Por: SentiLecto

O setor de serviços da China teve obstáculos para se recuperar em março após um mês brutal de encerramentos sem precedentes de lojas e isolamento social em meio ao surto de coronavírus, mostrou a pesquisa Índice de Gerentes de Compras do Caixin/Markit.

As companhias de serviços cortaram empregos no ritmo mais forte já registrado conforme as encomendas despencaram pelo segundo mês seguido e as companhias buscaram diminuir seus preços operacionais. As encomendas para exportações também recuaram de novo já que mais países adotaram suas próprias medidas de contenção do vírus.

A pesquisa, que foca principalmente em pequenas companhias orientadas para exportação, ficou atrás da leitura oficial divulgada na terça-feira, segundo a qual a atividade industrial expandiu a um ritmo mais rápido.Chris Williamson, economista-chefe do IHS Markit explicou: «Mesmo a queda no PMI para uma mínima de sete anos e meio mascara a gravidade do recuo na indústria já que inclui uma medida de atraso na cadeia de oferta, que impulsionou o índice».

Na uma vez que as novas encomendas despencaram para o nível mais baixo desde a crise financeira mundial, quarta-feira 04 de março o setor de serviços chino registrou seu pior mês na história em fevereiro , mostrou a pesquisa Índice de Gerentes de Compras do Caixin/Markit.

Embora o PMI de serviços do Caixin/Markit tenha se recuperado para 43 em março da mínima recorde de 26,5 em fevereiro, ele ainda permanece em território de contração e desde que a pesquisa iniciou, foi a segunda leitura mais fraca no final de 2005. A marca de 50 separa crescimento de contração.

Faz 1 mês, analistas consultados por a Reuters esperavam uma leitura de 45,0.O subíndice de produção agilizou a 54,1 em março de 27,8, mas embora tenham subido a 46,4 de 28,7 em fevereiro, nas novas encomendas de exportação ainda contraíram.

O resultado aumenta os temores de que as companhias de serviços podem ser bastante mais afetadas e por mais tempo do que as fábricas, que estão lentamente voltando ao trabalho, embora abaixo de níveis normais.

O setor de serviços é um importante gerador de empregos na China e responde por cerca de 60% da economia, que agora tem que encolher pela primeira vez em 30 anos.

Zhengsheng Zhong, diretor de análise macroeconômica do CEBM Group declarou: «A atividade de serviços permaneceu sob enorme pressão e continua a encolher em meio a limitações para conter a epidemia de coronavírus».

Ele declarou: «Embora a epidemia doméstica tenha, a recuperação da atividade econômica permaneceu restringida em março sido contida».

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: NEGATIVE

Countries: China

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Atividade de serviços da China volta a encolher em março e taxa de corte de empregos é recorde, mostra PMI do Caixin
>>>>>Atividade industrial da China tem expansão inesperada em março, mas recuperação ainda não é garantida – (Extraoglobo-pt)
>>>>>Atividade industrial da China mostra pequeno crescimento em março, segundo PMI do Caixin/Markit – April 01, 2020 (EntretenimientoBit)
>>>>>Indústria da zona do euro despenca em março com disseminação do coronavírus, mostra PMI – April 01, 2020 (EntretenimientoBit)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 leitura 0 70 NONE 4 leitura oficial: 2, a segunda leitura mais fraca: 1, uma leitura de 45,0: 1
2 encomendas 0 70 NONE 3 as encomendas: 1, as novas encomendas: 1, As encomendas: 1
3 pesquisa 100 0 NONE 3 A pesquisa: 2, a pesquisa: 1
4 fábricas 0 140 NONE 2 as fábricas: 2
5 temores 0 120 NONE 2 os temores: 2
6 eu 0 70 NONE 2 (tacit) eu: 2
7 as empresas de serviços 80 2 NONE 2 as empresas de serviços: 1, As empresas de serviços: 1
8 ritmo 80 0 NONE 2 o ritmo: 1, um ritmo: 1
9 o setor de serviços 0 0 NONE 2 O setor de serviços: 2
10 PMI 0 0 ORGANIZATION 2 o PMI de serviços de o Caixin-Markit: 1, o PMI: 1