Por: SentiLecto

A Abras em nota, alegando que o movimento maior se vai refletir nos resultados do setor no mês, nesta segunda-feira, adicionando que o fluxo de clientes nas lojas tem se normalizado. alegou: – O movimento dos supermercados do Brasil ficou acima da média no período de 14 a 21 de março, alegou a Associação Brasileira de Supermercados, que «O mês de março foi atípico para o setor supermercadista brasileiro, marcou o começo da guerrazinha a propagação do coronavírus no país». «O crescimento no número de casos da enfermidade e o isolamento social orientado pelo Ministério da Saúde e seguido por governadores de diversos Estados impulsionou a população nas compras de fornecimento.» Faz 3 meses, enquanto o resultado ano a ano, já deflacionado por o IPCA mostrou salto de %15,88, as vendas de os supermercados tiveram crescimento real de %4,61 em relação a janeiro, de acordo com a Abras, em fevereiro. No acumulado do primeiro bimestre, o setor registrou alta de 10,35% nas vendas. De acordo com o presidente da Abras, João Sanzovo Neto, o segmento de autosserviço iniciou 2020 com um dos maiores resultados dos últimos 9 anos, 5,11% de crescimento, e Faz 2 meses, continuou bem positivo, registrando %4,61 de expansão, em fevereiro. Faz 2 meses, a Abras alegou : » Desde 2012 que não registrávamos um número tão bom para o mês «.

– Faz 1 mês, a indústria de veículos brasileira padeceu uma queda de %21 em a produção em a comparação com um ano antes, impactada por a paralisação de o parque fabril nacional decretada por a epidemia de coronavírus. Faz 2 meses, segundo dados de a associação de montadoras Anfavea, a produção também foi %7 menor que adicionando 190 mil veículos em o mês passado. A performance no trimestre marcou um recuo de 16% no volume produzido no trimestre, a cerca de 586 mil unidades, menor volume montado para o fase desde pelo menos 2017. A Anfavea, que divulgou em janeiro que esperava crescimento de 7,3% na produção de Brasil de veículos este ano, optou por não rever a estimativa agora. «Estamos no meio da crise. É uma crise bastante profunda, que afeta o consumidor final, produção, investimentos, mercado financeiro, e a gente não tem condições de tentar fazer com segurança fazer uma estimativa para o que vai ocorrer em 2020», declarou Luiz Carlos Moraes em mensagem gravada. Luiz Carlos Moraes é o presidente da Anfavea. «Temos a noção que o segundo trimestre de 2020 será bastante ruim como um todo para a economia, teremos uma queda substancial. Esperamos que o terceiro trimestre comecemos a ver a retomada que poderia se consolidar no quarto trimestre», adicionou. Segundo o executivo, as vendas de veículos novos por dia útil no país vinham exibindo alta de 9% no acumulado entre o começo de janeiro e 18 de março. Mas considerando todo o primeiro trimestre, a variação fica negativa em 8,1%. No final de março, a indústria automotiva de Brasil tinha 63 fábricas paradas, em 10 Estados do país. As vendas de veículos novos em março caíram quase 22% na comparação anual e recuaram 18,6% ante fevereiro, para 163,6 mil unidades. No trimestre, os licenciamentos adicionaram 558,1 mil veículos, queda de 8,1%. O setor alega que concluiu março com 125.675 postos de trabalho preenchidos, uma queda de 3,3% no comparativo anual. O estoque na cadeia era de 266,6 mil veículos ante 256,9 mil em fevereiro.

No domingo 22 de março – O número de mortos por coronavírus no Brasil subiu para 25 neste domingo, ante 18 até a véspera, uma ampliação de 39% em um dia, informou o Ministério da Saúde. De acordo com o ministério, os casos de Covid-19 no país chegaram a 1.546, em comparação com 1.128 até sábado, uma alta de 37%. Todos os Estados do país têm pelo menos um caso confirmado da enfermidade, que teve transmissão comunitária dita npassada. O Estado de São Paulo permanecia como o mais afetado pelo novo coronavírus no Brasil, com 631 casos confirmados e 22 mortos, de acordo com os dados do ministério. Faz 3 meses, se registraram mortes as outras três em o Rio, que era a segunda unidade de federação com o maior número de casos, com 186. Os dois Estados levavam a Região Sudeste a registrar a maioria dos casos no Brasil, com 926, o equivalente a 59,9% do total no país. A Região Nordeste tem 231 casos , o Sul tem 179 , o Centro-Oeste registrava 161 e o Norte exibia 49 casos confirmados . Repassaram-se os dados de acordo com o Ministério da Saúde, por as secretarias estaduais de Saúde até as 16h de este domingo. Uma nova atualização nacional seria divulgada na segunda-feira.

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: NEUTRAL

Countries: Brazil

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Supermercados têm movimento acima da média no final de março, declara Abras
>>>>>Produção de veículos do Brasil cai 21% em março, diz Anfavea – (Extraoglobo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 nós 0 0 NONE 6 (tacit) nós: 6
2 Abras 0 75 ORGANIZATION 4 a Abras: 3, (tacit) ele/ela (referent: a Abras): 1
3 crescimento 80 0 NONE 4 crescimento real de %4,61: 1, crescimento de %7,3: 1, O crescimento: 1, crescimento: 1
4 casos 0 0 NONE 4 49 casos confirmados: 1, 631 casos confirmados: 1, 231 casos: 1, os casos de Covid-19: 1
5 queda 0 0 NONE 4 uma queda de %21: 1, uma queda substancial: 1, uma queda de %3,3: 1, queda de %8,1: 1
6 produção 0 20 NONE 3 a produção: 2, produção: 1
7 crise 40 0 NONE 3 crise: 1, uma crise muito profunda: 2
8 Anfavea 0 0 ORGANIZATION 3 A Anfavea: 3
9 Estados 0 0 ORGANIZATION 3 Os dois Estados: 1, 10 Estados de o país: 1, Todos os Estados de o país: 1
10 Ministério da Saúde 0 0 ORGANIZATION 3 o Ministério_da_Saúde: 3