Agências: 76% esperam alta nas vendas em até 6 meses

Por: SentiLecto

A expectativas do mercado são boas, tanto no médio quanto no curto prazos. A afirmação é do Instituto de Pesquisas, Estudos e Capacitações, que de acordo com o estudo, que questionou 916 companhias de agenciamento turístico das 26 Estados e do Distrito Federal, 76% das agências acreditam em uma ampliação nas vendas no médio prazo – nos critérios da pesquisa, entre 3 e 6 meses, em Turismo , que divulgou nesta quarta seu relatório de Indicadores Econômicos encomendado pela Sindetur-SP. 20% preveem uma estabilidade, e 4% uma diminuição na quantidade de vendas.

A empregabilidade no mercado de agenciamento fechou o ano com 62,25 mil postos formais de trabalho, 342 a mais do que em 2016. O lado positivo é que, pela primeira vez em três anos, houve uma ampliação no número de postos de trabalho formais. Mesmo sendo um crescimento pequeno , é um bom resultado se comparado aos dados mais recentes, que assinalaram queda de 1,9% em 2014; 6,5% em 2015 e 5,9% em 2016.

No curto prazo a perspectiva também é boa, embora em menor grau: Enquanto 29% acreditam, 49% esperam uma alta nas vendas que elas se conservarão estáveis, e 21% acreditam que terão diminuições nas vendas no curto prazo – números do último trimestre de 2017.

“Vale evidenciar principalmente a recuperação nas vendas de passagens aéreas e de pacotes turísticos em 2017 em relação a 2014, ano em que a crise se instalou de vez”, explicou o coordenador da pesquisa do Ipeturis, Glauber Santos.

Vale realçar uma forte queda na expectativa dos executivos nos últimos três meses do ano passado. No terceiro trimestre, 58% acreditavam em uma melhora das vendas no curto prazo, percentagem que caiu para os 49% vistos acima; no mesmo fase, 11% calculavam uma queda nas vendas também em curto prazo, indicador que subiu dez pontos percentuais no trimestre outubro-dezembro.

Por fim, Marciano Freire revelou um dado que a maioria embora não apareça em a pesquisa , foi algo assinalado ele de as companhias: “Majoritariamente, a expectativa das agências é de crescimento para 2018. Marciano Freire é o presidente executivo da Sindetur-SP. A questão não esteve no questionário da Ipeturis, mas a média esperada pela maioria delas é de um crescimento de 20% no ano”, alegou Freire, que acumula a posição de presidente da Ipeturis.

Fonte: Panrotas

Sentiment score: SLIGHTLY POSITIVE

Countries: Mexico

Cities: Mexico

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Agências: 76% esperam alta nas vendas em até 6 meses
>>>>>Número de agências cai, mas atividade vê retomada no País – March 13, 2018 (Panrotas)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 prazo 0 0 NONE 5 o médio prazo: 1, curto prazo: 1, o curto prazo: 3
2 vendas 0 0 NONE 4 as vendas: 4
3 crescimento 80 0 NONE 3 um crescimento pequeno: 1, crescimento: 1, um crescimento de %20: 1
4 Estudos e Capacitações 0 0 PERSON 3 Estudos e Capacitações: 1, (tacit) eles/elas (referent: Estudos e Capacitações): 2
5 Marciano Freire 0 0 PERSON 3 Marciano_Freire (apposition: o presidente executivo de a Sindetur-SP): 1, (tacit) ele/ela (referent: Marciano_Freire): 1, (tacit) ele (referent: Marciano_Freire): 1
6 porcentagem 80 0 NONE 2 porcentagem: 2
7 aumento 30 0 NONE 2 um aumento: 2
8 Freire 0 0 PERSON 2 Freire: 2
9 Turismo 0 0 PLACE 2 Turismo: 2
10 dados 0 0 NONE 2 os dados: 2