Por: SentiLecto

A equipa da Luz venceu na deslocação a Oliveira de Azeméis, casa dos bicampeões nacionais.O Benfica venceu a Oliveirense, por 79-82, na deslocação a Oliveira de Azeméis, ficando a uma vitória de se apurar para as meias-finais do play-off.No primeiro jogo, na Luz, o Benfica ganhou por 95-89, no segundo, também em casa dos encarnados, os bicampeões venceram por 89-88, e agora, com o resultado desta quinta-feira, ficam em risco de sair da Liga Placard.Num jogo equilibrado, o Benfica esteve quase sempre na frente, com a Oliveirense a conservar o jogo em aberto até aos últimos segundos.Já reta final, um triplo de José Barbosa alimentou a esperança da Oliveirense poder vencer, mas Quincy Miller, da linha de lance livre, deu a vitória do Benfica.Cameron Jackson foi o MVP do encontro, com 17 pontos, 8 ressaltos, 5 assistências e dois desarmes de lançamento.Benfica e Oliveirense voltam a defrontar-se no sábado , em Oliveira de Azeméis.

Os vocábulos de Joel Rocha, treinador do Benfica, após o eliminação do Benfica no Champions de futsal.Análise do tempo regulamentar: «Um jogo bastante exigente e equilibrado, ao contrário do que declara o resultado final. Uma primeira parte onde o Benfica foi melhor, com mais e melhores chances. Saímos atrás do resultado, mas tivemos a habilidade de empatar. A minha perceção é que, na primeira parte, fomos melhores. Na segunda parte, o Kairat entrou mais forte, acumulámos quatro faltas, mas conseguimos, mesmo assim, equilibrar o jogo. Nessa altura, acabámos por padecer o 2-1, mas, apesar de não termos conseguido aproveitar os minutos após a expulsão do Higuita, marcámos o golo do empate, que me parece ser o que mais se adaptava. Repartiu-se o encontro depois, e fica me em a imagem um lance, quase em o final de a segunda parte, bastante perto da linha de golo em que não conseguimos concretizar o êxito ., em que não conseguimos concretizar o êxito. O Benfica, nos últimos metros, não conseguiu ser eficaz e fazer a diferença.»Prolongamento: «No prolongamento, a primeira parte continuou equilibrada. O nosso ataque coordenado não foi tão objetivo, seguro e controlado como desejávamo, perdemos algumas bolas no ataque e foi numa dessas perdas que o Kairat consegue fazer o 3-2. Na segunda parte do prolongamento, já com as cinco faltas, corremos atrás e cometemos a sexta falta, que dá o 4-2. A partir daí, foi risco máximo com guarda-redes progredido. Os números finais são bastante pesados e inglórios.»Desilusão: «Estamos decepcionados, porque tínhamos pretensões para o jogo de hoje. Fica o sentimento de que os nossos jogadores tudo fizeram para alcançarmos um resultado totalmente diferente do que acabou por ocorrer. O Benfica tem várias chances em que não consegue inseri a bola dentro da baliza e isso deixa o resultado equilibrado. Nos últimos três ou quatro metros, o Benfica não foi uma equipa com a convicção de que às vezes é preciso, de empurrar e fazer mais qualquer coisa. Não conseguimos ser eficazes e mais assertivos nos últimos metros, mas também fizemos muitas coisas bem e devemo olhar para o jogo na globalidade. Foi um grande jogo para abrir o torneio.»

Na sábado 17 de abril Declarações do treinador Ricardo Soares, após o triunfo do Gil Vicente diante do Benfica, por 1-2, no estádio da Luz, a contar para a 26.ª jornada da Liga NOS.Análise do jogo: «Tivemos uma dinâmica grande. Tentámos colocar o Benfica em uma zona de mal-estar, porque seria altamente difícil jogar os 90 minutos sempre atrás da linha da bola. Na primeira parte fizemos um jogo com grande característica, tivemos muita posse de bola, conseguíamo instituir muito perigo ao Benfica, que ficou um bocado desconfiado no jogo, não estava preparado para um Gil Vicente tão forte. Com naturalidade, chegávamo ao golo mesmo contra uma grande equipa que era o Benfica. na segunda parte por mérito do oponente, o Benfica encostou nos laterais, não desejávamo de forma nenhuma, mas a característica do Benfica fez com quem nós devêssemos subir para trás. Mas provávamo sempre uma organização e consistência defensiva bastante fortes e fomos sempre arriscados para agredi a baliza do Benfica porque nós defendíamo para agredi, não para arruinar. acabávamo por padecer um golo numa altura em que o nosso jogador estava com cãibras e o Benfica aproveitou bem como grande equipa que era, mas pensava que o triunfo foi justa».Estratégia: » trabalhávamo incessantemente esse primeiro período de construção. sabíamos que o Benfica tem dois jogadores fortes na pressão, mas teríamos um benefício espacial para desenvolver o nosso jogo mais à frente e obrigar o Benfica a mais desgaste e, principalmente, colocá-los desconfortáveis, se conseguíssemos suprimi a primeira linha de pressão. Finalmente ocorreu, fomos contentes, mas desejava declarar que foi um triunfo bastante sofrida e gostaria de dedicar esse triunfo aos nossos adeptos e aos nossos jogadores, que foram fantásticos mais uma vez. têm sido dias difíceis para nós, desejávamo depressa conseguir a manutenção e vamos padecer até ao fim».Contas para continuidade: «Respondi a uma questão de um jornalista que me declarava que 30 pontos seriam suficientes e eu declarou-lhe que nem 34, quanto mais 30. Mas ainda temos bastante para trabalhar, nada foi conquistado, mas esses pontos conquistados eram importantes para o futuro, porque darão confiança para nossos jogadores».

Fonte: ojogo-pt

Sentiment score: POSITIVE

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Benfica bate Oliveirense e está mais perto das meias-finais do play-off
>>>>>Joel Rocha após eliminação do Benfica: «Faltou a convicção de empurrar e fazer mais qualquer coisa» – (ojogo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 nós 477 305 NONE 39 nos: 1, nós: 3, (tacit) nós: 35
2 Benfica 495 170 ORGANIZATION 18 (tacit) ele/ela (referent: o Benfica): 2, (tacit) ele/ela (referent: Benfica): 1, o Benfica: 11, O Benfica: 3, Benfica: 1
3 jogo 120 40 NONE 7 Um jogo muito exigente e equilibrado: 1, o primeiro jogo: 1, o jogo: 3, um grande jogo: 1, um jogo: 1
4 parte 0 0 NONE 7 Uma primeira parte: 1, a primeira parte: 3, a segunda parte: 3
5 eu 0 5 NONE 6 me: 3, (tacit) eu: 2, eu: 1
6 resultado 70 0 NONE 4 resultado: 1, o resultado final: 1, o resultado equilibrado: 1, um resultado totalmente diferente: 1
7 triunfo 310 75 NONE 3 uma vitória: 1, um triunfo: 1, a vitória: 1
8 oportunidades 205 0 NONE 3 várias oportunidades: 2, melhores oportunidades: 1
9 equipa 100 0 NONE 3 grande equipa: 1, uma equipa: 1, uma grande equipa: 1
10 pontos 62 0 NONE 3 30 pontos: 1, esses pontos conquistados: 1, 17 pontos: 1