Por: SentiLecto

Em uma conversa sobre sua carreira no cinema, Claudia Raia mencionou algumas histórias de bastidores de seu filme mais controverso. Em «Matou a família e foi ao cinema», arremessado em 1991, o diretor Neville D’Almeida, que já tinha conduzido Sonia Braga em «A Dama do Lotação», entre outros trabalhos, colocou a atriz numa cena com um cavalo e a faz entrar numa banheira com uma galinha viva. O longa tem como protagonista Alexandre Frota, marido de Claudia na época das filmagens.

Claudia Raia desejava que uma mulher escrevesse suas memórias, desde que surgiu a ideia da biografia. A primeira convidada foi Fernanda Torres, grande amiga da atriz. «Para ela seria imposível escrever nesse momento. Depois convidei a Fernanda Young, que faleceu uma semana antes do nosso encontro. Chegamos então ao nome da Rosana. Ela é tão parecida comigo que você jura que sou eu escrevendo. Foram dois meses e meio de longas conversas, todos os dias. Concluímo o livro com uma história de encorajamento. Espero que as pessoas gostem».Claudia Raia arremessa em outubro sua primeira biografia, escrita por Rosana Hermann. O livro, ainda sem título definido , inicia com seu casamento com Alexandre Frota, na Igreja da Candelária, no Centro do Rio, que parou a cidade naquela noite do dia 15 de dezembro de 1986. Laudia, antecipando a novidade uma live com o Canal Brasil: «Resisti bastante, achava que ainda era cedo para contar minha história. isse: «Uma atração à parte»,.Vivi tantas coisas que não parece que foram só 53, mas 80 anos de vida. Declaro que é a biografia vai ser sobre meu primeiro ato. Quando chegar aos 80, sobre o segundo eu escrevo «.

«Tinha uma cena minha nua, só com um corpete, que gravamos numa madrugada fria em Teresópolis. Minha personagem tinha quase uma transa com um cavalo, que na verdade era um sonho dela. Em um certo momento, o cavalo deu uma pirada e precisou ser retirado de cena para dar uma espairecida. Ainda bem que eu tinha a Louise Cardoso como meu par romântico para dar um suporte. O resultado é interessante, as pessoas adoram, mas confesso que é difícil de assistir. Foi difícil de fazer também, é bastante forte», declarou Claudia Raia, que não se arrepende de nenhum trabalho no cinema, só de não ter feito mais filmes, numa live do Canal Brasil com a apresentadora Simone Zuccolotto. «Os diretores tinham que achar que eu não tinha tempo ou o meu cachê era alto», acredita. O coinvite de Neville D’Almeida pegou a atriz de surpresa na época: «Ele me ligou um dia à noite e fiquei muda. Declarou que tinha um roteiro para me exibi e marcamos um jantar. Eu devia ir sozinha, e depois ele conversaria com o Alexandre. Nós éramos casados na época, mas ele desejava fazer os convites separados. Quando li o roteiro, fiquei aflita, mas aceitei».

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: SLIGHTLY POSITIVE

Countries: Brazil

Cities: Teresopolis

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Claudia Raia fala de filme com galinha viva em banheira e cena nua com cavalo : ‘Difícil de assistir’
>>>>>Casamento com Alexandre Frota abre biografia de Claudia Raia que será lançada em outubro: ‘Atração à parte’ – July 15, 2020 (Extraoglobo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 eu 90 60 NONE 21 (tacit) eu: 15, eu: 3, Eu: 1, me: 2
2 Claudia Raia 0 20 PERSON 7 Claudia: 1, (tacit) ele/ela (referent: Claudia_Raia): 1, Claudia_Raia: 5
3 nós 40 60 NONE 5 Nós: 1, (tacit) nós: 4
4 cavalo 0 0 NONE 3 o cavalo: 1, um cavalo: 2
5 cinema 0 0 NONE 3 o cinema: 3
6 Fernanda Young 0 140 ORGANIZATION 2 a Fernanda_Young: 2
7 pessoas 8 0 NONE 2 as pessoas: 2
8 Alexandre Frota 0 0 PERSON 2 Alexandre_Frota: 1, protagonista Alexandre_Frota: 1
9 Fernanda Torres 0 0 PERSON 2 Fernanda_Torres: 1, ela (referent: Fernanda_Torres): 1
10 Neville D’Almeida 0 0 PERSON 2 o diretor Neville_D’Almeida: 2