Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Abel Ferreira

Pouco mais de um mês após conquistar a Taça Libertadores, Abel Ferreira volta a conquistar mais um título no Palmeiras: agora a Taça do Brasil. Volta a brilhar, mais uma vez maneira intensa, a estrela de Abel Ferreira, que chegou o Palmeiras nos oitavos de final do torneio, no Palmeiras. Em somente cinco meses de trabalho e exatamente 36 dias depois de conquistar o título da Taça Libertadores, o treinador de Portugal de 42 anos voltou a vencer mais uma competição. O Verdão venceu o Grémio pela segunda vez – havia ganho a primeira mão por 0-1 – e conquistou da Taça do Brasil 2020. É a quarta vez que o clube vence esta prova.Os golos do triunfo palmeirense, este domingo, no estádio Allianz Parque, em São Paulo, foram marcados por Wesley e Gabriel Menino . O Verdão dominou o jogo e foi superior ao oponente. Suprimiu o Red Bull Bragantino, o Ceará e o América-MG até chegar à final e vencer o Grémio nas duas mãos. Com Abel, a equipa venceu cinco jogos e empatou dois, uma trajetória invicta até o título.A competição era a última em aberto no calendário 2020 do futebol de Brasil. Faz 2 anos, tal qual Jorge Jesus em o Flamengo Abel Ferreira fechou sua primeira época em o Brasil com dois títulos : um continental e um nacional. Antes de chegar ao Palmeiras, o treinador não tinha títulos como técnico profissional.

Vindo de um triunfo em Porto Alegre, o capitão do Palmeiras não deseja facilitismos no duelo de resolução da Taça do Brasil.Proprietário da braçadeira de capitão do Palmeiras, Felipe Melo deseja levantar no domingo a Taça do Brasil e nem deseja escutar falar em facilitismos após o triunfo na casa do Grémio , na primeira mão da final.»Todos nós estamos a meio do percurso de construir uma história linda neste clube. Falta metade da escada. Estamos focados em trabalhar bem para que a Taça fique em nossa casa», garantiu o médio, em declarações ao canal do clube.Felipe Melo também advertiu a equipa orientada por Abel Ferreira para não repetir erros – como a derrota caseira na segunda mão das «meias» da Libertadores com o River Plate – sob pena de uma enorme desilusão.»Sabemos que será um desafio bastante difícil e não podemos facilitar nesta segunda mão. Temos e entrar em campo e não repetir os erros do passado», vincou o médio do Verdão.Palmeiras, do técnico Abel Ferreira, vai ter força máxima para a final da Taça do Brasil, este domingo, com o Grémio, do avançado Pepê.Chega ao fim este domingo a época 2020 para as equipas de Brasil. O último jogo do ano que tanto se estendeu, por conta da pandemia provocada pela covid-19, vai ser o encontro final entre Palmeiras-Grémio, na segunda mão da resolução da Taça do Brasil.Na primeira mão, triunfo da equipa do técnico Abel Ferreira , o que dá ao Verdão o benefício de poder conquistar o título com um empate. O jogo está marcado para às 21h00, no Allianz Parque, em São Paulo.Além da benefício e de poder jogar em casa o duelo decisivo, Abel Ferreira ainda vai ter o retorno do médio Patrick de Paula, recuperado da covid-19 e de volta após satisfazer 10 dias de isolamento. Contudo, o desportista de 21 anos deverá iniciar no banco de suplentes.Sem novos casos de covid-19 e com o grupo completo à disposição, o onze inicial de Abel dterá que ser Weverton; Marcos Rocha, Gustavo Gómez, Alan Empereur e Matías Viña; Felipe Melo, Zé Rafael e Raphael Veiga; Wesley, Rony e Luiz Adriano.O Grémio, por sua vez, concluiu na manhã deste sábado os preparativos para a final em São Paulo. O técnico Renato Portaluppi treinou penáltis e limou ajustes finais. Deixou em aberto mudanças no onze inicial. O lateral-direito Victor Ferraz pode perder a posição para o jovem Vanderson. Contratado recentemente pelo FC Porto – ruma ao Dragão em julho -, Pepê está confirmado no jogo.O provável onze inicial do Grémio é: Paulo Victor; Vanderson , Paulo Miranda, Kannemann e Diogo Barbosa; Maicon, Matheus Henrique, Alisson , Jean Pyerre e Pepê; Diego Souza.Treinador de Lusaka pode, este domingo, ganhar o segundo título no Brasil e encurtar o trilho para equiparar os feitos do compatriota no Fla.Vindo de um triunfo por 1-0 na primeira mão, disputada em Porto Alegre, o Palmeiras está bem encaminhado para carimbar, hoje, a sua quarta conquista da Taça do Brasil. Um empate caseiro frente ao Grémio vai bastar para Abel Ferreira celebrar o seu segundo título no Brasil e encurtar a distância para o feito de Jorge Jesus, que conquistou cinco troféus na sua passagem pelo Flamengo: Libertadores, Brasileirão, Carioca e Supertaças do Brasil e Sul-americana. O técnico natural de Penafiel poderá somar ao currículo mais três troféus nos próximos dois meses: a 7 e 14 de abril joga a Supertaça Sul-americana frente ao Defensa y Justicia e entre esses dois jogos vai ter lugar a Supertaça do Brasil, frente ao Flamengo, caso saia ganhador do duelo deste domingo. Em maio conclui o Paulistão.Além do treinador do Benfica, Abel também tem na mira a primeira tripleta do Palmeiras desde 1993. Vencedor do Paulistão e da Libertadores 2020, a equipa do português «só» precisa de confirmar o benefício sobre o Grémio para equiparar o feito de uma equipa comandada por Vanderlei Luxemburgo – com jogadores da craveira de Edmundo, Rivaldo ou Roberto Carlos – que conquistou os campeonatos paulista e brasileiro, além do prestigiado troféu Rio- São Paulo, considerado tão importante como um troféu nacional.»Vim para cá para ganhar títulos. Sou melhor treinador devido ao plantel e à estrutura»Na antevisão do jogo de hoje, às 21h00 portuguesas, Abel deu conta da ampretensãoe «engordar» um currículo que começou a ser escrito com a Libertadores. «Na minha apresentação declarou que não vinha para aqui passar férias. Vim para um grande clube para ganhar títulos. Hoje sou melhor treinador à conta deste plantel e da estrutura», aalegouo comandante do Palmeiras, dando a receita para tfrearo Grémio: «Não controlo o que faz o aoponente Não sei se vêm mais ou menos agressivos. O que eu sei é o que o Palmeiras deve fazer. Temos de pressionar o Grémio, procurar o golo e sermos competitivos quando não tivermos a bola. Temo que ter serena para encontrar os percursos certos para a baliza do oponente, quando a tivermos.»Já Renato Gaúcho, que não marcou presença na conferência de Imprensa conjunta coordenada pela CBF, mostrou-se confiante em dar a volta à eliminatória. «Respeitamos o Palmeiras, mas sabemos que temos condições de reverter o resultado. É um jogo difícil para nós e para eles, porque um golo leva o jogo para o desempate de penáltis. Tudo pode ocorrer», vincou o treinador do Grémio.

Na sexta-feira 26 de fevereiro treinador de Portugal do Palmeiras identificava aspetos a melhorar no futebol canarinho.Fechado que estava o Brasileirão, era altura de balanços por terras de Vera Cruz. Abel Ferreira, treinador de Portugalde Portugal que governou o Palmeiras à conquista da Taça Libertadores não conseguiu replicar o mesmo tespéciede sêxitono campeonato; a equipa paulista concluiu no sétimo lugar e, na derradeira ronda da prova, perdeu por 2-0 frente ao Atlético Mineiro.desafiou-se o técnico de Lusaka após a partida, em conferência de jornalismo, a fazer um balanço de o Brasileirão e, em jeito de raio X a o futebol canarinho, Abel considerou que ainda há uma grande margem para aprimoramentos.»Já falei sobre isso no último jogo. O Brasil era uma superpotência, não só no futebol, mas também como país. Tentava tirar o máximo de rendimento deles, quando tenho jogadores. achava que estávamo a ter um proveito de 50 por cento, ou estávamo a deixar 50% por aproveitar. Já dei uma das razões. Referiu Abel, prosseguindo:»O Brasil era uma potência global como país e na produção de jogadores de futebol, quando há matéria-prima de alta característica, estádios com essa categoria, centros de treino de grande característica, o resto já falei e não falarei o mesmo», mas achava que há muita margem para melhorar, e não era na infraestrutura, não era na característica dos jogadores. Mas isso deixava para quem tinha que decidir. Quando falávamo e ninguém, em Portugal fazia nada, nós costumávamo a declarar: ‘ mandava quem podia, obedecia quem devia'», rematou o homem do leme do Palmeiras.Faz 2 meses, de lembrar » mais paciência » com o trabalho de os treinadores em o Brasil. que quando conquistou a Taça Libertadores, em o final Abel apelou a para com o trabalho dos treinadores no Brasil.

Abel Fernando Moreira Ferreira, é um treinador e ex-futebolista de Portugal que atuava como lateral-direito. Conhece-se Abel Fernando Moreira Ferreira é mais conhecido como Abel Ferreira.

Fonte: ojogo-pt

Sentiment score: POSITIVE

Countries: Brazil

Cities: Sao Paulo

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Abel Ferreira volta a fazer história: Palmeiras vence o Grémio e conquista a Taça do Brasil
>>>>>Capitão do Palmeiras de Abel Ferreira em alerta e pede «foco» pela glória: «Falta metade da escada» – (ojogo-pt)
>>>>>Palmeiras-Grémio: os últimos ajustes das equipas para a final da Taça do Brasil – (ojogo-pt)
>>>>>Abel na senda de Jesus: este domingo pode haver nova conquista – (ojogo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 Abel Ferreira 40 0 PERSON 16 (tacit) ele/ela (referent: Abel): 2, Abel: 7, Abel_Ferreira: 6, Abel_Fernando_Moreira_Ferreira (apposition: mais conhecido): 1
2 eu 280 0 NONE 15 (tacit) eu: 14, eu: 1
3 nós 80 0 NONE 15 (tacit) nós: 10, nós: 5
4 o Palmeiras 170 0 PLACE 8 o Palmeiras: 6, Palmeiras de o técnico Abel_Ferreira: 1, (tacit) ele/ela (referent: Palmeiras de o técnico Abel_Ferreira): 1
5 jogo 0 50 NONE 6 o último jogo: 1, O jogo: 1, o jogo: 3, um jogo difícil: 1
6 treinador 200 0 NONE 6 o treinador: 1, melhor treinador devido: 1, treinador português: 2, melhor treinador: 1, Treinador luso: 1
7 Verdão 230 0 ORGANIZATION 5 o Verdão: 1, (tacit) ele/ela (referent: O Verdão): 2, O Verdão: 2
8 Grémio 80 0 ORGANIZATION 5 o Grémio: 3, O Grémio: 1, o Grémio de o avançado Pepê: 1
9 frente 0 0 NONE 4 2-0 frente: 1, frente: 3
10 mão 0 0 NONE 4 esta segunda mão: 1, a primeira mão: 3