O que podemos esperar com a compra do GitHub pela Microsoft?

Por: SentiLecto

Há bastante mal-estar nas interwebs, já que mais de 28 milhões de desenvolvedores serão afetados pela aquisição do GitHub pela Microsoft. Alguns podem estar lidando bem com isso, mas você pode ter certeza que nem todos estão.

O CEO da Microsoft tentou afastar qualquer temor declarando: “A Microsoft é, primeiro, uma companhia que desenvolve e, ao juntar forças com o GitHub, fortalecemos nosso compromisso com a liberdade, abertura e inovação dos desenvolvedores. O CEO da Microsoft é satya Nadella. Reconhecemos a responsabilidade da comunidade que assumimos com este acordo e faremos o nosso melhor trabalho para capacitar cada desenvolvedor a construir, inovar e resolver os desafios mais prementes do mundo.”

O GitHub conservará seu etos desenvolvedor e vai operar de maneira independente para fornecer uma plataforma aberta para todos os desenvolvedores em todos os setores. Os desenvolvedores continuarão a poder utilizar as linguagens de programação, ferramentas e sistemas operacionais de sua escolha para seus projetos – e ainda poderão implementar seu código em qualquer sistema operacional, qualquer nuvem e qualquer equipamento.

Ao adquiri o GitHub, a empresa cofundada por Bill Gates e Paul Allen regressa, de certa maneira, às suas origens. Começou-se isso porque quando, a companhia tinha como proposta oferecer desenvolvedores amadores um novo kit de microcomputador, o MITS Altair . a desenvolvedores amadores um novo kit de microcomputador, o MITS Altair. Fundado em 2008, em São Francisco, o GitHub se tornou uma popular central para desenvolvedores e empresas acolherem  seus projetos, documentos e códigos. A própria Microsoft é uma das principais contribuidoras do site, com mais de mil funcionários de forma ativa publicando códigos na plataforma.

Na terça-feira 15 de maio a Microsoft planeja arremessar a segunda geração do seu equipamento de produtividade “tudo em um” Surface Hub em 2019. A nova versão do aparelho teria um design menor, mais leve e modular para encorajar os profissionais a compartilharem a tela, assim como as suas anotações e arquivos.

Antes mesmo de o negócio ser deduzido, o GitLab ampliava dez vezes o número normal diário de códigos movidos para os seus repositórios.

Esta semana, depois que a Microsoft anunciou oficialmente que estava adquirindo o GitHub por US $ 7,5 bilhões em ações da Microsoft, os repositórios importados dispararam.

Por outro lado, os boatinhos de que a empresa estava em  debates avançados para adquiri o amplo repositório de códigos iniciou na semana passada, mas ganhou mais força neste final de  semana. Agora, a notícia sobre o acordo é oficial.

Agora, sem dúvida, a Microsoft não é a mesma companhia de anos atrás quando abominava código aberto – quando o CEO Steve Ballmer chamou o código aberto de “câncer”. Assinalou-se isso foi algo assinalado em 2014, quando o funcionário de a Microsoft Scott Hanselman explicou que algumas pessoas que odeia a Microsoft o fazem com ” ira geracional “. Ele assinalou várias formas pelas quais a companhia mudou ao colocar código-fonte no GitHub, abrir partes de .Net, Azure e Visual Studio .

Algumas pessoas recordam como a Microsoft “destruiu” o Skype quando o comprou por US $ 8,5 milhões em 2011, desde que o drama Microsoft-buys-GitHub iniciou. Na mesma linha de pensamento, outros assinalam como a Microsoft lidou com o LinkedIn após a aquisição de US $ 26,2 em 2016.

A Microsoft mudou, mas você confia?

Mas o The Wall Street Journal acredita que, vai abandonar-se a antiga fama de a Microsoft a o adquiri o GitHub, finalmente . A companhia tem sua mão na RedHat , uniu – se à Linux Foundation, abriu o PowerShell e disponibilizou-a no Linux, trabalhou com a Canonical para executar o Ubuntu no Windows e é um dos principais contribuidores do GitHub .

Desde que Nadella se tornou CEO, a Microsoft parece ter mudado bastante, se você olhar para o passado recente. Supondo que você odiava Microsoft em um ponto, e que você não pode, agora, a questão é:  Mas você pode confiar nela?

O expert em segurança, Dr. Vesselin Bontchev, propôs que seria judicioso ter cópias de backup de seu trabalho transferidas para o GitLab.

Smith é uma escritora e programadora freelancer com um interesse especial e um pouco pessoal em questões de privacidade e segurança de TI

Fonte: Idgnow-pt

Sentiment score: SLIGHTLY POSITIVE

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>O que podemos esperar com a compra do GitHub pela Microsoft?
>>>>>Microsoft confirma compra de GitHub por US$ 7,5 bilhões – June 04, 2018 (Idgnow-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 Microsoft 80 60 ORGANIZATION 21 a (referent: A Microsoft): 1, A Microsoft: 2, a Microsoft: 7, (tacit) ele/ela (referent: A Microsoft): 5, (tacit) ele/ela (referent: a Microsoft): 4, A própria Microsoft: 1, Microsoft: 1
2 empresa 0 0 NONE 9 empresa: 1, a companhia: 1, A empresa: 1, uma empresa: 2, a companhia cofundada: 1, companhias: 1, a empresa: 2
3 você 0 10 NONE 6 você: 6
4 eu 8 0 NONE 4 (tacit) eu: 4
5 forma 0 0 NONE 4 forma independente: 1, várias maneiras: 2, certa forma: 1
6 pessoas 0 280 NONE 3 algumas pessoas: 3
7 GitHub 0 0 ORGANIZATION 3 o GitHub: 1, O GitHub: 1, (tacit) ele/ela (referent: O GitHub): 1
8 desenvolvedores 0 0 NONE 3 Os desenvolvedores: 1, desenvolvedores: 1, desenvolvedores serão: 1
9 código 80 0 NONE 2 seu código: 1, código aberto: 1
10 Skype 0 0 PERSON 2 o Skype: 1, (tacit) ele/ela (referent: o Skype): 1