Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Luciana Mello Teatro Porto Seguro (31146579777)

O embargo de Chinade China às importações de carne brasileira, que já dura 45 dias, rdiminuiuo pcustodo boi vivo e o alívio poderá chegar ao consumidor final, preveem analistas. O custo da arroba do boi gordo atingiu R$ 264,30 nesta terça-feira, menor platô do ano, segundo dados do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada, da Esalq/USP.

A queda já aparece nos índices de inflação no atacado. O Índice Geral de Preços da Fundação Getulio Vargas mostra queda de 4,11% no custo no boi vivo na primeira prévia de outubro, com dados coletados até último dia 10.

O recuo na carne bovina influi outras proteínas no atacado. Segundo dados do Cepea/USP, o quilo do frango congelado caiu 3% em 30 dias em São Paulo. A retração da carne porca foi de 3,6% na última semana.

Faz 1 ano, entretanto Pequim parou de adquiri carne de muitos frigoríficos brasileiros devido a temores de que a Covid-19 poderia ser » importado » para o país tendo em vista episódios de surtos de o vírus em os estabelecimentos.

Analistas alegam que se o embargo for conservado por mais tempo, essas quedas devem chegar ao consumidor final. A previsão inicial do governo de Brasil e dos produtores de carne era de uma suspensão das exportações por 15 dias, mas a China está tardando a rever sua resolução.

O embargo aconteceu após o governo de Brasil informar dois casos atípicos do mal da vaca louca, enfermidade que atinge os bovinos. É praxe essa espécie de notificação e, como se tratavam de casos atípicos , a previsão era de que a suspensão das compras de China, o que também é rotina nesta espécie de situação, tardasse pouco tempo.

Por outro lado, a expectativa, no entanto, era que essa interrupção fosse revertida assim que Pequim avaliasse a situação e confirmasse que não havia transmissão. Mas a situação já se arrasta por quase seis semanas, deixando autoridades de Brasil e grandes frigoríficos inquietados.

— Por enquanto, o embargo ampliaria a oferta doméstica e favoreceria a queda de custos aqui no Brasil. Acho que chega sim ao consumidor, mas é mais lento. Se ao produtor a gente já vê bovino vivo com queda de 4%, é um sinal que esse conseqüência vai andar ao longo da cadeia produtiva, e isso chegará sim ao consumidor. Vai demorar um pouco mas chega — explica o economista André Braz, da Fundação Getulio Vargas .

O custo no varejo ainda não caiu, mas as altas estão perdendo alento. Segundo os dados da FGV, as carnes bovinas subiram 0,25% no IPC-10, que mede os custos ao consumidor até o dia 10 de outubro. No levantamento anterior, de setembro, a alta fora de 0,36%.

Mas, o consumidor ainda sentirá a carne cara, mesmo que a queda do custo nas fazendas chegue até as gôndolas dos supermercados. Os custos acumulam alta de nada menos do que 24% nos últimos 12 meses.

Thiago Bernardino de Carvalho recorda que, além do ampliação de preços para os produtores com a armazenagem da carne que seria exportada para a China, o embargo acontece em um momento em que o próprio mercado interno está enfraquecido devido aos custos altos: Thiago Bernardino de Carvalho é pesquisador de pecuária do Cepea.

— Um mercado doméstico todo combalido, enfraquecido, por causa do desemprego, de renda e olhando uma carne de frango bastante barata. Do outro lado, pensando na produção, temos o gado de confinamento saindo com um preço bastante alto.

Segundo Fernando Iglesias, consultor do setor Carnes da Safras&Mercado, quanto mais tempo passa, pior se torna o cenário. Os frigoríficos estão com suas câmaras frias lotadas e conservar este estoque parado encarna um preço aumentado.

Luciana Mello Rodrigues de Oliveira é uma cantora e compositora brasileira.

*Estagiário, sob supervisão de Luciana Rodrigues

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: SLIGHTLY NEGATIVE

Countries: Brazil, China

Cities: Sao Paulo

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Custos de carnes, frango e porcos já recuam no atacado com embargo chino às exportações bde Brasil conseqüência tem que chegar ao consumidor
>>>>>Autoridades brasileiras temem longa interrupção de importações de carne bovina pela China, segundo jornal britânico – October 18, 2021 (Extraoglobo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 consumidor 0 0 NONE 6 o consumidor: 4, o consumidor final: 2
2 Pequim 0 0 PERSON 4 (tacit) ele/ela (referent: Pequim): 2, Pequim: 2
3 custo 0 0 NONE 4 um custo: 1, o preço: 1, um custo elevado: 1, O preço: 1
4 embargo 0 0 NONE 4 o embargo: 3, O embargo: 1
5 eu 0 0 NONE 4 (tacit) eu: 4
6 carne 0 0 NONE 3 a carne: 1, a carne cara: 1, a carne bovina: 1
7 nós 0 0 NONE 3 (tacit) nós: 3
8 preços 0 0 NONE 3 os preços: 1, Os preços: 1, os preços altos: 1
9 queda 0 0 NONE 3 A queda: 1, queda de %4: 1, queda de %4,11: 1
10 tempo 0 0 NONE 3 pouco tempo: 1, mais tempo: 2