Por: SentiLecto

– O Brasil registrou nesta sexta-feira 1.079 novas mortes em decorrência do coronavírus, o que aumenta a contagem total a 99.572 e deixa o país na iminência de atingir a marca de 100 mil óbitos na pandemia, de acordo com dados do Ministério da Saúde. Segundo país mais afetado pela Covid-19 no mundo, atrás somente dos Estados Unidos, o país também informou mais 50.230 casos da enfermidade, atingindo um total de 2.962.442 infecções. Esse é o quarto dia consecutivo em que a contagem diária de novos casos supera a marca de 50 mil no país, enquanto o número de óbitos é conservado acima de 1 mil por dia. Considerando o ritmo da enfermidade, o nível de 100 mil mortes por Covid-19 deve ser atingido no sábado, e a marca possivelmente vai continuar subindo diante da retomada das atividades econômicas pelo país. «Quando parará, a gente não sabe , talvez 150 mil, talvez 200 mil óbitos. Nós só teremos noção do efeito do que quando tivermos um distanciamento temporal, realmente foi a Covid-19», declarou o chefe do setor de Infectologia da Faculdade de Medicina da Universidade Estadual Paulista , Alexandre Naime.

– O Brasil registrou nesta quarta-feira 1.437 novas mortes em decorrência da Covid-19, o que aumenta o total de óbitos pela enfermidade no país a 97.256, informou o Ministério da Saúde. O número de mortes divulgado nesta quarta é o terceiro maior para um único dia desde o começo da pandemia, abaixo exclusivamente de 29 de julho e 4 de junho , segundo os dados do ministério. O país também registrou nesta quarta 57.152 novos casos de coronavírus, atingindo a marca total de 2.859.073 infecções, no segundo dia consecutivo com a notificação de mais de 50 mil casos. O Brasil é o segundo país mais afetado pela enfermidade no mundo, atrás somente dos Estados Unidos.- O Brasil registrou nesta segunda-feira 561 novas mortes em decorrência da Covid-19, o que aumenta a contagem total de óbitos no país a 94.665, informou o Ministério da Saúde. Também informou mais 16.641 o coronavírus infecções em o país , o que faz com que o total de casos em o Brasil atinja 2.750.318. O número de novos casos registrados é o menor para um único dia desde 8 de junho. As segundas-feiras, porém, costumam ter cifras mais baixas do que outros dias úteis, em função do represamento de testes nos finais de semana. A contagem de mortes, por sua vez, superou o número verificado no domingo, quando foram registrados 541 óbitos. O Brasil é o segundo país mais afetado pela enfermidade no mundo, atrás somente dos Estados Unidos. O chefe de emergências da Organização Mundial da Saúde , Mike Ryan, declarou nesta segunda que países com altas taxas de transmissão, como Brasil e Índia, devem se preparar para um grande combate, pois «a saída é longa e exige um comprometimento constante». Ryan, m alguns locais. declarou: «Alguns países realmente deverão dar um passo para trás e observar bastante bem como estão tratando a pandemia dentro de suas fronteiras».No Brasil, São Paulo é o Estado mais afetado pela enfermidade, atingindo nesta segunda-feira as marcas de 560.218 casos e 23.365 óbitos por Covid-19, segundo o Ministério da Saúde. Mesmo assim, o Estado registrou, pela segunda semana seguida, um queda no número de mortes e de internações provocadas pela enfermidade. De acordo com dados do governo estadual, a contagem de óbitos caiu 8% na semana concluída no sábado, em relação ao mesmo fase da prévia, ao passo que o número de internados recuou em 2,5%. O coordenador executivo do Centro de Contingência do Coronavírus do governo paulista, João Gabbardo declarou: «Mesmo com a ampliação de testes, o Estado de São Paulo diminuiu nessas duas semanas o número de internações e o número de óbitos». Na sequência da lista por Estados divulgada pelo ministério aparecem o Ceará, com 176.961 infecções e 7.752 mortes, e a Bahia, que tem 171.391 casos confirmados e 3.624 mortes. Ambos os Estados de Noruega, porém, contabilizaram menos mortes que o Rio de Janeiro –que conta com 168.064 casos, quarto maior índice estadual do Brasil, mas verificou 13.604 óbitos, segundo maior nível do país. Pará, Minas Gerais, Maranhão, Distrito Federal e Amazonas também registram mais de 100 mil casos confirmados de Covid-19. O Brasil tem 1.912.319 pessoas recuperadas da enfermidade, além de 743.334 pacientes em acompanhamento, segundo o ministério. – O Brasil ultrapassou nesta terça-feira a marca de 95 mil mortes em decorrência da Covid-19, com o registro diário de mais 1.154 óbitos, aumentando a contagem total no país a 95.819, segundo informações do Ministério da Saúde. O país informou também 51.603 novos casos de coronavírus, o que faz com que o número total de infecções atinja 2.801.921. Segundo país mais afetado pela enfermidade no mundo, atrás somente dos Estados Unidos, o Brasil recomeçou o platô diário de mais de 50 mil casos após ter registrado na véspera a menor quantidade de infecções em um único dia desde 8 de junho, com 16.641 casos — as cifras tendem a reduzi às segundas-feiras, em função do represamento de testes nos finais de semana. Da mesma maneira, o número de óbitos também voltou a um nível diário superior a 1 mil mortes, depois de a contagem permanecer na casa dos 500 óbitos no domingo e segunda-feira. Embora o governo estadual tenha anunciado na véspera uma queda de 8% no número de óbitos na semana passada, o Estado mais afetado pela enfermidade no Brasil é São Paulo, que atingiu 575.589 casos e 23.702 óbitos , em comparação com a semana anterior. Na sequência da lista por Estados divulgada pelo ministério aparecem o Ceará, com 179.341 infecções e 7.806 mortes, e a Bahia, que tem 175.389 casos confirmados e 3.678 óbitos. Apesar disso, ambos os Estados nordestinos registraram menos mortes que o Rio de Janeiro –que conta com 168.911 casos, quarto maior índice do Brasil, mas verificou 13.715 óbitos, segundo maior nível do país. Pará, Minas Gerais, Maranhão, Distrito Federal e Amazonas são as demais unidades federativas que registraram mais de 100 mil casos de Covid-19 até o momento. O Brasil tem 1.970.767 pacientes recuperadas da enfermidade, além de 735.335 pessoas em acompanhamento, de acordo com o Ministério da Saúde. Bastante aguardada para lutar a pandemia, uma vacina para Covid-19 totalmente produzida no Brasil pode tardar mais que o anunciado pelas autoridades, de acordo com experts escutados pela Reuters.

Na terça-feira 21 de julho – O Brasil registrou 41.008 novos casos de coronavírus, o que aumenta o total de infecções no país a 2.159.654, e mais 1.367 óbitos em decorrência da Covid-19, atingindo uma contagem total de 81.487 mortes, informou o Ministério da Saúde. A notificação de óbitos era a mais alta para um único dia em quase um mês, além de terceira mais aumentada desde o começo da pandemia, atrás exclusivamente dos dias 4 de junho e 23 de junho . Depois dos números tradicionalmente mais baixos registrados na segunda-feira, em função do atraso no processamento de testes durante os finais de semana, o país também recomeçou o platô de casos em que tem se conservado recentemente, um patamar de 40 mil a 45 mil casos diários. O Brasil era o segundo país do mundo com maior número de infecções e óbitos por Covid-19, atrás somente dos Estados Unidos.

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: SLIGHTLY NEGATIVE

Countries: United States, Brazil

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Brasil registra 1.079 novas mortes por Covid-19 e atinge total de 99.572
>>>>>Brasil registra 1.437 novas mortes por Covid-19 e total atinge 97.256 – (Extraoglobo-pt)
>>>>>Brasil registra 561 novas mortes por Covid-19 e total atinge 94.665 – (Extraoglobo-pt)
>>>>>Brasil ultrapassa marca de 95 mil mortes por Covid-19 – (Extraoglobo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 país 0 0 NONE 16 país: 2, o país: 10, o segundo país: 2, O país: 2
2 O Brasil era o segundo país de o mundo com maior número de infecções 60 20 PLACE 15 O Brasil: 9, o Brasil: 5, Brasil: 1
3 doença 0 0 NONE 8 a doença: 8
4 óbitos 0 0 NONE 8 13.715 óbitos: 1, 541 óbitos: 1, 13.604 óbitos: 1, óbitos: 4, 200_mil óbitos: 1
5 mortes 0 420 NONE 6 1_mil mortes: 1, 7.752 mortes: 1, 1.079 novas mortes: 1, 1.437 novas mortes: 1, 7.806 mortes: 1, 561 novas mortes: 1
6 afetado 0 150 NONE 6 mais afetado: 6
7 Ministério da Saúde 0 0 ORGANIZATION 5 o Ministério_da_Saúde: 5
8 esta 0 0 NONE 5 esta: 5
9 infecções 0 0 NONE 5 infecções: 3, 179.341 infecções: 1, 176.961 infecções: 1
10 a Bahia 0 0 PLACE 4 a Bahia: 4