Por: SentiLecto

— O Conselho Monetário Nacional proibiu nesta segunda-feira que bancos possam ampliar ou antecipar a remuneração de seus dirigentes. Se tomou a resolução em uma reunião extraordinária de o conselho em esta manhã. Segundo o Banco Central , o objetivo da medida é evitar que as instituições financeiras utilizem os recursos disponíveis para outras ações que não a manutenção do crédito. «O objetivo da regulamentação é evitar o consumo de recursos importantes para a manutenção do crédito e para a eventual absorção de perdas futuras» – declara a nota. A ação faz parte de um conjunto de medidas voltadas para mitigar os conseqüência da crise provocada pela pandemia de coronavírus. A vedação vale até dia 30 de setembro deste ano. A medida é válida para remuneração fixa, como salários, e variáveis, como bonificações ou participações nos lucros. A determinação do BC ainda determina que os recursos retidos neste momento não podem ser pagos posteriormente. Ou seja, as instituições financeiras não podem simplesmente protelar os pagamentos. Tire suas dúvidas: MP trabalhista: Cheque como ficam os pagamentos de vantagens, FGTS, 13º e licença-maternidade A resolução inclui os dirigentes de todas as instituições financeiras autorizadas a funcionar pelo BC. A medida também engloba os pagamentos de juros sobre capital próprio e dividendos acima do mínimo obrigatório pelo estatuto social de cada instituição. O ministro maneira O Cmn de a Economia , Paulo Guedes , o presidente de o Banco Central , Roberto Campos Neto e o secretário especial de Fazenda , Waldery Rodrigues. Viu isso? Governo adia pagamento de contribuição previdenciária e do PIS/Cofins Na nota em que divulgou a medida, o BC evidenciou que os bancos têm níveis confortáveis de capital e de liquidez, mas acredita que em um momento de incerteza provocado pela pandemia do covid-19, é necessário adotar medidas “mais conservadoras”. Na semana passada, associações de lojistas mandaram ao governo uma carta delatando uma possível ampliação nas taxas de juros em linhas de crédito oferecidas pelos bancos. Em alguns casos, os reajustes atingiram 70%. Segundo carta mandada ao Banco Central e ao Ministério da Economia, a medida é oposta às iniciativas do governo, que pretende aaumentaro volume de dinheiro disponível para crédito, para aaliviaros problemas de lojas e indústria estão enfrentando por conta da crise. Leia mais: Crédito a pequena e média companhia para pagamento de salário começa a ser liberado nesta segunda Em um momento de crise, as instituições financeiras tendem a evitar o risco e, por isso, podem ampliar os juros cobrados ou reduzi o volume de empréstimos e financiamentos. Mande acusações, informações, vídeos e imagens para o WhatsApp do Extra

– O Conselho Monetário Nacional, em sessão extraordinária realizada na quarta-feira, autorizou o Banco Central a conceder empréstimos a instituições financeiras tendo como garantia as carteiras de crédito dessas instituições, entre outras medidas para acalmar as consequências da disseminação do coronavírus. De acordo com comunicado do BC, as operações vão ter prazo de no mínimo, 30 e, no máximo, 359 dias corridos. Faz 5 meses, em outra resolução, o CMN protelou a entrada em forcita de mudanças em as normas de portabilidade de crédito que haviam, sido e teriam que entrar em forcita em abril e junho deste ano. O conselho ainda autorizou Roberto Campos Neto a firmar contrato de swap com o Federal Reserve, promovendo mudanças na regulação para adaptar-a aa soma a ao prazo do novo contrato. Roberto Campos Neto é o presidente do BC.ao prazo do novo contrato. Por fim, o CMN ainda ajustou normas para comunicação de perdas de beneficiários do Proagro diante do Covid-19. – O Conselho Monetário Nacional, em sessão extraordinária realizada na quarta-feira, autorizou o Banco Central a conceder empréstimos a instituições financeiras tendo como garantia as carteiras de crédito dessas instituições, entre outras medidas para acalmar as consequências da disseminação do coronavírus. De acordo com comunicado do BC, as operações vão ter prazo de no mínimo, 30 e, no máximo, 359 dias corridos. O BC em nota, recordando que linhas especiais de liquidez tendo como lastro operações de crédito têm sido instrumento amplamente anunciado e usado pelos principais BCs do mundo nesse momento. explicou: «Trata-se de uma Linha Temporária Especial de Liquidez , com o objetivo de oferecer a liquidez necessária para que o Sistema Financeiro Nacional possa se conservar estável frente aa ampliação da procura observada no mercado de crédito, fruto dos reflexos da propagação da Covid-19». Para checar maior segurança à operação, os crédito serão dados em garantia no âmbito de registradora de ativos financeiros e transferidos ao BC mediante a emissão de uma Letra Financeira Garantida , depositada em depositário central. Poderá ser utilizado como garantia extenso espectro de ativos de natureza creditícia integrantes da carteira das instituições bancárias, segundo o BC Serão aceitos créditos com níveis de risco avaliados como AA, A e B, com pré-requisito de garantia em valor superior ao do empréstimo, de maneira proporcional ao risco das operações de crédito ofertadas em garantia. A estimativa é de que a elegibilidade de créditos para a operação seja da ordem de 650 bilhões de reais, segundo o BC. Faz 5 meses, portabilidade de Crédito Em outra resolução, o CMN protelou a entrada em forcita de mudanças em as normas de portabilidade de crédito que haviam, sido e teriam que entrar em forcita em abril e junho deste ano. As medidas adiadas previam a inclusão das operações com cheque especial, a possibilidade de operações de crédito imobiliário contratadas originalmente fora do Sistema Financeiro de Habitação serem enquadradas no SFH na portabilidade e a criação do «Documento Descritivo de Crédito» . A resolução se deve à necessidade de as instituições financeiras tdeverem realocarrecursos humanos e materiais em ajustes operacionais e investimentos não programados em tecnologia como consequência da pandemia do novo Coronavírus. O conselho ainda autorizou Roberto Campos Neto a firmar contrato de swap com o Federal Reserve, promovendo mudanças na regulação para adaptar-a aa soma a ao prazo do novo contrato. Roberto Campos Neto é o presidente do BC.ao prazo do novo contrato. Faz 1 mês, o banco central de Noruegade Noruega abriu as torneiras para que bancos centrais em nove países tenham acesso a dólares, calculando até 60 bilhões de dólares para o Brasil, em 19 de março. O acordo vai permanecer em forcita por pelo menos seis meses. Por fim, o CMN ainda ajustou normas para comunicação de perdas de beneficiários do Proagro diante do Covid-19, por conta das limitações impostas pela guerrazinha à disseminação do novo coronavírus. Assim, autorizou que os produtores rurais beneficiários do Proagro façam a comunicação de perdas de maneira remota, contendo todas as informações necessárias para obter a vantagem do seguro. Outra adaptação é a licença para que a comprovação das perdas possa ser realizada através de ferramentas de sensoriamento remoto que sejam capazes de aferir com segurança as informações necessárias à efetiva mensuração das perdas. Isso troca, provisoriamente, a prática comum que calcula a comprovação realizada presencialmente pelos técnicos. – O Conselho Monetário Nacional divulgou nesta segunda-feira que vedou provisoriamente a distribuição de resultados e a ampliação da remuneração de gerentes das instituições financeiras como parte do pacote de medidas que o Banco Central está adotando para enfrentar a crise do coronavírus. Segundo o BC, o objetivo é evitar «o consumo de recursos importantes para a manutenção do crédito e para a eventual absorção de perdas futuras». As vedações serão aplicadas aos pagam
entos referentes às datas-bases compreendidas entre esta segunda-feira e 30 de setembro de 2020 e aos pagamentos a serem realizados durante a vigência da norma.

Na sexta-feira 27 de março – O governo irá sugeri ao Congresso uma Proposta de Emenda à Constituição que autoriza o Banco Central a cadquiridiretamente crédito em cenários de crise, aalegouo presidente do BC, Roberto Campos Neto. Em coletiva de jornalismo no Palácio do Planalto, ele argumento que essa era uma medida tomada por bancos centrais de vários países do mundo, sendo bastante potente para estabilizar o mercado de crédito onde as instituições financeiras «não chegavam». «Essa era uma medida que tem largo escopo, o balanço do Banco Central era enorme, tem mais de 1,5 trilhão . Então essa era uma medida bastante importante para estabilizar o crédito», alegou Campos Neto. » era uma medida que só vai poder ser acionada em cenários de crise, como o que nós estávamo vivendo hoje. A ideia não era que o Banco Central tenha sempre essa autonomia», completou.

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: POSITIVE

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>BC decide proibir provisoriamente ampliação da remuneração de dirigentes de bancos
>>>>>CMN adota novas medidas e autoriza BC a conceder empréstimos com garantia de carteiras de crédito – (Extraoglobo-pt)
>>>>>CMN autoriza BC a conceder empréstimos a instituições financeiras mediante emissão de LFG – (Extraoglobo-pt)
>>>>>BC veda distribuição de dividendos dos bancos e aumento de remuneração em meio à crise – (Extraoglobo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 medida 50 0 NONE 8 A medida: 1, uma medida: 4, uma medida tomada: 1, a medida: 2
2 eu 0 0 NONE 8 (tacit) eu: 8
3 o Banco_Central 80 0 PLACE 7 o Banco_Central: 7
4 CMN 0 0 ORGANIZATION 7 O Cmn: 1, o CMN: 4, (tacit) ele/ela (referent: o CMN): 2
5 era 4 0 NONE 5 essa era: 1, era enorme: 1, Essa era: 1, era: 2
6 instituições 0 0 NONE 5 instituições financeiras autorizadas: 1, as instituições financeiras: 4
7 bancos 70 0 NONE 4 bancos centrais: 1, bancos: 1, os bancos: 2
8 BC 0 0 ORGANIZATION 4 o BC: 4
9 Conselho Monetário Nacional 0 0 ORGANIZATION 4 O Conselho_Monetário_Nacional: 4
10 Roberto Campos 0 0 PERSON 4 Roberto_Campos_Neto (apposition: o presidente de o BC): 2, Roberto_Campos_Neto: 1, Campos_Neto: 1