Por: SentiLecto

PAULO/RIO DE JANEIRO – O volume de serviços do Brasil exibiu em fevereiro a queda mais acentuada em mais de um ano e meio depois de mostrar recuperação no começo do ano, aumentando as preocupações para o setor em meio ao surto de coronavírus. Faz 3 meses, o setor de serviços exibiu queda de %1,0 em o volume em a comparação com o mês anterior após alta revisada para baixo de %0,4 em janeiro, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística em esta quarta-feira. Esse foi o resultado mais fraco desde julho de 2018 , e contrariou a expectativa em pesquisa da Reuters de leve ampliação de 0,1%. Também é a maior queda para meses de fevereiro desde 2016. Na comparação com o mesmo fase do ano anterior, houve ganho de 0,7%, bem abaixo da expectativa de alta de 2,1%. O administrador da pesquisa, Rodrigo Lobo declarou: «A queda na margem, depois de três quedas e somente uma alta, propõe que o setor de serviços perde o movimento de reação que ensaiava no fim de 2019». A epidemia de coronavírus fechou muitas companhias e deixou trabalhadores em isolamento em casa, o que provoca fortes incertezas sobre a economia e o mercado de trabalho e mina qualquer possibilidade de recuperação do setor de serviços. Os conseqüência mais concretos dessas medidas têm que aparecer nos resultados de março sobre as atividades econômicas do país. «Ainda é cedo para cravar que já há conseqüência da pandemia no setor de serviços, os efeitos mais claros serão sentidos em março», completou Lobo. “Teremos em março perdas importantes em transportes de carga e coletivo e aeroportos, hotéis, bares e restaurantes, gestão de shoppings», completou. «O que a gente imagina agora é uma queda significativa em março e uma permanência da queda em abril e maio, a depender da quarentena e como sobreviverão as companhias pós-Covid-19.» Faz 2 meses, entre as cinco atividades pesquisadas três tiveram queda em o mês. Enquanto os de informação e comunicação caíram 0,5%, serviços profissionais, administrativos e adicionais registraram perdas de 0,9%. Serviços prestados registraram o outro resultado negativo em as famílias , de %0,1.As atividades turísticas também tiveram retração, de 0,3%, no segundo mês seguido de taxa negativa. Já as atividades de transportes, serviços auxiliares aos transportes e correio ampliaram 0,4%, e serviços subiram 0,2%. O setor de serviços tem forte peso sobre o Produto Interno Bruto, cuja expectativa para este ano na pesquisa Focus realizada pelo Banco Central já é de uma contração de 1,18% em meio às consequências da pandemia de coronavírus.

– Faz 2 meses, as vendas em o varejo de Brasil progrediram %1,2 em a comparação com o mês anterior e subiram 4,7% sobre um ano antes, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística nesta terça-feira. A expectativa em pesquisa da Reuters era de queda de 0,3% na comparação mensal e alta de 2,10% sobre um ano antes. – Faz 1 mês, a atividade de o setor de serviços brasileirabrasileira despencou, padecendo o maior tombo desde o começo de a pesquisa 13 anos atrás, em um retrocesso atribuído quase que exclusivamente a o encerramento de companhias e em a diminuição de a procura de o consumidor devido em as medidas adotadas para contenção de o coronavírus, mostrou a pesquisa Índice de Gerentes de Compras em esta sexta-feira. IHS Markit informou que o PMI de serviços do país desabou a 34,5 em março, de 50,4 no mês anterior, assinalando a maior contração do setor nos 13 anos de história da pesquisa. Faz 13 anos, houve cancelamento de encomendas e encerramentos de companhias, combinação que redundou em o maior declínio de novos trabalhos desde o começo de a pesquisa, em março de 2007, em março. As vendas para exportação também contraíram a um ritmo rápido que superou a queda no volume total de novos negócios, em meio ainda ao encerramento de fronteiras internacionais em resposta à pandemia. M nota o diretor de economia do IHS Markit, Tim Moore isse: «Os dados de março ilustram que o encerramento de companhias, cancelamento de encomendas e recuo da procura do consumidor em meio à emergência de saúde pública do Covid-19 se traduziram em uma rápida queda na produção do setor de serviços»,.Com esse cenário, os provedores de serviços registraram queda no número de empregos e no ritmo mais forte desde outubro de 2016, diante da necessidade de diminuir os gastos operacionais. Faz 5 meses, embora a taxa de inflação de insumos tenha, o setor enfrentou ainda forte ampliação em os preços sido a mais fraca desde novembro. Se consideraram o dólar forte e a ampliação em os custos de itens importados os principais culpados. Embora algumas companhias tenham, assim os custos cobrados tiveram a maior ampliação em três meses, com os entrevistados mencionando a necessidade de repasse dos preços proposto que se ofereceram descontos para auxiliar a mitigar a queda de a procura. O futuro é incerto, com a as expectativas mais fracas desde que a pesquisa iniciou em 2007, diante de preocupações de que a economia doméstica vai levar um longo tempo para se recuperar do choque provocado pelo coronavírus. A contração lembre no PMI de serviços levou o PMI Composto do Brasil a despencar para 37,6 em março, de 50,9 em fevereiro, também o menor nível em 13 anos. A indústria também contraiu no mês, mas a um ritmo mais modesto.Faz 1 mês, a atividade de o setor de serviços de os Estados Unidos retardou para uma mínima de mais de 3 anos e meio, com indústrias relatando moderação em novos pedidos e declínio em o emprego em meio em a pandemia de o coronavírus que levou o país a parar de repente.Na terça-feira 31 de março – A taxa de desemprego no Brasil ficou em 11,6% nos três meses até fevereiro, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística nesta terça-feira. A mediana das previsões em pesquisa da Reuters era de que a taxa ficaria em 11,6% no fase.

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: NEUTRAL

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Setor de serviços do Brasil tem em fevereiro maior queda desde 2018
>>>>>Vendas no varejo do Brasil sobem 1,2% em fevereiro, diz IBGE – (Extraoglobo-pt)
>>>>>Setor de serviços do Brasil sofre tombo recorde em março por coronavírus, mostra PMI – (Extraoglobo-pt)
>>>>>Atividade do setor de serviços dos EUA diminui e emprego cai, mostra ISM – April 03, 2020 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>Setor privado dos EUA registra primeiro fechamento de vagas desde 2007 – April 01, 2020 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>>>>>Casos confirmados de coronavírus nos EUA chegam a 100 mil, segundo contagem Reuters – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>Companhias aéreas pedem que EUA liberem ajuda financeira rapidamente – March 30, 2020 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>>>>>>>>>Senado dos EUA aprova projeto de US$2 tri para combater crise do coronavírus – March 26, 2020 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>Pacote de US$ 2 tri de auxílio a coronavírus empaca no Senado dos EUA – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>Congresso e negoc
iadores dos EUA chegam a acordo para pacote de ajuda por coronavírus de US$2 tri
– March 25, 2020 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>Mnuchin espera que acordo sobre pacote de US$2 tri contra coronavírus no Senado dos EUA esteja ‘muito próximo’ – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>Encomendas de bens duráveis nos EUA sobem inesperadamente em fevereiro – March 25, 2020 (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>>>>>Pedidos semanais de auxílio-desemprego nos EUA disparam para recorde de 3,28 milhões – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>>>>>EUA têm montanha de pedidos de auxílio-desemprego pendentes – (Extraoglobo-pt)
>>>>>>>>>CORREÇÃO-Setor privado dos EUA registra primeiro fechamento de vagas desde 2017 – April 01, 2020 (EntretenimientoBit)
>>>>>>>>>Atividade industrial dos EUA em março foi mais fraca desde 2009, mostra PMI – (Extraoglobo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 queda 140 0 NONE 8 uma queda expressiva: 1, uma rápida queda: 1, queda: 2, queda de %1,0: 1, A queda: 1, a maior queda: 1, a queda: 1
2 serviços 120 0 NONE 5 serviços: 2, Serviços profissionais administrativos e complementares: 1, serviços auxiliares: 1, serviços prestados: 1
3 meio 0 0 NONE 5 meio: 5
4 ritmo 390 0 NONE 4 um ritmo: 1, o ritmo: 1, um ritmo rápido: 2
5 o setor de serviços 80 0 NONE 4 O setor de serviços: 2, o setor de serviços: 2
6 esta 0 0 NONE 4 esta: 4
7 aumento 80 0 NONE 3 o maior aumento: 1, aumento de %0,1: 1, forte aumento: 1
8 comparação 0 0 NONE 3 a comparação: 3
9 empresas 0 0 NONE 3 algumas empresas: 1, muitas empresas: 1, as empresas: 1
10 eu 0 0 NONE 3 (tacit) eu: 3