Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Pedro Pablo Pichardo (17249818433)

Jordan Diaz, de 20 anos, é expert no triplo salto.Se o excluiu de o séquito de 69 mentos que vai a os Jogos Olímpicos Tóquio2020, o desportista de Cuba Jordan Diaz, que «abandonou a equipa na Europa» anunciou este sábado um dirigente do Instituto Cubano do Desporto .Jordan Diaz, de 20 anos, expert no triplo salto, era assinalado como um dos principais candidatos a uma medalha de Cuba nos Jogos Olímpicos Tóquio2020, protelados para este ano devido à pandemia de covid-19, e a decorrer de 23 de julho a 8 de agosto.De acordo com declarações do diretor do Inder José Antonio Miranda ao sítio do organismo, Jordan Diaz «abandonou a seleção de Cuba à margem de uma competição na Europa». Jordan Diaz, que , que tem como lembre pessoal 17,49 metros, tem estado sem competir há vários meses devido a lesões e ao facto de ter contraído covid-19, detém a sexta melhor marca do ano no triplo salto, com 17,34 metros, a 35 centímetros do registo do luso-cubano Pedro Pichardo , que lidera e é um dos favoritos às medalhas em Tóquio2020. Segundo a comunicação social espanhola, Jordan Diaz está em Espanha e não competiu no meeting de Castellón , apesar de se encontrar inscrito para a prova do triplo salto.De acordo com o Inder, Jordan Diaz e o ginasta Manrique Larduet, de 24 anos, também potencial candidato às medalhas, são os «únicos qualificados que não constam da lista olímpica dcubana, formada por 69 elementos em 15 modalidades.

«Quando comecei a jogar, ir a uma grande competição já era um feito bastante grande, quanto mais aos Jogos Olímpicos… Colocou-se esse sonho jamais sequer «, assume o guarda-redes de a Seleção.Portugal estreia-se no andebol dos Jogos Olímpicos em Tóquio’2020 e Humberto Gomes, veterano guarda-redes da seleção nacional, considerou que chegar a uma medalha «é perfeitamente possível».Aos 44 anos, o guardião do Póvoa AC já assistiu pela TV a muitos Jogos Olímpicos e lembra bem as medalhas de Carlos Lopes , Rosa Mota ou o êxito mais recente da canoagem . Mas jamais pensou que seria possível o andebol nacional ter a suposição de ser medalhado ou, sequer, de estar num torneio olímpico.»Quando comecei a jogar, ir a uma grande competição já era um feito bastante grande, quanto mais aos Jogos Olímpicos… Colocou-se esse sonho jamais sequer «, assume o guarda-redes.Mas, hoje, com a «característica tão grande, tão grande» da equipa nacional, Humberto Gomes acredita que Portugal pode até imitar os seus ídolos olímpicos.»Uma coisa que o professor Paulo [Jorge Pereira, selecionador nacional] nos infundiu foi entrarmos em campo sempre com muito respeito pelo oponente, mas conscientes de que podemos ganhar a qualquer equipa. É com essa almazinha que vamos para os Jogos Olímpicos: vamos desejar ganhar todos os jogos. Certamente, não é possível ganhar todos, mas uma medalha é perfeitamente possível. É mais um sonho que desejamo concretizar», indicou.Se tal ocorrer, os andebolistas nacionais entram num lote bastante restrito em Portugal.»Vários desportistas conseguiram medalhas [em Jogos Olímpicos] com muito mérito. E isso é surreal, num país tão pequeno e com recursos inferiores aos de outros países. Isso diz muito dos desportistas que temos e do trabalho que cada um de nós faz», observou.Humberto Gomes é um dos três guarda-redes presentes no primeiro estágio de preparação de Portugal, na Nazaré. No final, somente dois integrarão o lote de 15 que Paulo Jorge Pereira selecionará, entre 20 desportistas.»Há quem vá ficar – é claro – bastante triste e espero não ser um deles. Até porque a idade também pesa e para mim pode ser mesmo a última chance», recorda, prometendo «fazer tudo por tudo para ser um dos selecionados».O central Rui Silva admite que o começo do estágio, com muita carga física, está «a doer um bocadinho», depois de «uns bons dias de férias». Mas, destaca, «é bom sinal».»É sinal de que vamos encarnar Portugal nos Jogos Olímpicos. Só quando pousarmos os pés lá [em Tóquio] é que sentiremos completamente o concretizar de um sonho que há uns anos pensávamos que era, não declaro inimaginável, mas bastante difícil de ocorrer», notou.Conquistado o direito a estar no torneio olímpico, a seleção ambiciona a mais do que somente… estar: «Saber que conquistámos este objetivo é sinal de que tudo o que fizemos foi bem feito e desejamo mais do que isso», prometeu, reconhecendo que Portugal parte «sem assumir grandes favoritismos», porque em Tóquio vão estar «os melhores do mundo».Se pudesse selecionar, ansioso por chegar aos Jogos, Rui Silva admitiu que «certamente não selecionaria estes», devido às lrestriçõesimpostas pela pandemia de covid-19.»Mas pelo facto de termos uma presença inédita nuns Jogos Olímpicos essa questão acaba por estar um pouco de parte. Vamos mesmo assim vivenciar – e adorar – toda a experiência que é estar nuns Jogos», garantiu.

Pedro Pablo Pichardo é um desportista de Portugal, de origem cubana, expert em triplo salto.

Fonte: ojogo-pt

Sentiment score: POSITIVE

Countries: Cuba

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>»Abandonou a seleção de Cuba» e é carta fora do baralho para os Jogos
>>>>>Humberto Gomes: «Jogos Olímpicos? Uma medalha é perfeitamente possível» – (ojogo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 nós 266 0 NONE 13 (tacit) nós: 13
2 eu 4 50 NONE 9 (tacit) eu: 8, mim: 1
3 Jordan Diaz 470 0 PERSON 9 Jordan_Diaz: 2, (tacit) ele (referent: O atleta cubano Jordan_Diaz que): 1, Jordan_Diaz de 20 anos especialista em o triplo salto era apontado como um de os principais candidatos a uma medalha cubana em os Jogos_Olímpicos Tóquio2020 adiados para este ano devido em a pandemia de covid-19: 1, O atleta cubano Jordan_Diaz que: 1, Jordan_Diaz de 20 anos: 1, Jordan_Diaz que e um de os favoritos em as medalhas em Tóquio2020: 2, (tacit) ele/ela (referent: O atleta cubano Jordan_Diaz que): 1
4 Jogos Olímpicos 50 0 ORGANIZATION 7 Jogos_Olímpicos: 1, (tacit) ele/ela (referent: Jogos_Olímpicos): 1, os Jogos_Olímpicos: 5
5 Portugal 180 0 PLACE 6 (tacit) ele/ela (referent: Portugal): 1, Portugal: 5
6 sonho 300 0 NONE 5 esse sonho: 2, um sonho: 3
7 Humberto Gomes 180 0 PERSON 5 (tacit) ele/ela (referent: Humberto_Gomes): 2, Humberto_Gomes: 3
8 sinal 80 0 NONE 5 sinal: 4, bom sinal: 1
9 Rui Silva 80 72 PERSON 4 central Rui_Silva: 1, (tacit) ele/ela (referent: Rui_Silva): 2, Rui_Silva: 1
10 Paulo Jorge Pereira 0 0 PERSON 4 o professor Paulo: 1, (tacit) ele/ela (referent: o professor Paulo): 2, Paulo_Jorge_Pereira: 1