Por: SentiLecto

A produção de petróleo da Opep atingiu o menor nível em duas décadas em junho, com a Arábia Saudita e outros membros do grupo no Golfo aumentando cortes de oferta, mostrou uma pesquisa da Reuters, o que levou o cartel a conseguir adesão de mais de 100% a seu convênio de diminuição de produção.

A Organização dos Países Exportadores de Petróleo , formada por 13 membros, bombeou em média 22,62 milhões de barris por dia em junho, segundo a pesquisa, com queda de 1,92 milhão de bpd ante o dado revisado de maio. Faz 2 meses, a Opep e seus aliados, que o alívio em medidas de isolamento contra o vírus e a menor oferta auxiliaram a aumentar os custos para acima de 40 dólares tocada em abril, abaixo de 16 dólares, fecharam acordo em abril para cortes lembre de oferta para compensar a queda em a procura decorrente de a crise de o coronavírus.

«Em queda, sim. Mas bastante longe de se aproximar da cota», declarou a fonte do setor em relação aos embarques iraquianos em junho.Os embarques do sul do Iraque nos primeiros 28 dias de junho tiveram média de 2,90 milhões de bpd, segundo dados da companhia de monitoramento de navios-tanque Petro-Logistics, do Refinitiv Eikon e de uma fonte do setor. Isso encarna queda de 200 mil bpd em relação às cifras oficiais de exportação de maio.

Na quinta-feira 18 de junho um painel da Opep+ realizado pressionou países como Iraque e Cazaquistão por maior adesão aos cortes de produção de petróleo estabelecidos pelo grupo, além de deixar a porta aberta tanto para a extensão quanto para a flexibilização das diminuições de oferta a partir de agosto.

Tamas Varga, da corretora PVM declarou: «A procura deve se recuperar no segundo semestre e há um consenso geral de que o grupo Opep+ vai atender expectativas e Em 1 mês, vai entregar um nível de cumprimento aumentado».

Até o momento em junho, os membros da Opep entregaram 6,5 milhões de bpd dos cortes prometidos, ou 107% da meta, de acordo com a pesquisa. Faz 1 mês, se revisou o nível de cumprimento, para %77.

A produção de junho tem que ser a menor da Opep desde ao menos o ano 2000, se ignoradas mudanças na composição do grupo deste então.

O maior corte foi da Arábia Saudita, que produziu 7,55 milhões de bpd em junho, quase 1 milhão abaixo de sua cota na Opep+. Foi o menor nível de produção para o reino desde 2002, segundo dados da Reuters.

Enquanto a Nigéria ampliou o nível de cumprimento para 72%, o Iraque diminuiu exportações pelo sul e pelo norte, aumentando sua adesão para 62%.

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: SLIGHTLY POSITIVE

Countries: Saudi Arabia

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Produção de petróleo da Opep tem menor nível em 2 décadas, declara pesquisa
>>>>>Iraque reduz exportação de petróleo em junho, mas produção ainda supera meta da Opep+ – June 29, 2020 (Extraoglobo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 O Iraque 0 0 PLACE 3 O Iraque: 1, Iraque: 1, o Iraque: 1
2 a Arábia_Saudita 0 0 PLACE 3 a Arábia_Saudita: 3
3 bpd 0 0 PERSON 3 bpd: 3
4 A Opep e seus aliados para 0 20 ORGANIZATION 2 A Opep e seus aliados para: 1, (tacit) eles/elas (referent: A Opep e seus aliados para): 1
5 oferta 0 20 NONE 2 a menor oferta: 1, oferta: 1
6 o nível de cumprimento 80 0 NONE 2 o nível de cumprimento: 2
7 Opep+ 0 0 ORGANIZATION 2 o grupo Opep+: 1, a Opep+: 1
8 adesão 0 0 NONE 2 maior adesão: 1, sua adesão: 1
9 consenso 0 0 NONE 2 um consenso geral: 2
10 cortes 0 0 NONE 2 cortes: 2