Iata: procura por voos tem alta de 7,6% em novembro

Faz 1 ano, com a maior alta a procura de passageiros por voos, medida em passageiros-quilômetros pagos, teve alta de %7,6 em novembro de 2016, em a comparação com o mesmo mês de o ano anterior. A Associação Internacional de Transporte Aéreo divulgou o dado. A oferta de assentos, medida em assentos-quilômetro oferecidos , teve alta de 6,5% no mesmo fase.

Segundo a entidade, “as mudanças nas normas de transporte aéreo da Anac são um passo na direção certa e aproximam o Brasil de uma maior harmonização com as melhores práticas internacionais de viagens aéreas.” A Iata corrobora com o raciocínio de que seguir práticas internacionais – em boa parte do mundo os despachos de bagagem já são alvo de cobrança – vai permitir à indústria oferecer tarifas mais competitivas com os passageiros, lembrando que o País é o quinto maior mercado interno da aviação em todo o mundo.para melhorar, ainda mais, o ambiente regulatório do transporte aéreo no Brasil. Ainda há áreas expressivas que exigem aprimoramentos e a Iata espera poder continuar a envolver-se com o governo para conseguir estas mudanças necessárias.”

Na quarta-feira 14 de dezembro , por parte da Agência Nacional de Aviação Civil , de mudanças nas normas do transporte aéreo – a mais comentada delas a chance, por parte das empresas aéreas, de cobrar pelo despacho de bagagens. Depois de experts

A Associação Internacional de Transporte Aéreo ou International Air Transport Association ou IATA, que é universalmente utilizada, é uma organização internacional de linhas aéreas, fundada em 1945, na cidade de Havana, em Cuba .

“A maior procura por viagens aéreas reflete – e apoia – uma recuperação no ciclo econômico mundial. Com o conseqüência de estímulo da queda dos custos do petróleo recuando no retrovisor, a força do ciclo econômico vai ter um papel chave no ritmo de crescimento da procura em 2017″, alega o diretor-Geral e CEO da Iata, Alexandre de Juniac, em comunicado.

Faz 2 meses, a procura internacional de passageiros aumentou %8 em relação a o ano anterior. Empresas aéreas em todas as regiões exibiram crescimento, de acordo com a Iata. A habilidade total subiu 6,8% no fase.

Na América Latina, o trânsito aéreo aumentou 7% e a habilidade, 2,8%. Para a Iata, em o trânsito internacional a tendência de alta foi conservada forte, apesar das difíceis condições em a rota América do Norte-América do Sul, apoiada por a procura internacional em a parte sul.

Faz 1 ano, a procura por viagens domésticas ampliou %7,1 em a mesma base de comparação. Enquanto a procura caiu no Brasil e no Japão, os resultados tiveram grandes variações, com China, Índia e Rússia registrando crescimento de dois dígitos.

Por outro lado, “O atual ambiente regulatório oneroso, completamente descompassado com as melhores práticas internacionais, tem frustrado o surgimento de operadoras de baixo preço no Brasil”, continuou a associação.“O atual ambiente regulatório oneroso, completamente descompassado com as melhores práticas internacionais, tem frustrado o surgimento de operadoras de baixo preço no Brasil”, continuou a associação.

Fonte: Panrotas

Sentiment score: POSITIVE

Countries: India, Spain, Russian Federation, China, Brazil

Cities: Rota

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Iata: procura por voos tem alta de 7,6% em novembro
>>>>>Cobrança por bagagem é ‘passo na direção certa’, diz Iata – December 14, 2016 (Panrotas)
>>>>>>>>>Anac aprova regra de cobrança de bagagem em voos – December 13, 2016 (Panrotas)
>>>>>>>>>Veja como ficam as viagens após as mudanças da Anac – (Panrotas)
>>>>>>>>>MPF entra na justiça contra nova regra da Anac: “ilegal” – December 14, 2016 (Panrotas)
>>>>>>>>>>>>>Boliviana que viu falha em voo da Lamia recorre ao MPF – December 06, 2016 (Panrotas)
>>>>>Iata se diz \’\’\’\’preocupada\’\’\’\’ com veto à cobrança de bagagem – (Panrotas)
>>>>>Iata se diz ”preocupada” com veto à cobrança de bagagem – (Panrotas)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 demanda 0 0 NONE 4 A maior demanda: 1, a demanda internacional: 1, A demanda: 1, a demanda: 1
2 o Brasil 0 0 PLACE 4 o Brasil: 4
3 alta 0 0 NONE 3 a maior alta: 1, alta de %6,5: 1, alta de %7,6: 1
4 tráfego 0 200 NONE 2 o tráfego aéreo: 1, o tráfego internacional: 1
5 ambiente 200 160 NONE 2 O atual ambiente regulatório oneroso: 2
6 companhias 0 160 NONE 2 companhias aéreas: 1, Companhias aéreas: 1
7 viagens 0 80 NONE 2 viagens domésticas: 1, viagens aéreas: 1
8 práticas 200 0 NONE 2 as melhores práticas internacionais: 2
9 áreas 100 0 NONE 2 áreas significativas: 2
10 Iata 0 0 ORGANIZATION 2 a Iata: 2