Por: SentiLecto

As fraudes e anormalidades no recebimento da ajudinha emergencial chegaram ao universo do crime e também no exterior. Faz 1 mês, reportagem apresentada em o » Fantástico «, de a Rede Globo, mostrou que 11 de os 22 criminosos mais procurados de o país — entre traficantes, homicidas e assaltantes de banco — receberam os R $ 600 de o programa de o Ministério da Cidadania. Beneficiou-se brasileiros que moram em o exterior também além dos foragidos, com a medida de conservação para os mais vulneráveis.

O inquérito do “Fantástico” foi feita a partir da lista de foragidos, publicada no site do Ministério da Justiça e Segurança Pública. A reportagem atravessou os nomes dos criminosos mais procurados do país com a base de dados de solicitantes da ajudinha emergencial. Na identificação do cadastro de 11 deles, os recursos constavam como liberados.

Ajudinha emergencial: Mães menores de 18 anos podem se cadastrar na ajudinha emergencial a partir deste sábado

– A Cielo habilitou 1,5 milhão de máquinas para aceitarem pagamentos de beneficiários da ajudinha emergencial do governo federal por meio de um aplicativo da Caixa Econômica, informou a companhia nesta quinta-feira. Os pagamentos serão feitos através de um QR Code gerado pelos terminais da Cielo e lido pelo aplicativo Caixa Tem, que vai funcionar como carteira digital. Segundo a Caixa, 41 milhões de pessoas usam o aplicativo, informou a Cielo. A nova maneira de pagamento vai estar disponível a partir de sexta-feira. «A solução desenvolvida permitirá que os beneficiários da ajudinha emergencial façam compras diretamente nas lojas com o saldo da carteira. Não precisarão enfrentar filas longas para sacar recursos nas agências bancárias», alegou o presidente da Cielo, Paulo Caffarelli.

Na sexta-feira 22 de maio algumas pessoas vinham tendo a matricula na ajudinha emergencial de R$ 600 do governo federal negada com a mensagem de que o CPF já teria sido usado anteriormente. Nesta quinta-feira, uma reportagem publicada pelo EXTRA mostrou que foram identificados pagamentos irregulares a alunos universitários, servidores, além de militares das Forças Armadas.

No total, 58 milhões de brasileiros tiveram o requerimento aprovado e liberado por Caixa e Dataprev, culpado pela análise dos cadastros.

A lista de beneficiários irregulares inclui nomes como William Moscardini acusado de participar da assalto de R4 60 milhões de uma companhia de transporte de valores no Paraguai, em 2017. William Moscardini é o Baixinho. Ele jamais foi preso por esse crime, mas recebeu duas das três parcelas da ajudinha.

Outro foragido beneficiado é Leomar de Oliveira Barbosa, o Léo Playboy. Condenado a 36 anos de prisão, ele era o braço direito de Fernandinho Beira-Mar. Desde 2018 , a Polícia Federal procura Léo Playboy.

Irregular: Ajudinha emergencial: cadastros podem ser reavaliados antes do pagamento da segunda e terceira parcelas Especialistas escutados pelo “Fantástico”, que mande acusações, informações, vídeos e imagens para o WhatsApp do Extra, suspeitam que não tenha havido a encruzilhada de informações prestadas no cadastramento da ajudinha com outras bases de dados disponíveis, como a do Tribunal Superior Eleitoral e a do Conselho Nacional de Justiça .

Segundo o relatório de inquérito da Controladoria-Geral da União , obtido pela reportagem, mais de 27 mil foragidos, em todo o país, tiveram a ajudinha emergencial aprovada pela Caixa. Só com o pagamento da primeira parcela, liberada para essas pessoas, o governo federal gastou mais de R$ 16 milhões. Se liberou a vantagem em São Paulo, por exemplo, para 6.879 foragidos. No Rio de Janeiro, para 825.

Programa de saque da 2ª parcela em dinheiro e transferências bancárias:Ser de família com renda mensal por pessoa mais de meio salário mínimo ;

Além de criminosos, o inquérito da CGU identificou golpistas que receberam os recursos usando dados de pessoas que já faleceram, além de presos que se cadastraram com celulares que circulam dentro das cadeias.

Em nota ao “Fantástico”, o Ministério da Cidadania informou que há “casos em reanálise que estão passando por filtro de checagem” para evitar o pagamento injustificado. A pasta declarou, ainda, que as parcerias com órgãos de controle ajudam na fiscalização e que, quando identificado, se vai cobrar a devolução de o valor recebido indevidamente.

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: NEGATIVE

Countries: Brazil

Cities: Sao Paulo

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Onze dos 22 criminosos mais arriscados do país receberam a ajudinha emergencial de R$ 600
>>>>>Cielo habilita 1,5 mi de máquinas para aceitarem pagamentos de auxílio emergencial – (Extraoglobo-pt)
>>>>>Caixa encerra nesta sexta-feira o pagamento da segunda parcela do auxílio a beneficiários do Bolsa Família – (Extraoglobo-pt)
>>>>>Saiba quem pode ter as próximas parcelas do auxílio emergencial cortadas – (Extraoglobo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 foragidos 0 240 NONE 4 6.879 foragidos: 1, foragidos: 2, 27_mil foragidos: 1
2 pessoas 0 70 NONE 4 essas pessoas: 1, pessoas: 2, algumas pessoas: 1
3 Fantástico 0 60 ORGANIZATION 4 (tacit) ele/ela (referent: o Fantástico): 1, o Fantástico: 3
4 auxílio 0 0 NONE 4 o auxílio: 1, o auxílio emergencial aprovado: 1, o auxílio emergencial: 1, Auxílio emergencial: 1
5 reportagem 0 0 NONE 4 uma reportagem publicada: 1, a reportagem: 1, Reportagem exibida: 1, A reportagem: 1
6 criminosos 0 240 NONE 3 criminosos: 1, os criminosos: 1, os 22 criminosos: 1
7 presos 0 240 NONE 3 presos: 3
8 brasileiros 100 0 NONE 3 brasileiros: 3
9 Ministério da Cidadania 0 0 ORGANIZATION 3 o Ministério_da_Cidadania: 2, (tacit) ele/ela (referent: o Ministério_da_Cidadania): 1
10 governo 0 60 NONE 2 o governo federal: 2