Por: SentiLecto

Gianni Infantino falou sobre os benefícios do videoárbitro no futebol. Gianni Infantino é presidente da FIFA.Gianni Infantino saiu esta sexta-feira a favor do videoárbitro , considerando que o novo sistema «está a auxiliar o futebol» Gianni Infantino é o presidente da FIFA., e recusou que esteja a «prejudicar ou lesar» o desporto.»É preciso ter em conta que se inseriu o VAR só há dois anos e não há vinte anos. Está a auxiliar o futebol, não o está a prejudicar ou lesar. O protagonismo do VAR não pode ser confundida por algumas resoluções erradas que podem ter sido tomadas em determinado momento», declarou Infantino.O presidente da FIFA, que falava aos jornalistas em conferência de jornalismo, em Zurique, na Suíça, após reunião do comité executivo do organismo, explicou que o sistema «foi uma grande mudança para todos» e que, por isso, «alguns Juízes ainda não se ajustaram».»Os erros que têm ocorrido são sobretudo por falta de experiência. Eu acredito que o VAR está em boas mãos. É preciso evoluir através das informações que são recebidas em todos os jogos. Com essas informações, é possível debater aprimoramentos», frisou.Infantino abordou ainda o atual calendário de competições, formatado devido à pandemia da covid-19, com praticamente todos os clubes a tdeverem disputardois jogos por semana.»No futuro próximo, vai ser necessário que todas as partes envolvidas no futebol debatam e discutam a criação de um calendário harmonioso que tenha em consideração a saúde dos jogadores. É preciso proteger seleções, clubes e o futebol global», deduziu.

Vai disputar-se prova em o Japão, anunciou esta sexta-feira o organismo que tutela o futebol global.O Campeonato do Mundo de clubes continuará a ser disputado por sete equipas em 2021, por causa da pandemia de covid-19, e anunciou esta sexta-feira a FIFA, se o vai jogar em o Japão.Em 1 ano, o Mundial, que iria contar pela primeira vez com 24 equipas, estava, em a China, mas o impacto do novo coronavírus em todo o mundo levou a entidade que rege o futebol mundial a adiá-lo.Agora, o torneio decorrerá no formato tradicional de sete clubes no Japão, em dezembro de 2021.A FIFA pretendia que a edição de dezembro de 2020 no Qatar fosse a última com a participação de sete clubes – os seis campeões continentais e o campeão da Liga doméstica da nação que recebe o Mundial -, um formato que acaba por atrair pouco interesse mediático e que tem sido vencido frequentemente pelo clube europeu.Ainda está na agenda», destacando que se o decidiu só ainda não quando é, apesar de tudo, Gianni Infantino declarou em conferência de jornalismo virtual que o Mundial de 24 clubes » que o mesmo progride. Gianni Infantino é presidente da FIFA. que o mesmo progride.Em 5 anos, segundo a Associated Press, a introdução de o torneio em os novos moldes poderá estar.Faz 7 meses, paralelamente, a FIFA anunciou também esta que o seu congresso anual já não vai ser realizado em Tóquio, sendo feita uma reunião virtual online em maio, também por causa da pandemia.

Na quarta-feira 25 de novembro presidente da FIFA reagia ao falecimento do antigo astro de Argentina.O suíço Gianni Infantino declarou ter vivido um dia assombrosamente triste pela morte do antigo futebolista argentino Diego Armando Maradona, «uma lenda, um herói». O suíço Gianni Infantino é o presidente da FIFA.»Hoje, foi um dia assombrosamente triste. O nosso Diego deixou-nos. Os nossos corações – de todos nós que o amámos pelo que era e pelo que encarnava – pararam por um momento. O nosso silêncio, as nossas lágrimas, a nossa dor era a única coisa que sentimos neste momento», lê-se na mensagem do líder do organismo que rege o futebol global.Infantino prosseguia a mensagem de condolências, pelava morte do «astro» argentino, aos 60 anos, em Buenos Ainres.»Sempre declarou e podia repeti-lo agora, mais convicto do quejamaisa: o que o Diego fez pelo futebol, por ter-nos feito apaixonar por este lindo jogo, foi único. era, como ele era, simplesmente imenso… O Diego merecia a nossa eterna gratidão por isso, por nos ter deslumbrado com o sua inacreditável habilidade e sim, por ter sido tão único: por ter sido Diego Armando Maradona, uma lenda, um herói e…um homem», adicionou.O presidente da FIFA destacou ainda o protagonismo do campeonato do mundo de 1986 para o futebol.»O Diego podia ser agora eterno, mas, para sempre, o Diego terá um lugar ilustre na inacreditável história de todas as lendas do futebol. Os nossos sentimentos mais profundos conduziam-se para a sua família e amigos neste momento difícil. descansava em paz, desejado Diego. Nós amávamo-te», deduziu Infantino.Faz 34 anos, já o seu antecessor, Joseph Blatter disse a sua amargura em declarações em a agência noticiosa de Francia AFP, lembrando o emblemático golo com a » mão de Deus » em o México, em o triunfo frente em a Inglaterra.era triste, bastante triste, o desaparecimento de um dos melhores jogadores dos nossos tempos. Ele marcou o Mundial do México, com o triunfo de Argentina e com a «mão de Deus», que ele acaba de encontrar», alegou Blatter.Maradona, considerado um dos melhores futebolistas da história, faleceu na sua residência, na Argentina, aos 60 anos, anunciou o seu agente e amigo Matías Morla.Segundo o jornalismo de Argentina, Maradona, que treinava os argentinos do Gimnasia y Esgrima, padeceu uma paragem cardíaca na sua vivenda na província de Buenos Aires.A sua carreira de futebolista, de 1976 a 2001, ficou marcada pela conquista, pelava Argentina, do Mundial de 1986, no México, e os dois títulos italianos e a Taça UEFA ganhos ao serviço dos italianos do Nápoles.O Presidente da Argentina decretou três dias de luto nacional pela morte de Maradona. O Presidente da Argentina é alberto Fernández.

Fonte: ojogo-pt

Sentiment score: POSITIVE

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>»Alguns Juízes ainda não se ajustaram ao VAR»
>>>>>Mudança de planos: FIFA mantém formato reduzido do Mundial de clubes em 2021 – December 04, 2020 (ojogo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 Gianni Infantino 60 80 PERSON 15 o (referent: Infantino): 1, Gianni_Infantino (apposition: presidente de a FIFA): 2, Infantino: 4, (tacit) ele/ela (referent: o suíço Gianni_Infantino): 1, (tacit) ele/ela (referent: Infantino): 3, (tacit) ele/ela (referent: Gianni_Infantino): 2, Gianni_Infantino (apposition: O presidente de a FIFA): 1, o suíço Gianni_Infantino (apposition: O presidente de a FIFA): 1
2 Diego Armando Maradona 314 220 PERSON 10 O Diego: 2, Maradona: 2, nosso Diego: 1, o Diego: 2, (tacit) ele/ela (referent: Maradona considerado um): 1, Maradona considerado um: 1, querido Diego: 1
3 eu 40 0 NONE 6 (tacit) eu: 5, Eu: 1
4 futebol 0 0 NONE 6 o futebol: 4, o futebol mundial: 2
5 FIFA 220 0 ORGANIZATION 4 a FIFA: 2, (tacit) ele/ela (referent: A FIFA): 1, A FIFA: 1
6 nós 45 0 NONE 4 Nós: 1, (tacit) nós: 1, nos: 2
7 o Mundial 0 0 OTHER 4 O Mundial: 2, o Mundial: 1, o Mundial de 24 clubes: 1
8 o presidente de a fifa 32 0 NONE 3 O presidente de a FIFA: 3
9 O Campeonato_do_Mundo de clubes 0 0 OTHER 3 O Campeonato_do_Mundo de clubes: 1, (tacit) ele (referent: O Campeonato_do_Mundo de clubes): 1, (tacit) ele/ela (referent: O Campeonato_do_Mundo de clubes): 1
10 VAR 0 0 ORGANIZATION 3 o VAR: 2, o (referent: o VAR): 1