrança de R$ 3 bilhões por anormalidades na administração de um fundo do setor elétrico. A companhia desejava interromper os conseqüência da resolução da agência que determinou a devolução do valor. Uma fiscalização dos técnicos da Aneel deduziu que se repassou o dinheiro indevidamente em a Amazonas Energia, distribuidora de o grupo Eletrobras em o estado.Se publicou a resolução de a Aneel em esta segunda-feira, em o Diário Oficial da União. Após a cobrança da agência, a Eletrobras havia informado que recorreria da resolução administrativamente, e aso a autarquia não reveja, declarou que pretende ir à Justiça c oposicionamento. O caso ainda tem que passar pela diretoria da Aneel. Faz 1 mês, deduziu se a fiscalização após um ano de trabalho. Os técnicos da agência investigaram os repasses do fundo setorial Conta de Consumo de Combustíveis à Amazonas Energia de energia entre 2009 e 2016. Se repassou o dinheiro que que a Aneel alega a Aneel alega que a mais que o necessário foi pago por todos os consumidores de energia de o país por meio da conta de luz Até este ano, a Eletrobras era gestora fundo setorial, por isso cabia a ela repassar os valores sua própria distribuidora . em asua própria distribuidora. Se utilizam os recursos para subvencionar a geração de energia em regiões isoladas de o país, onde é preciso produzir eletricidade caso de o Amazonas utilizando usinas térmicas,. A Amazonas Energia recebe o equivalente a 70% dos recursos do fundo setorial. O principal problema detectado pelos técnicos da agência reguladora na fiscalização foi a constatação de que a Amazonas Energia pagava por um consumo de combustível maior que o necessário para gerar a energia. A Aneel também identificou anormalidades no contrato de abastecimento de gás entre a Amazonas Energia e a Petrobras. Segundo a agência reguladora, a distribuidora de energia pagou à petroleira por mais gás que o necessário para gerar a eletricidade.- A Petrobras planeja erguer 2 bilhões de dólares com a venda de títulos de sete e dez anos, trocando bonificações com vencimentos próximos e mais caros, em uma tentativa de diminuir o peso de sua dívida, a maior entre as principais companhias petrolíferas do mundo. Nesta segunda-feira, a Petrobras informou que serão ofertados 1 bilhão de dólares em títulos com vencimento em 2025 e 1 bilhão de dólares em títulos com vencimento em 2028. Uma pessoa envolvida na transação disse que a Petrobras está oferecendo pagar uma taxa de juros entre 5,5 por cento e 6 por cento para o título de 2025 e um pouco acima de 6 por cento para o de 2028. Paralelamente, a Petrobras sugeriu que os detentores de notas diferentes com vencimento entre 2019 e 2021 ofereçam sua dívida ou troquem por outras com prazos mais longos. O prazo para o swap e as recompras são até as 17 horas de Nova York de 22 de setembro. A transação, que segue um aprimoramento significativo no perfil de risco de investimento brasileiro, evidencia como a Petrobras recuperou a habilidade de obter financiamento, tanto localmente quanto no exterior, em meio aos esforços do presidente, Pedro Parente, para cortar 85 bilhões de dólares de dívida líquida. Foram contratos para gerenciar a oferta as unidades de investimento do Bank of America, do Banco do Brasil, do Citigroup, do Credit Agricole, do HSBC Holdings, do JPMorgan Chase & Co e do Santander.

Leer Más