Por: SentiLecto

Foto: Wikipedia – Rik Verbrugghe (Tour de France – stage 8)

Ciclista britânico participará mais uma vez na Volta, que à Catalunha e chega ao Tour via Critério do Dauphiné», adiantou Verbrugghe, que delineou as «linhas mestras» da temporada do veterano, que viveu um ano 2020 difícil, ainda a recuperar da lesão grave contraída em 2019, devido a uma queda, ao Algarve. O ciclista britânico Chris Froome arrancará a temporada 2021 na Volta ao Algarve, em que participa pela terceira vez, a percurso da Volta a França, anunciou o diretor esportivo.Em entrevista ao Het Nieuwsblad, Rik Verbrugghe, que conduz a formação de Israel, explica que Froome, que venceu quatro vezes o Tour, vai retornar ao Algarve para se estrear com as novas cores, após sair da INEOS no final de 2020.Faz 9 anos, o ganhador de o Tour em 2013, 2015, 2016 e 2017 também começou a época em a » de Algeria ‘, em 2012, mas não deduziu a prova, ganha por um colega de equipa da Sky, o australiano Richie Porte.Quando foi 104, quatro anos antes, «Froomey’ corria pela Barloworld.º no final das cinco etapas, a percurso de um sexto lugar final na Volta ao Distrito de Santarém, no que foi o ano de estreia no Tour.De lá até aos dias de hoje, adicionou dezenas de triunfos, a maioria delas com a Sky, a que chegou em 2010, numa década em que, além de França, venceu também a Volta a Espanha e a Volta a Itália .Para 2021, com novas cores, tem como objetivo voltar ao Tour, que não corre desde 2018, com Verbrugghe a achar que a pandemia afetou «a recuperação» do britânico de 35 anos, que foi «empurrado’ para a competição demasiado cedo.»Tem ficado bastante mais forte, e poderá desenvolver de novo tanta força na perna direita como tem na perna esquerda», adicionou o diretor, referindo-se à parte do corpo que spadeceuas principais consequências da queda de 2019.A 47.ª edição da Volta ao Algarve vai ser disputada entre 17 e 21 de fevereiro por 25 equipas, 14 das quais do WorldTour, um número recorde de participação de formações do escalão máximo do ciclismo, anunciou hoje a organização.

A 47.ª edição da Volta ao Algarve terá um número recorde de participação de formações do escalão máximo do ciclismo.A 47.ª edição da Volta ao Algarve vai ser disputada por 25 equipas, 14 das quais do WorldTeam, um número recorde de participação de formações do escalão máximo do ciclismo, anunciou esta quarta-feira a organização.Em comunicado, a Federação Portuguesa de Ciclismo refere que a escolha do pelotão para a prova, a única da categoria UCI ProSeries a disputar-se em Portugal, «baseou-se em critérios de característica esportiva, pertinência das equipas para o ciclismo nacional e representatividade dos principais mercados emissores de turismo para o Algarve».A prova, que se realiza entre 17 e 21 de fevereiro, contará com as 12 equipas do WorldTeam que participaram na edição de 2020 – Astana, Bora-hangrohe, Cofidis, Deceuninck-QuickStep, Groupama, INEOS, Intermarché-Wanty-Gobert, Israel Start-Up Nation, Lotto Soudal, Team DSM, Trek-Segafredo e UAE Emirates – às quais se junema Jumbo-Visma e a Movistar.Ainda que convidarão as nove equipas continentais de Portugal, a organização menciona e garante ter convidado duas ProTeams, o segundo nível internacional, com forte ligação ao ciclismo português: a espanhola Caja Rural e a norte-americana Rally Cycling.se vai divulgar o caminho de a prova em breve, mas deverá conservar as qualidades habituais, com etapas para sprinters, trepadores e contrarrelogistas.

Na terça-feira 15 de dezembro Calendário velocipédico abria no Algarve e agosto teria Volta a PortugalA Volta ao Algarve será, ao contrário do que era habitual, a primeira prova do calendário velocipédico em Portugal na próxima temporada, com a 82.ª Volta a Portugal a estar marcada para a habitual primeira quinzena de agosto.De acordo com o plano de atividades da Federação Portuguesa de Ciclismo, a «de Algeria», a única prova do calendário da categoria UCI ProSeries a disputar-se em Portugal, vai correr-se de 17 a 21 de fevereiro, antes mesmo da Prova de Abertura , que tradicionalmente abria a época.O outro grande destaque da temporada que se estendia competitivamente até setembro era a Volta a Portugal, cuja 82.ª edição, trocada este ano por uma edição especial devido à pandemia de covid-19, d decorreriaentre 04 e 15 de agosto.Além das duas corridas, haverá mais três corridas internacionais em Portugal: Clássica da Arrábida , Volta ao Alentejo e Grande Prémio Internacional de Torres Vedras – Troféu Joaquim Agostinho .A Taça de Portugal seria composta pela Prova de Abertura, na região de Aveiro, pelava Clássica da Arrábida e pela Clássica Aldeias do Xisto .De 18 a 20 de junho decorrerão os Campeonatos Nacionais, ainda em local a nomear.Para o final da temporada, que em Portugal chegava um mês antes do final das provas WorldTour e do circuito europeu, estava agendada a Rota da Filigrana , despedindo-se o pelotão no Festival de Pista, em Tavira, em 05 de outubro.Calendário17 fevereiro-21 fevereiro: 47.ª Volta ao Algarve.7 março: 1.ª Prova da Taça de Portugal – Prova de Abertura – Região de Aveiro.14 março: 2.ª Prova da Taça de Portugal – Clássica da Arrábida.17-21 março: 38.ª Volta ao Alentejo.28 março: 25.ª Clássica da Primavera.15-18 abril: Grande Prémio JN/O Jogo.25 abril: Grande Prémio de Mortágua.2 maio: Volta a Albergaria.9 maio: 3.ª Prova da Taça de Portugal – Clássica Aldeia do Xisto.13-16 maio: Grande Prémio O Jogo.30 maio: 12.º Memorial Bruno Neves.1-6 junho: 41.º Grande Prémio Abimota.18-20 junho: Campeonatos Nacionais.25-27 junho: Volta do Futuro4 julho: 5.º Grande Prémio Anicolor.15-18 julho: 43.º Grande Prémio Internacional de Torres Vedras – Troféu Joaquim Agostinho.4-15 agosto: 82.ª Volta a Portugal.21 agosto: Circuito de Alcobaça.22 agosto: Circuito da Malveira.23 agosto: Circuito da Moita.23 agosto: Circuito de Nafarros.30 agosto-5 setembro: 30.º Grande Prémio Jornal de Notícias.12 setembro: Campeonato Nacional de Rampa.18 setembro: Rota da Filigrana.5 outubro: Festival de Pista – Tavira.Lusa/Fim

Faz 21 anos, encarnou seu país, Bélgica em Sydney.

É profissional desde 2007 e actual membro da equipa britânica Ineos Grenadiers de categoria UCI WorldTeam.

Fonte: ojogo-pt

Sentiment score: SLIGHTLY POSITIVE

Countries: Brazil

Cities: Santarem, Franca

A história desta notícia a partir de notícias prévias:
>Chris Froome estreia-se pela nova equipa nas estradas de Portugal
>>>>>Volta ao Algarve com número recorde de equipas do WorldTeam – January 06, 2021 (ojogo-pt)

Entidades mais mencionadas e sua valorização na notícia:

Id Entity Positive Negative Named-Entity Total occurrences Occurrences (appearances)
1 o Algarve 0 0 PLACE 9 o Algarve: 9
2 Volta 0 0 ORGANIZATION 6 a Volta: 2, ª Volta a o Alentejo: 1, Volta: 2, ª Volta a o Algarve: 1
3 Portugal 0 0 PLACE 5 Portugal: 5
4 prova 0 0 NONE 5 a prova: 3, A prova: 2
5 Tour 80 0 ORGANIZATION 4 o Tour: 4
6 Chris Froome 0 0 PERSON 4 Chris_Froome: 1, Froome: 2, (tacit) ele/ela (referent: Chris_Froome): 1
7 Grande Prémio Anicolor 0 0 PERSON 4 º Grande_Prémio_Abimota: 1, Grande_Prémio_de_Mortágua: 1, º Grande_Prémio_Anicolor: 1, Grande_Prémio_Internacional_de_Torres_Vedras: 1
8 Rik Verbrugghe 0 0 PERSON 4 Rik_Verbrugghe: 2, Verbrugghe: 2
9 um número recorde de participação de formações de o escalão máximo de o ciclismo 270 0 NONE 3 um número recorde de participação de formações de o escalão máximo de o ciclismo: 3
10 organização 120 0 NONE 3 A organização: 1, a organização: 2