Por: SentiLecto

A Opep e seus aliados estão acompanhando esforços para retomada da produção de petróleo na Líbia bastante de perto, declararam fontes do grupo nesta segunda-feira, vai haver um recomeço sustentável antes de qualquer reação, embora os produtores ainda tenham que esperar para ver se.

Faz 2 meses, o grupo pediu para que Iraque e outros produzam abaixo de suas cotas para compensar o excesso de oferta em maio e julho.O painel da Opep+ não recomendou mudanças ao convênio atual de cortes de produção, mas pressionou países como Iraque, Nigéria e Emirados Árabes Unidos para que cortem mais barris para compensar sua produção complementar entre maio e julho. Em 3 meses, se o vai prorrogar para essas compensações de setembro para até o final de dezembro, segundo três fontes de a Opep+.

A Líbia, que faz parte da Opep, está isenta de cortes de produção sob um acordo da Organização dos Países Exportadores de Petróleo e aliados para limitar a oferta. Uma regresso da produção de Líbano poderia forçar outros países a cortes complementares para apoiar os custos.

Os custos do petróleo Brent, referência internacional, operavam perto de 42 dólares por barril nesta segunda-feira, recuando em meio à expectativa de possível rregressodlibanesaao mercado. Faz 8 meses, a produção de o país estava praticamente, e o regresso ocorreria em momento em que a alta no número de casos de coronavírus gera preocupações com a procura.

Três fontes da Opep declararam que vai ser preciso algum tempo para avaliar a situação.

Uma fonte da Opep, que falou sob anonimato declarou: «Neste estágio, precisamos assistir por algum fase». «Mas o mercado está reagindo bastante rápido com um sentimento baixista.»

Enquanto uma outra fonte próxima à Opep ddeclarouque a produção da Líbia é menos pangustiante uma segunda fonte ddeclarouque a organização está acompanhando mbastanteatentamente a produção da Líbia do que um possível novo enfraquecimento da dprocuradevido a novas medidas de rlimitaçãocontra o coronavírus.

O painel ministerial também declarou que está inquietado com a ampliação no excesso de produção acumulado, que atingiu 2,38 milhões de bpd entre maio e agosto, segundo o relatório.O painel de grandes produtores que inclui a Arábia Saudita e a Rússia não recomendou nenhuma mudança em sua atual meta de produção de 7,7 milhões de barris por dia , equivalente a 8% da procura mundial.

REUTERS LC RS

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: SLIGHTLY POSITIVE

Countries: Libya

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Opep monitora de perto recomeçada de produção de petróleo na Líbia, declaram fontes
>>>>>Opep+ pode ter reunião extra em outubro se mercado piorar, diz fonte – September 17, 2020 (Extraoglobo-pt)
>>>>>Painel da Opep+ se reúne em meio a queda do petróleo e preocupações com vírus – September 17, 2020 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>Exportação de petróleo saudita sobe em julho após mínimas históricas – September 17, 2020 (Extraoglobo-pt)
>>>>>Petróleo sobe 2% e reverte perdas após recados de reunião da Opep+ – (Extraoglobo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 Opep 0 24 ORGANIZATION 4 (tacit) ele/ela (referent: A Opep): 3, a Opep: 1
2 A Líbia 160 0 PLACE 3 A Líbia: 2, a Líbia: 1
3 países 0 18 NONE 2 outros países: 1, países: 1
4 o painel de grandes produtores 100 0 NONE 2 O painel de grandes produtores: 2
5 A Opep e seus aliados 0 0 ORGANIZATION 2 A Opep e seus aliados: 1, (tacit) eles/elas (referent: A Opep e seus aliados): 1
6 Iraque 0 0 PLACE 2 (tacit) ele (referent: Iraque): 1, Iraque: 1
7 demanda 0 0 NONE 2 a demanda global: 1, a demanda: 1
8 esta 0 0 NONE 2 esta: 2
9 mercado 0 0 NONE 2 o mercado: 2
10 produção 0 0 NONE 2 sua produção adicional: 1, produção: 1