Por: SentiLecto

Os caratecas de Brasil tiveram 100% de aproveitamento na arena de mais uma edição do Karate Combat, que ocorreu no último domingo . Luiz Rocha e Bruno de Assis venceram Ilies Mardhi e Gergely Horváth , respectivamente, e foram destaques na quarta edição do acontecimento, que traz cenários em computação gráfica para simular visuais futuristas e instituir identidade visual distinguida.

«Meu oponente é realçado por a potência, com boa vivência MMA e kickboxing, diferente de muitos caratecas do acontecimento, que são mais clássicos. A ordem vai ser impor meu jogo e velocidade em momentos específicos. Estamos com tática definida para os três rounds. Estou plenamente confiante», declarou o lutador, que tem mais de 200 medalhas nas competições nacionais de internacionais de caratê olímpico.

Bruno Assis de Oliveira é um ex-jogador de futsal, que jogava como ala.

O paulista Bruno de Assis foi o primeiro a subir no «pit» e logo partiu para a troca franca de golpes, acertando bons chutes altos e diretos de direita no passivo húngaro. No segundo roubo, o paulista conservou a agressividade e conseguiu o nocaute com uma sequência de cruzados, garantindo o segundo triunfo consecutivo na organização. No main event, Luiz Rocha, que angariou mais benefícios com boas quedas, garantindo a vitória e a vaga como próximo desafiante ao título da categoria, mostrou a consistência técnica característica. Mais comedido no ínicio, variou alturas e golpeou pontualmente durante todo o primeiro round. Com maior envergadura, o francês tentou circular para aproveitar brechas para contragolpear, mas sentiu os chutes baixos e diretos no plexo aplicados pelo carateca potiguar, que passou a cercá-loconsistentementee. O panorama foi conservado praticamente inalterado em a parcial final.

«Me oponente era rápido e bastante estratégico. Ele tentou me assombrar algumas vezes, mas quase não me tocou. Minha tática era sólida, e agora me credenciei para o título. Não vou deixar essa possibilidade fugir», alegou o brasileiro, ainda na arena de luta.

«Isso foi preponderante nas últimas lutas, mas agora é momento de ressurgir. Mardhi é jovem e rápido, mas sou um dos mais experientes deste acontecimento, e ele precisa me respeitar. Vou dominar essa guerrazinha com tranquilidade», alegou o lutador, que também está invicto no MMA há quatro lutas.

Equatoriano dá show

Uma publicação compartilhada por Karate Combat em 18 de Out, 2020 às 4:26 PDT

Fonte: Extraoglobo-pt

Sentiment score: POSITIVE

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Brasileiros brilham e conquistam duas triunfos no Karate Combat, realizado no último domingo ; cheque
>>>>>Dupla brasileira entra em ação no Karate Combat deste domingo e projetam os confrontos; saiba mais – October 17, 2020 (Extraoglobo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 eu 195 0 NONE 10 (tacit) eu: 5, Me: 1, me: 4
2 lutador 480 0 NONE 4 o lutador: 4
3 era 480 160 NONE 2 Minha tática era sólida: 1, oponente era rápido: 1
4 Luiz Rocha 220 0 PERSON 2 Luiz_Rocha: 2
5 você 160 0 NONE 2 (tacit) você: 2
6 MMA 80 0 ORGANIZATION 2 boa vivência MMA: 1, o MMA: 1
7 Bruno de Assis 0 0 PERSON 2 O paulista Bruno_de_Assis: 1, (tacit) ele/ela (referent: O paulista Bruno_de_Assis): 1
8 carateca 0 0 ORGANIZATION 2 o carateca: 2
9 caratecas de o evento 0 0 NONE 2 caratecas de o evento: 2
10 evento 0 0 NONE 2 o evento: 1, este evento: 1